Os três Poderes estão podres e o Brasil parece ser um país sem perspectivas

Resultado de imagem para supremo charges

Charge do Bier (Arquivo Google)

Willy Sandoval

Essa irresponsabilidade toda não vai nos levar a lugar nenhum, ou melhor pode levar sim, talvez a uma guerra civil ou a uma outra ditadura. Ninguém se salva, dentro dessa enorme situação de penúria, salários defasados, pagos com atrasos (se forem pagos), miséria se multiplicando, o Congresso tem a coragem de ampliar para 33 anos a idade de dependentes, para os planos de saúde dos marajás parlamentares e seus familiares.

E o Judiciário, então, cujos salários nunca atrasam, não abrem mão de um centavo de mordomias. A famiglia Bolsonaro, então, sempre mamou nas tetas públicas, com rachadinhas e milicianos, agora aparecem como justiceiros para os policiais militares.

FERRO E MAIS FERRO – Enquanto isso no lombo do povo, dos pagadores de tributos, é só ferro e mais ferro. Fazem passar reformas que com o tempo vão deixar na miséria todos os funcionários públicos que trabalham diretamente com a população, tais como professores, pessoal da saúde, de atendimento do INSS e outros.

Os policiais militares, insuflados ou não, sabe-se lá por quem, já partem para a ignorância, se amotinam e não respeitam mais autoridade alguma, coibir isso, provavelmente, só na base do fogo e da porrada.

Enquanto isso, vamos nos colocar no lugar de empresários que estariam dispostos a investir seu capital em atividades produtivas, criar empregos e riquezas. Farão isso? Se eu fosse um, provavelmente no mínimo eu estaria adiando, se não cancelando qualquer plano de investimento.

SUPREMO INSENSÍVEL – A insegurança jurídica campeia, e nisso temos que “agradecer” ao STF, e com insegurança jurídica temos todas as inseguranças daí derivadas, tais como desigualdade social, direito de ir e vir, direito a vida, a inviolabilidade dos lares, etc…

Quero saber quando deixaremos de ter moleques no exercício dos três poderes, ninguém ou muito poucos se salvam, nesse festival de irresponsabilidades. Dá até vontade de citar nomes aqui, um atrás de outros, nos três poderes, mas é mais fácil acharmos alguns que se salvam, que mostram um mínimo de dignidade em suas funções, tais como Luiz Fux e Luís Roberto Barroso no STF ou o ministros Sergio Moro (Justiça) e Tarcisio Freitas (Infraestrutura). Há outros também, é claro, mas os “malfeitores” parecem que estão em número muito maior ou em posições muito mais elevadas.

Vou ficar por aqui, mas meu desabafo de Carnaval é muito maior. Depois em volto, com mais detalhes.

21 thoughts on “Os três Poderes estão podres e o Brasil parece ser um país sem perspectivas

  1. O problema é que quem deu o golpe não levou a melhor. O líder Eduardo Cunha está preso, Temer prefere nem ser lembrado, e os que se deram bem, não aceitam repartir. Briga de foice no escuro.

    • O interessante é que os senhores da razão, são aqueles que votaram no FHC, Serra, Alckimim e Aécio.
      Apoiaram o Cunha e o Temer, e finalizaram pondo o Bozo na presidência.
      Ainda tem a cara de pau de perguntar aonde existiu golpe.

  2. Gente eu não sei de que golpe estão falando “Será que os militares tomaram o poder”, fecharam o congresso”, “suspenderem os direitos individuais dos cidadãos”? Como isto não aconteceu não há que se falar em golpes. Ouve sim uma eleição que foi vencida pelo atual governo, que a meu ver está deixando muito a desejar. Mas não tivemos muito por onde escolher, então foi o voto da revolta. que como ja tinha acontecido antes, foi uma má escolha e não estou falando somente de presidente, e sim de Senadores, Deputa…. e outros.
    Não desejo com o pensamento acima criar atritos com quem quer que seja, a ultima coisa que digo é que cada povo tem o governo que mereço.

  3. “…cada povo tem o governo que mereço.” Não é bem assim, não é povo a besta do apocalipse eleitoral. É o sistema podre, mais furado do que queijo suíço, que leva o povo a essa situação nefasta, terrível, insuportável. E não é à toa que quase 1/3 da população votante não votou em branco, nulo, ou se absteve. Não é culpada pela merda que ai está imposta pelos partidos e, sobretudo, pelo establishment que não deixa a política e o país mudar.

  4. Quem, em sendo empresário, contrataria o Bolsonaro para trabalhar em sua empresa ? Eu não o contraria nem sequer por um salário mínimo. Mas face ao sistema podre, ele já conta com três fontes gordas de recursos do erário, capital, deputado e agora presidente, mais cartão corporativo, etc. e tal, que lhe propiciam renda mensal talvez superior R$ 70 mil, no mínimo, um sujeito sem qualificação profissional que não tem condições de ganhar sequer um salário mínimo na iniciativa privada, até porque não sabe fazer nada, só conseguiu aprender pular de paraquedas e fazer políticalha, ao que consta, totalmente avesso ao que propõe a Meritocracia.

      • A meu ver, tanto Lula quanto Bolsonaro, sob o aspecto político, me parecem dois charlatões temporais na seara política, um pela direita e o outro pela esquerda, dois oportunistas, duas faces do mesmo velho sistema político podre que já morreu.

    • Já começo te dizendo que você, ou é mal informado ou se faz.
      Primeiro, os comunistas são contra a Meritocracia, isso é FATO.

      Segundo, não há a mínima condição do Bolsonaro ser mais desqualificado que os membros da Esquerda. Já muitos figurões do PT o são, tanto que alguns foram presos e outros estão cheios de processos nas costas.

      Terceiro, jamais uma grande empresa ou banco privado da iniciativa privada teria em cargos chaves a mesma gente que comandou as Estatais e os Fundos de Pensão no governo Lula/Dilma, principalmente sindicalistas despreparados culturalmente, com apenas um curso no SENAI.
      Como bem disse o filósofo Roberto Romano:
      O PT é composto de três setores. O principal são os sindicalistas que dominaram a máquina sindical depois da democratização. Deixaram seus empregos e passaram a exercer uma liderança política que os promoveu socialmente. Do ponto de vista social, são arrivistas. Como a única preocupação desse grupo era obter liderança política, não lhe sobrou tempo para o necessário aprofundamento cultural.
      Faço apenas uma constatação. Sindicalismo e cultura não são obrigatoriamente antagônicos. Na história do marxismo, o nível dos sindicalistas sempre foi elevado. Eles liam muito, estudavam teoria política.
      Os sindicalistas que estão no governo (do PT) não tiveram essa preocupação.

      Quarto, nenhuma Petrolífera Privada, em pais algum, contrataria nenhum dos que foram presidentes da Petrobras indicados por Lula/Dilma.
      Veja o exemplo desse aí colocado por Lula para ser presidente da Petrobras. E você vem aqui falar em Meritocracia.
      “O novo governo está transformando a Petrobras num cabide de emprego do sindicalismo petista.
      O primeiro passo foi dado pelo presidente da República, ao nomear para a presidência da Petrobras o ex-sindicalista e ex-senador José Eduardo Dutra, candidato do PT ao governo de Sergipe, derrotado por João Alves, do PFL. Sem experiência administrativa, Dutra recebeu o cargo como prêmio de consolação pelo fraco desempenho eleitoral. Mal acomodou-se na cadeira de presidente, iniciou um desmonte na administração da estatal. Num desrespeito aos acionistas -principalmente aos mais de 300 mil trabalhadores que trocaram o FGTS por ações-, técnicos competentes e com larga experiência são substituídos por sindicalistas, que não têm intimidade com a rotina de tarefas sofisticadas e complexas, para as quais é necessário preparo e experiência”.
      Denúncia feita por José Carlos Aleluia (BA) é líder do PFL na Câmara dos Deputados, em 2003.

      Quinto, e falando em Cartão Corporativo, nos governo Lula/Dilma dois de seus ministros foram demitidos devido uso indevido dos CC e outros tipos de falcatruas. Um ministro até comprou um doce de tapioca e pagou com o CC.
      E vem você apontar o dedo para Bolsonaro…

  5. Só no exemplo da rachadinha, vemos que o setor público é perdulário e incompetente.
    Se um funcionário aceita receber metade do salário nominal e devolver a outra metade, é porque o salário do funcionário do vereador(deputado) está muito alto.

    • Isso mesmo. São “funcionarios” que nem sabem o endereço do local onde trabalham.

      Tinha uma “assessora” de um certo deputado federal, que hoje é presidente da República, que estava lotada em Brasília e ao mesmo tempo, de segunda a sexta, era personal trainer no RJ.

      Por mera coincidência a tal “assessora” é filha de um tal Fabrício Queiroz.

      Parece até conto de novela.

  6. Excelente texto do Willy Sandoval.
    Durante 21 anos a ditadura imbecilizou a maioria da população e deixou para governar o Brasil o que há de pior na política nacional, com exceção de Itamar Franco. Estava fechado o cerco: de Sarney a Bolsonaro e povo imbecilizado tem tudo para próxima eleição levar outra vez ao segundo turno o Bolsonaro e um candidato indicado pelo Lula. desse jeito o país não pode dar certo.
    Parte do eleitores são como torcedores de futebol, uns torcem pelo Bolsonaro e outros torcem pelo Lula. Não é fácil mudar isso, sem mudar o sistema

  7. Caro Willy Sandoval,
    Ayn Rand judia russa naturalizada norte-americana que fugiu da revolução bolchevique foi uma escritora, dramaturga, roteirista e filósofa escreveu, segundo consta nos idos da década de 1920, um CERTEIRO PENSAMENTO que deveria servir de reflexão e alerta para cada ser humano e, sobretudo se aplica INTEGRALMENTE à nossa amada pátria mãe gentil Brasil.
    Ei-lo: “Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”.

  8. Sandoval não disse novidade alguma, apenas afirmou o que já sabemos sobre os poderes constituídos, que apodreceram, fedem, e deveriam ser enterrados.

    Portanto, o seu artigo tem plena razão no seu conteúdo, se alguém ansioso observar que estou criticando a postagem, e não o contrário.

    A questão não é tão simples, após termos diagnosticado o mal do País, mas a obrigação que temos como povo a respeito de dois questionamentos naturais:
    Por que os poderes se deterioram desse jeito?
    O que podemos fazer para corrigir os males que impedem nosso crescimento e desenvolvimento pessoal e coletivo?

    Penso que é onde a “porca torce o rabo”, querer que o povo mesmo sendo roubado, explorado e manipulado, queira se envolver na reconstrução brasileira.

    O Brasil vem sendo tão solapado, tão violentado, que atingimos a condição de arruinado!

    Observem que as arrecadações de impostos não são mais suficientes para o custo desta nação.
    Não há dinheiro para a saúde, educação, segurança, saneamento, mas, em contrapartida, existem recursos abundantes para que as duas castas nacionais vivam em um Brasil muito diferente do nosso:
    Judiciário e Legislativo.

    A segunda questão é sobre a maldita política que temos e alimentamos atualmente ou um legislativo venal:
    Radical, adepto em derrotar quem está no poder, solerte, corrupto, desonesto, incompetente, perdulário, vagabundo …
    Nada que depender politicamente encontrará sensatez, racionalidade, equilíbrio, justiça … nada.
    Nenhum partido ou parlamentar pensa no povo e país. Primeiro seus interesses e conveniências, depois, como que pode enriquecer rapidamente, e obter a continuidade no poder através de cargos administrativos que o isentem de competir nas eleições.

    Outro aspecto que nos atravanca o avanço como população e Estado, trata-se do judiciário.
    Responsável pela impunidade, proteção aos ladrões do povo e erário, facilitador das solturas de presos comprovadamente corruptos, temos um STF que não possui mais a confiança do povo e sem qualquer autoridade moral.

    Quanto ao Executivo, temos eleitos ultimamente grandes impostores, corruptos, verdadeiros bandidos, que aparelham o Estado com seus cúmplices, que lhes darão um bom percentual do salário recebido à manutenção do partido e dos líderes do grupelho e quadrilha.
    Estranho o “escândalo” do Queiroz, a respeito da “rachadinha”, SE TODOS OS PARTIDOS E SEUS ASSESSORES FAZEM O MESMO!

    No PT, chegava a ser flagrante a cobrança de 20 ou 30% dos vencimentos de petistas no governo ou no legislativo, à manutenção do partido!

    Enfim, temos tantas complicações, erros, desvios de comportamento, verbas, imoralidade, desprezo pelo país e povo, que tenho sido repetitivo que, uma das soluções, e que diminuiria sensivelmente a gama de problemas insolúveis, somente com o fechamento do legislativo para as reformas necessárias.

    A outra medida é a necessária e urgente mudança na escolha dos ministros para os tribunais superiores, que não poderão ser mais da escolha do presidente da República, mas através de um plano de carreira, e somente para juízes concursados!

    Pergunto, de novo:
    Temos movimentos organizados que lutem por essas reivindicações?
    Não.
    Temos grupos interessados em mudar este estado de coisas que tanto nos prejudica?
    Não.

    Então continuaremos a preencher milhares de páginas diagnosticando nossos males, mas nenhuma frase com a receita do medicamento.

    Em outras palavras:
    Morreremos sabendo que havia tratamento, mas alguém deveria ter tomado a iniciativa, ora bolas!

    Assistindo aos milhões de foliões pelas ruas das cidades tradicionais no carnaval, Recife, Salvador, Rio, que lotam as ruas por vários quilômetros, me pergunto se tivéssemos esta mesma vontade para reivindicar alterações nos poderes?!

    Pois esta é a última e mais importante questão a ser respondida:
    Por que não nos importamos conosco e por que somos tão alienados com o Brasil e o desprezamos tanto?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *