Os presidenciáveis são como Vargas: os que estão no Poder NÃO GOSTARIAM DE SAIR. Os que VÃO ENTRAR, se puderem, não sairão.

José Antonio:
“Helio, por que sinto “ódio” no que você escreve sobre Getulio Vargas?”

Comentário de Helio Fernandes:
As pessoas geralmente “sentem” o que querem. Um analista profissional e independente, recolhe os fatos, examina, e se é realmente independente, emite sua opinião, contra ou a favor. Qualquer que seja ela, gera protestos e até revoltas, ou então aplausos e elogios.

No caso de Getulio, que ficou 15 anos no Poder, e USOU e UTILIZOU esse Poder de forma INOMINÁVEL, INCONTESTÁVEL, IRREVOGÁVEL, tem “admiradores” ou até admiradores de verdade.

Como durante esses 15 anos, USOU e UTILIZOU o Poder para se PERPETUAR, escravizar, ensangüentar, encurralar (adversários), prender, CORROMPER (quem precisava ser atraído ou silenciado), liquidar amigos e inimigos. Enfileirou os que pretendiam concorrer ao cargo que ele “conquistou” traindo o país e a própria revolução que fingiu chefiar, acumula infindáveis e indiscutíveis protestos, acusações e denúncias, que chegam de todos os lados. E que vão “inundar” as páginas da História.

Afinal, gostando ou não gostando dele, se apossou do governo e se manteve nele por 15 anos VIOLENTOS, CRUÉIS e ININTERRUPTOS, sem nenhuma eleição, e quando disputou a primeira, e chegou ao Poder em 1950/51, não sabia  que fazer, se suicidou. E não por acaso ou outro fator, foi a única vez que elogiei Getulio Vargas, na hora e repetindo depois em inúmeras oportunidades. Citando de memória o que escrevi: “Foi o ato e o gesto mais genial da História do Brasil”.

Mas tarde, na “RENÚNCIA” de Janio Quadros, comparei a atitude dos dois, com Janio cada vez mais vivo, ao contrário de Vargas, que oferecendo a vida como penhor de uma decisão, não deixava o mínimo de dúvida.

Por que eu iria ter “ódio” de um homem que nasceu em 1883, distantes 37 anos do meu próprio nascimento? Tenho sim, todas as restrições a ele, ao seu Poder não conquistado, ao uso inusitado que faria desse Poder, não contra mim, mas contra o país e todos os brasileiros.

(Não vou enfileirar mais acusações a Vargas, quem quiser que elogie seu comportamento, sei que os adoradores aparecerão de todos os lados. Não responderei às bobagens que surgirão, “Vargas fez isso, fez aquilo, foi um realizador extraordinário”.)

Nessa linha (que já tem sido “exibida” aqui), outros ditadores “também fizeram”. A cada plano QUINQUENAL, Stalin juntava mais 1 ou 2 milhões de mortos às suas REALIZAÇÕES. Hitler, (que GENIAL administrador DEVE SER, na visão dos adoradores de Vargas) FEZ mais do que qualquer um do mundo ocidental.

Em 11 de novembro de 1918, a Alemanha assinava o TRATADO DE RENDIÇÃO INCONDICIONAL, se comprometia a não ter EXÉRCITO, MARINHA OU AERONÁUTICA. E 10 ou 14 anos depois, aquele cabo inútil, inculto, inócuo e insuportável, construía o MAIOR EXÉRCITO, MARINHA E AERONÁUTICA, apavorava o mundo. É bem verdade que dele eram apenas a crueldade, a vocação, a formação cruel e sanguinária, a vontade de matar e assassinar cada vez mais pessoas do mundo inteiro.

Os que acumularam recursos para que Hitler DIZIMASSE o mundo, foram dois cidadãos que os EUA tiveram o cuidado de PRESERVAR em Nuremberg: Albert Speer, que conseguiu financiamento para que Hitler cumprisse a vocação de ASSASSINAR, e o doutor Hjalmar Schacht, que em poucos anos, acabou com a DEGRADAÇÃO do marco alemão, liquidou a inflação.

***

PS – José Antonio, para terminar onde tudo começou e teria que ser inteiramente diferente: a chamada Revolução de 30, que de verdadeira, tinha e continua tendo apenas a data.

PS2 – Ninguém mais suportava a República, o grande fracasso, que já revoltava o país inteiro, sufocava todo e qualquer protesto. A situação chegou a tal ponto, que com menos de 41 anos, já era considerada REPÚBLICA VELHA.

PS3 – O país precisava de outra República, identificaram de onde vinha o fracasso, criaram um remédio que na “bula”, sem contraindicações ou efeito colateral, receitava: “É PRECISO ACABAR COM O PRIVILÉGIO ODIOSO DOS OCUPANTES DO CATETE ESCOLHEREM SEUS SUCESSORES”.

PS4 – Vargas cumpriu INTEGRALMENTE a obrigação de não indicar SUCESSORES:  ficou ele mesmo, não saiu por vontade própria, teve que ser expulso, ninguém suportava mais.

PS5 – Em mais de 75 anos de jornalismo, José Antônio, nenhum ÓDIO a Vargas ou a quem quer que seja. Mas Nossa Senhora, a quem ADMIRAR ou ELOGIAR nesses tempos todos.

PS6 – Estamos praticamente a 2 (dois) meses de uma nova “troca de guarda”, os que estão no Poder NÃO GOSTARIAM DE SAIR. Os que VÃO ENTRAR, se puderem, não sairão. São todos “herdeiros” de Vargas, embora o VARGUISMO não tenha resistido.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *