Outra que no vai pegar

Carlos Chagas

A Comisso de Constituio e Justia da Cmara aprovou o fim da priso especial para quem dispe de diploma universitrio, bem como para os detentores de cargos eletivos. Priso especial, depois da aprovao do projeto, s para quem estiver correndo risco de vida no convvio com outros presos.

Alm de subjetiva a ressalva, a depender da interpretao da autoridade policial, salta aos olhos a inocuidade da proposta. Ir para o xadrez coletivo de uma delegacia qualquer o deputado ou senador preso em flagrante por algum crime, ou engenheiro milionrio, dono de uma mega-empresa, acusado de remessa ilegal de dinheiro para o exterior?

Acresce ter sido essa profiltica medida diversas vezes anunciada e at aprovada em sucessivas reformas do Cdigo de Processo Penal que no pegaram. Nem pegar, depois que a lei for sancionada. O problema econmico, tanto quanto de poder. Cadeia, mesmo, daquelas imundas e promscuas, s para pobres e desprotegidos. Isso quando os ricos e poderosos tiverem cado nas malhas do Cdigo Penal, coisa muito difcil de acontecer enquanto estiver em vigncia a prtica da impunidade, para o senador Pedro Simon o maior dos males nacionais. No se trata de mais leis, seno de menos pudor, caracterstica de uma sociedade como a nossa.

Na carroceria de um caminho

Ameaa o presidente Lula, quando a legislao eleitoral permitir, postar-se na carroceria de um caminho a fim de pedir votos para Dilma Rousseff. Precisar, primeiro, licenciar-se da presidncia da Repblica, hiptese que volta a ser cogitada para o perodo entre agosto e setembro. A histria de que popularidade no se transfere, muito menos votos, comeou a ser desmentida pelas ltimas pesquisas e poder seguir adiante. A eleio da candidata deixou de constituir-se num sonho impossvel, ainda que certeza dos resultados de outubro ningum tenha. O importante que, se conseguir eleger Dilma, o presidente Lula estar consagrado como nenhum de seus antecessores.

A pergunta que se faz, ento, se o primeiro-companheiro, depois de terminado seu mandato, conseguir descer da carroceria do seu caminho. Permanecendo nele, comear a incomodar precisamente o objeto de seus atuais esforos, a suposta nova detentora do poder. Os mais otimistas, no PT e adjacncias, comeam a preocupar-se com o day-after, a convivncia entre o criador e a criatura. Os pessimistas acham que vai dar bolo…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.