Os economistas apostam que o Brasil vai crescer sem parar nos próximos 20 anos. E você? Também acredita nesse tipo de futurologia estatística?

Nogueira Lopes

O Brasil precisa se olhar no espelho. As previsões são as mais otimistas, porém irreais. Para os próximos 20 anos, fala-se em crescimento do PIB entre 4,5% e 5% ao ano. Isso significa que a economia iria crescer 150% nesse período. Você acredita?

Estudo do prof. William Eid Júnior, da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, mostra que esse crescimento não seria sustentável. Os portos e aeroportos já operam acima da capacidade. As ferrovias foram desmanteladas, com favorecimento do transporte rodoviário, mas as estradas são péssimas. Em oito anos de FHC e mais oito anos de Lula, nada mudou.

Entre os 40 maiores países do mundo, somos o mais burocrático. Na educação, ocupamos uma vergonhosa 88ª posição. A China forma 300 mil engenheiros por ano, a Índia, 200 mil. O Brasil, menos de 30 mil. Claro, pode-se argumentar que a população deles é muito maior. “Mas como justificar que a Coreia, que tem apenas 25% da população brasileira, forme três vezes mais engenheiros? Dos formados em cursos superiores no Brasil, apenas 5% são engenheiros. Na Coreia, são 25%”, assinala o prof. Eid Júnior.

Por isso, as expectativas dos países desenvolvidos são de Brasil e Rússia fornecendo commodities (bens primários, como produção agrícola e minérios) para Índia e China, que serão os grandes produtores industriais. Como se sabe, commodities não geram empregos nem valor agregado. Assim, lá se vão pelo espaço as previsões otimistas.


NINGUÉM VENCE O BRASIL

E a corrupção ? Segundo a Transparência Internacional, dos 42 maiores países, o Brasil é o mais corrupto. China e Índia estão sete e oito posições acima da nossa.


ADEUS, CASSETA & PLANETA

Depois de 18 anos sendo exibido na Rede Globo, o “Casseta & Planeta Urgente” sairá do ar a partir de dezembro. A audiência já vinha caindo. Com a morte de Bussunda, seguiu despencando, não dá mais para segurar.

Agora, os humoristas farão trabalhos independentes e longe da televisão. Já foi confirmado que Hubert e Marcelo Madureira estarão no longa-metragem “Agamenon”, com gravações programadas para os primeiros meses do próximo ano. Reinaldo já colabora em O Globo. Os outros estão em recesso.


BAIXARIA CADA VEZ MAIOR

Aliás, em matéria de audiência, as emissoras fazem de tudo, e o diretor Boninho está prometendo “pancadaria e muita bebida” para a próxima edição do “Big Brother Brasil”, em janeiro.

A agressão física não será mais proibida no programa (nas edições anteriores, resultava em eliminação imediata). “Nada mais é proibido no BBB, pode fazer o que quiser. Esse ano… liberado! Vai valer tudo, até porrada”, revelou Boninho,adiantando que agora o programa não servirá aos participantes apenas bebidas leves. “Vai ser power… chega de bebida de criança”, decretou.

E pensar que a TV Globo acaba de conseguiu baixar a classificação do próximo “Big Brother Brasil” de 14 para 12 anos… Com isso, poderá ir ao ar depois das 20 horas e os participantes poderão se exibir livremente em outros programas, como o “Mais Você”, de Ana Maria Braga. A que ponto chegamos.


JOGO DO BICHO ELETRÔNICO

Estava demorando, mas a tecnologia já muda até o jogo-do-bicho. Os apontadores que “trabalham” na Av. Olegário Maciel, logo no inicio da Barra da Tijuca, começaram a registrar apostas usando uma maquininha, que substitui o antigo bloco de anotações.

Agora só falta o sorteio ser feito ao vivo, com transmissão pela internet.


RODRIGO SANTORO FAZ SUCESSO

Após a pré-estreia de “O Vigarista de Ano”, que só agora está entrando em cartaz nos EUA, o site norte-americano TMZ perguntou aos leitores quem eles preferiam: Rodrigo Santoro ou Jim Carrey. O resultado é surpreendente: cerca de 80 por cento dos votos vão para Rodrigo.

No filme, que estreou no Brasil no começo deste ano, os atores fazem um casal gay, com direito até a beijo na boca.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *