Orçamento de 2013 do Distrito Federal é o maior de sua história.

José Carlos Werneck

Totalizando R$ 31,9 bilhões, sendo R$ 21,3 bilhões do próprio GDF e R$ 10,6 bilhões do Fundo Constitucional do DF, o governador Agnelo Queiroz terá enormes recursos na véspera do período eleitoral. A previsão orçamentária para 2013 é de investimentos da ordem de R$ 3,2 bilhões, um recorde no Distrito Federal.

Em 2012, ano em que mais se aplicou recursos em melhorias urbanas, o montante totalizou R$ 1,5 bilhão. Em entrevista à imprensa, os secretários de Planejamento, Luiz Paulo Barreto, e de Fazenda, Adonias dos Reis Santiago, anunciaram as intenções do governo para o presente exercício.

Entre os projetos que mais terão recursos, estão o Estádio Nacional Mané Garrincha (R$ 444,3 milhões), que receberá em julho a abertura da Copa das Confederações, e obras de mobilidade urbana e infraestrutura e urbanismo.

CARTA BRANCA

A nova lei orçamentária traz ainda uma novidade: o Executivo terá mais liberdade para remanejar a verba bilionária. A Câmara Distrital deu ao governo carta branca para aumentar recursos previstos e cancelar dotações. Os deputados distritais aprovaram 69 projetos prioritários para 2013 cuja aplicação financeira será livre.

“Vamos administrar os recursos de forma que obras mais adiantadas sejam contempladas primeiro. Não deixaremos dinheiro do orçamento paralisado, o que é um desperdício, quando, por alguma eventualidade como decisão judicial ou questionamento do Tribunal de Contas, houver suspensão temporária da obra”, destacou o secretário de Planejamento.

A previsão é de um aumento de 12% da arrecadação própria. O Fundo Constitucional composto por valores repassados pela União para as áreas de saúde, segurança e educação aumentou 7% em relação a 2012. Tal acréscimo leva em conta a variação da receita corrente líquida da União entre julho de 2011 e junho de 2012.

SAÚDE E EDUCAÇÃO

A população do Distrito Federal espera, ansiosa, que áreas altamente prioritárias, como Saúde e Educação, que Agnelo já recebeu totalmente sucateadas. mereçam do Governador especial atenção,conforme ele próprio vem prometendo.

É importante lembrar que a construção de penitenciárias é um item necessário, mas investir em Segurança Pública, que no Distrito Federal está um caos, vai muito mais além disso.

Agnelo Queiroz é um homem inteligente e político experiente e sabe, melhor que ninguém, que eleitor satisfeito é voto garantido. 2014 é ano eleitoral e, ao que tudo indica, o governador, como é natural, deseja reeleger-se.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *