Os versos reversos de Luiz Otávio Oliani

O Bacharel em Letras e Direito e poeta carioca Luiz Otávio Oliani teve a ideia de reunir diálogos com poetas brasileiros contemporâneos, divulgando-os nas redes sociais. Esses poemas foram inicialmente publicados no seu mural do Facebook e depois migraram para o livro impresso “Entre-textos”, lançado pela Editora Vidráguas, de Porto Alegre, em 2013, uma publicação de 41 diálogos, ou seja, para cada poema Luiz Otávio responde com outro poema, um desafio chamado: o avesso do verso (reverso).

Neste sentido, Luiz Otávio Oliani, através o poema “Cotidiano” responde ao poema “Covardia”, da ativista cultural, professora, escritora e poeta carioca Teresa Drummond.

COVARDIA

Teresa Drummond

Cristo cruza os braços
Visto que os filhos fogem da luta
Desço a bandeira do mastro
Enquanto estrelas vestem o luto…

Ó filhos da pátria:
Ó filhos…


COTIDIANO

Luiz Otávio Oliani

Há vísceras
em todos os lugares

Quem se indigna
diante de quem sangra?

         (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

One thought on “Os versos reversos de Luiz Otávio Oliani

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *