Os três podres poderes provocam e menosprezam os cidadãos

Dione Castro da Silva

Alguém que neste país possua, no mínimo, dois neurônios ainda tem dúvida se houve ou não provocação aos professores em greve?! Os salários dos mandarins dos três podres poderes, mormente de senadores, de(puta)dos, vereadores, prefeitos, governadores, desembargadores, juízes, ministros das últimas instâncias et caterva (além do foro privilegiado – que excrescência, meus deuses?!) são, sim, um verdadeiro escárnio, desprezo, desrespeito, verdadeira provocação contra todos os professores do Brasil, muitos dos quais lutam bravamente, sem nenhuma infraestrutura para, pelo menos, alfabetizar a criançada.

A presidente, não satisfeita com o generoso aumento de salário autoconcedido pelos de(puta)dos no silêncio da madrugada, como sempre, triplicou o fundo partidário, para agradar suas excrescências, digo, excelências (excelente em que, meus deuses?!).

Em matéria de caráter, nem sabem do que se trata; ética, que palavra estranha… Pensam eles que possam locupletar-se mais anchamente. Sim, senhores, somos todos, cidadãos e cidadãs brasileiros trabalhadores, pagadores de impostos, escorchados diuturnamente pela canalha que se assenhorou de nós e do nosso suor (ou intelecto) desde 1500.

Aturamos provocações, achincalhes, desrespeito de todas as maneiras, ao sabor do estado de espírito do dono do rebanho da vez. Não passamos de reses para esses canalhas.

ATENDIMENTO TERCEIRIZADO

Agora, mais uma invenção perversa do monarca que está com o cetro na mão: as repartições públicas (nas três esferas administrativas, aproveitando o advento da Internet, estão fechando todo canal presencial (setor) de comunicação com o cidadão – isto porque o serviço é público, pelo menos em tese, existe em função do povo.

Colocam uns terceirizados no balcão de informações (este, como terceirizado sem nenhum treinamento, nunca sabe prestar qualquer informação, até porque, realmente, a atividade-fim da empresa/autarquia lhe é completamente estranha. E o guardinha de segurança, claro, que está ali para barrar qualquer tentativa/requerimento de melhor atendimento.

ATÉ NO TRIBUNAL…

Para se ter uma idéia da situação kafkiana que estamos vivendo: há cerca de dois anos atrás, indo interpor um Recurso Extraordinário (para o STF), no Proger da 2ª Instância do TJRJ, fui atendida por uma terceirizada (se bobear, com exceção dos promotores, juízes, desembargadores e defensores públicos, daqui a pouco teremos mais terceirizados que concursados no TJRJ – estamos a caminho disso, visto ser a família que é dona da empresa de terceirização!)

Pois bem, quando entreguei a petição para a mulher que estava no guichê, esta começou a “”analisar”” a petição – embora sem nenhuma competência para tal tarefa – e a me questionar do porquê de estar interpondo tal recurso, se eu tinha certeza de que era mesmo o recurso próprio etc. Aí, não tive outra saída senão chamar o diretor do setor para dar fim a tal absurdo. Quando se trata de ação que deve tramitar em “segredo de justiça” ocorre o mesmo. Enfim, estamos nas mãos de… provocadores de toda espécie.

13 thoughts on “Os três podres poderes provocam e menosprezam os cidadãos

  1. Isto é um exemplo de coisa que só ocorre no Brasil!

    Outro exemplo de coisa que só ocorre no Brasil:
    “‘A polícia não ajuda o cidadão que paga seus impostos’, desabafa empresário

    Dono de empresa de rastreamento de veículos afirma que a polícia se nega a recuperar seu caminhão roubado, que está no Complexo da Pedreira: ‘área de risco’
    O Dia Online
    Flavio Araújo

    Leia mais em: http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-06-22/a-policia-nao-ajuda-o-cidadao-que-paga-seus-impostos-desabafa-empresario.html

  2. O artigo em tela é um brado de indignação de uma cidadã consciente do quanto vem sendo injustiçada e maltratada pelos poderes constituídos, em tese erguidos em defesa de um estado democrático de direito, que somos todos iguais perante a lei, fiscalização do poder Executivo pelo Legislativo e a proteção da Constituição pelo Judiciário.
    Tais obrigações dos três poderes deixaram de ser executadas, e deram lugar à ânsia desmesurada por seguidos aumentos em seus proventos, salários recheados de auxílios imorais, e a burla explícita aos limites de ganhos determinados por lei.
    Quanto ao cidadão brasileiro, cabe-lhe tão somente obedecer e outorgar poderes, participando desta farsa constitucional que se transformou porque consente que sejam extraídos de seu bolso, do seu suor, impostos cada vez mais elevados para sustentar um governo corrupto, incompetente, de modo a manter a corte imperial brasileira, cuja distância salarial e absoluta impermeabilidade às leis classificam o Judiciário e Legislativo como castas, enquanto que o Executivo trilha o mesmo caminho de deboche ao povo quando estabelece para diretores de estatais e do primeiro e segundo escalões salários milionários!
    Nesse meio tempo, aumentam as carências na educação, segurança, saúde, infraestrutura; aumenta a inflação, pois a economia está estagnada; aumenta o desemprego porque somente exportamos matérias primas (commodities), e o mercado interno se defronta com o povo endividado; aumentam o roubo, a corrupção, em face do analfabetismo total e funcional da maioria do povo brasileiro que, sem condições de entender que é usado despudoradamente por um governo composto de criminosos, segue votando nos mesmos bandidos, cuja intenção é o poder a qualquer custo.
    O caos moral e ético dos três poderes atinge níveis nunca antes registrados desde a Proclamação da República, a ponto de se poder escrever e afirmar que somos governados por ladrões, gente da pior espécie, traidores do povo e do País, que mais se importam com a ideologia e o partidarismo do que darem atenção às necessidades de uma população sem futuro, que se aniquila a cada ano, que se mostra a cada dia mais ignorante, alienada, justamente porque é desta forma que o governo trabalhou tanto para que nos tornássemos:
    Um povo desvinculado do País, da Pátria, do Estado e da Nação; um bando que luta para sobreviver; um amontoado de gente condenada à penúria, à miséria, enquanto que os três poderes esbanjam o que é nosso, roubam o erário público, e distribuem entre si a nossa produção em forma de salários nababescos e suplementos que os tornam fantásticos proventos recebidos mensalmente.
    Meu apoio incondicional ao artigo da nossa querida Dione Castro da Silva.

    • Caro Bendl, permita, assino embaixo, bem como do ARTIGO. O PT/PMDB E PENDURICALHOS, SÃO “AMORAIS”, os 3 podres poderes, está difícil de achar o mais podre, o PAÍS que tem um JUDICIÁRIO, representado pelo STF, cujos membros estupram e vilipendiam à Srª Justiça, dando péssimo exemplo, as instância inferiores, coloca o BRASIL na condição de uma “COISA IMUNDA”.
      O STF, é filial do PTraidor do trabalhador, a fala do último membro petista, nomeado sobre o JUIZ SÉRGIO MORO, ESSE SIM, HONRA À JUSTIÇA, DANDO EXEMPLO DE CIDADANIA, NOS DANDO UM “FIO DE ESPERANÇA”.
      Infelizmente, o amanhã, será pior que o hoje, e lamento dar razão a De Gaulle, o BRASIL NÃO É SÉRIO, O GOVERNO (3 PODERES), PÓS DITADURA, SÓ UM, MOSTROU DIGNIDADE COM A GESTÃO PÚBLICA: ITAMAR FRANCO, O RESTO É LIXO.
      QUE DEUS NOS AJUDE A SAIR PACIFICAMENTE DESTA CORRUPÇÃO DESENFREADA, E PROTEJA O JUIZ MORO E EQUIPES, PARA LAVAR A PODRIDÃO EM QUE ESTAMOS MERGULHADOS.

  3. Seu comentário é bem pertinente, sobre a inércia dos que deveriam fazer alguma coisa pelo cidadão, e não fazem são todos os serviços, que em tese seriam públicos, há pouco fiz uma reclamação aos Correios, pelo tratamento horroroso que eles nos prestam, tenho consciência que foi em vão.
    Quanto à Educação, venho denunciando através da internet, e agora pela Tribuna da Internet, já postaram alguns dos meus comentários sobre o estado decadente da Educação, sobretudo na Bahia. vide último comentário que fiz na postagem de Cristovão Buarque “Uma pátria educadora é feita de cidades educadoras”, é bem grande, mas mostra ao que chegou a maldita Educação, que tenta abrir os olhos dos cegos, mas que essa malta de bestas gananciosas assassinaram, resta chorar pela morte da educação, que encontra-se em alguma gaveta do IML, apodrecendo, esperando a liberação do seu cadáver para, pelo menos uma inumação um pouco mais digna do que foi tratada em vida.
    A “Pátria Educadora” com essa infestação de carrapatos e ratazanas, pode viver numa acefalia completa, retornamos ao tempo das colônias.
    Triste Brasil!

  4. Parabéns pelo artigo. Licença: hoje, 22/06, é Dia de Santo Tomás Moro (1478-1535) nas Igrejas Anglicana e Católica. Nascido em Londres, formou-se na famosa Universidade de Oxford. Grande pensador e mestre. Questionador dos poderes, não agradava muito; certa feita disse: “O homem não pode ser separado de Deus, nem a Política da Moral”. Foi preso, condenado e decapitado. É um dos mártires da Inglaterra.

  5. 1. Até a Revolução Francesa, nas Monarquias, era uma autocracia (absolutismo) ou oligarquia (reis e nobres) que ditavam as regras do jogo.
    2. Depois, com o mando passando para as mãos dos burgueses, esses, com o auxílio eficaz dos maçons, nos impuseram o seu modelo de “democracia”. Novamente de cima para baixo.
    3. Cinquenta anos depois, Marx apareceu com uma nova teoria, que acabou se transformando em dogma. Lenin pôs em prática e para não perder o costume, defendeu uma vanguarda do proletariado, eufemismo para autocracia, mais absolutista que a monarquia.

    Ou mudamos as regras do jogo, onde então as mesmas seriam determinadas de baixo para cima, começando com os eleitores escolhendo os candidatos aos cargos eletivos, – democracia direta na escolha para democracia representativa na atuação – ou na virada do próximo século esses três podres poderes continuarão à nos tratar como boiada.

    http://capitalismo-social.blogspot.com.br/2015/06/capitalismo-social-projeto-completo.html

  6. Cara Srª Dione, a justiça do Rio, tem sido noticias na Mídia, sobre a imoralidade de vencimento de juízes, pois, burlam a LEI que deveriam respeitar, estuprando e vilipendiando a Justiça.
    Essa questão da terceirização da mão de obra, precisa de uma “OPERAÇÃO LAVA JATO”, com um JUIZ MORO COMO MODELO DE RESPEITO E DIGNIDADE A DITA CUJA., POIS, PERGUNTO: “QUEM LUCRA COM A SAFADEZA”, O CIDADÃO NÃO É, POIS É ESCORCHADO EM IMPOSTOS, NÃO TEM O SERVIÇO PÚBLICO DE VOLTA, COMO DIREITO DA CIDADANIA, ESTÁ TUDO NO ‘CAOS’, ESTÁ BEIRANDO A ENTREGA DE 6 MESES DE SEUS MISERÁVEIS SALÁRIOS PARA SEREM ROUBADOS PELA CANALHADA QUE NOS DESGOVERNAM.
    Aqui, na cidade em que sobrevivo, venho denunciando ao MP, e a comunidade, através do Jornal/Boletim da minha Associação, sobre a Tesloo, que terceirizou o serviço da Prefeitura, a bandalheira, chegou a absurdos, o MPE, no inicio de 2014, faz uma “TAC”, que a partir 1º de janeiro 2015, só poderia ter funcionário concursado, mas…continua como dantes no quartel de Abrantes, balburdia, trabalhadores, que nem barata tonta, sem saberem para onde ir.
    O Poder Judiciário, é o pior, anda à passos de cágado, deixando o Cidadão-Trabalhador e sua Família, em angustia de sobrevivência, enquanto os “DONOS DOS PODERES”, se consideram deuses-intocáveis e vivem nababescamente, com o suor e lágrimas, do Cidadão-Trabalhador.
    Chegar aos 86 anos, e ver tanta podridão é duro.
    Que DEUS nos socorra.

  7. “OS TRÊS PODRES PODERES PROVOCAM E MENOSPREZAM OS CIDADÃOS” Ufa! Vejo uma luz a brilhar na escuridão, alguém despertando do sono profundo. Os três poderes fétidos e maléficos aos cidadãos de bem desse nosso Brasil. O povo que procure fazer as mudanças necessárias que a nação tanto necessita, pois se formos esperar que alguém nos representem e façam as mudanças, elas nunca chegaram porque eles não nos representam. Essa é a verdade que não queremos enxergar.

  8. Senhor Martim Berto Fuchs, segunda feira p.p., comuniquei aos meus alunos na Universidade, o tema do trabalho de final do semestre/2ª nota: uma pesquisa abrangente sobre “Capitalismo Social.” Se o senhor tiver mais subsídios/material bibliográfico, além do blog aqui apontado, favor enviar para o meu e-mail. Até meados de Julho. Obrigada. Dione.

  9. Os poderes no Brasil estão podres, não há nenhum poder que possa não estar envolvidos em alguma irregularidade, o mal tomou conta de todos, são apadrinhamentos, corporativismo, ladroagem, etc….., é, infelizmente não vejo mudança nenhuma com estes que estão aí.

Deixe uma resposta para Roberto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *