Outubro Rosa: sem tabus, Daniella Zupo fala sobre sua cura do cncer de mama em seu livro

Amanh hoje  ontem | Editora RamalheteJlia de Aquino
Instagram literrio @juentreestantes

“O nascer do sol no dura a manh toda. Um cu carregado de nuvens no dura o dia todo. Tudo vai passar

A campanha anual Outubro Rosa define este ms como chave na preveno e combate ao cncer de mama. Pessoas, empresas e diversas instituies unem esforos para prevenir e combater o cncer de mama, doena que pode aparecer tanto em mulheres como homens, ainda que seja raro nestes.

No entanto, ainda comum o assunto ser tratado como tabu e talvez seja por isso que ele no aparea com frequncia na Literatura.

Mas o livro Amanh hoje ontem, de Daniella Zupo, tratou de quebrar tanto o silncio como o tabu que envolvem a temtica.

O LIVRO E A AUTORA Aos 42 anos, o diagnstico de cncer de mama mudou a vida de Daniella. O livro foi lanado dois anos aps sua cura, e atravs dele que ela expe relatos sobre momentos que viveu e faz diversas reflexes sobre questes da vida.

A LEITURA Li no incio de 2020, e foi uma leitura prazerosa, que me fez refletir muito sobre o modo como vemos a vida e as coisas “negativas” que acontecem conosco. muito bacana e importante ver a autora transformando essa experincia difcil em arte e passando isso para ns, leitores.

Alm de ser muito inspiradora, uma leitura curta, fluida e rpida, que pode ser feita em um nico dia. A diagramao e esttica do livro tambm linda, com algumas ilustraes ao longo das pginas.

FALTA DE CABELO As partes que mais me tocaram foram as que ela conta sobre a falta de cabelo e do sentimento de estar em pblico (no incio). incrvel pensar como algo esttico afeta tanto a ns, seres humanos. E no final das contas isso s acontece porque automaticamente nosso foco vai para o que os outros vo pensar da nossa imagem (o ltimo trecho do livro, citado no final do post, fala sobre isso).

Nesse sentido, uma das passagens mais emocionantes do livro no captulo em que ela conta que tirou o chapu numa praia pela primeira vez e se sentiu livre uma liberdade diferente de qualquer outra que j tenhamos vivenciado.

SUPERAO um livro excelente para quem gosta ou precise ler sobre casos de “superao”. Foi maravilhoso ler sobre a experincia da autora e ver como ela saiu fortalecida disso.

Em breve o livro ser lanado em formato audiobook. Mais informaes sobre a obra e os formatos do livro no perfil da autora no Instagram: @daniellazupo

DADOS E INSTITUIES A maioria dos cnceres de mama descoberta pelas prprias mulheres. Esse dado do INCA mostra a importncia de se prevenir, fazendo o autoexame e a mamografia (exame para mulheres entre 50 e 69 anos).

Para saber mais informaes sobre o cncer de mama, como se prevenir e como ajudar a causa, visite o site de instituies que atuam nessa rea. Algumas delas so:

Livro:Amanh hoje ontem
Autora:Daniella Zupo
Editora:Ramalhete
Pginas:136

###
ALGUNS TRECHOS

  • “Meu psicanalista sempre me alertava: ‘voc no est doente; est enfrentando uma doena.
  • “Estamos confundindo autoimagem com autoestima. So tempos em que tudo que no somos cabe numa selfie”.
  • “Lenos, perucas, chapus… us-los no o problema, se isto te fizer se sentir melhor. Mas o problema que, quase sempre, o que fazemos esconder uma cabea sem cabelos por receio do duro olhar do outro.
  • “O nascer do sol no dura a manh toda. Um cu carregado de nuvens no dura o dia todo. Tudo vai passar.

7 thoughts on “Outubro Rosa: sem tabus, Daniella Zupo fala sobre sua cura do cncer de mama em seu livro

  1. Alm de ter resultados questionveis, a estratgia de rastreamento por mamografias tambm est associada a danos basicamente ligados ao sobrediagnstico, ou seja, ao diagnstico e tratamento de tumores que no produziriam dano. O sobrediagnstico definido como a deteco de uma anormalidade que no progrediria ao ponto de causar dano ao paciente, e por isso, seu tratamento seria desnecessrio[8]. No caso do sobrediagnstico do cncer de mama, temos danos que variam de danos psicolgicos (ansiedade pelo resultado do exame e/ou pelo diagnstico) at consequncias dos procedimentos diagnsticos/teraputicos (incluindo dor crnica, infeces, cirurgias desnecessrias e mutilaes). Estima-se que para cada vida salva pela mamografia teremos 200 mulheres vitimadas por problemas relacionados ao sobrediagnstico[9].

    Por Rodrigo Lima, diretor de comunicao da Sociedade Brasileira de Medicina de Famlia e Comunidade (SBMFC)

  2. Se eu tivesse oportunidade de dialogar com uma liderana da causa feminina, aproveitaria para sugeri-lhe:
    1- Deflagrar uma campanha, valendo-se de todos os recursos disponveis, para por fim a essas msicas chulas que vilipendiam as mulheres. Mais notadamente funk e forr.
    2- Que fosse criado um observatrio permanente, com o objetivo de proceder aes proativas sobre esposas ou amsias de policiais e drogados. Proporcionalmente, so elas as campes de torturas fsicas psicolgicas e feminicidios. O caso das companheiras de policiais tem mais o agravante de elas no poderem falar e, muitas vezes, nem ter a quem se queixarem.
    3- Que a mulherada desse uma desacelerada na pario. Ora, a Superpopulao a pior desgraa que paira sobre a humanidade.
    Eu sei que um prazer seu, mozona, contemplar um SER emanado das suas entranhas, pode majorar sua cota de Bolsa Famlia e at servir para extorquir o papai na justia. Oh, mas cede um pouco do seu egosmo! Esse diabinho fofinho pra voc, mas, pro bem-estar coletivo, mais um inseto que vem gerar transtornos. Cada arroto ou peido que ele expele, libera sulfeto de hidrognio, dixido de carbono, metano…..tudo para degradar ainda mais o nosso ecossistema. Apenas o conjunto de fraldas que esse capetinha vai gastar, quantas rvores no sero derrubadas! E o tempo para esse desfalque vegetal se repor? Transportes nas grandes cidades, escolas, hospitais, violncias, desemprego, sua cria como vtima e vetor na propagao de doenas…. J pensou? Prolifere esta nova mentalidade!

    • Ol, Paulo!
      J tem muitos grupos e coletivos que lutam contra essa cultura machista (causadora de tantas msicas que depreciam a mulher)

      Tambm h diversos grupos e organizaes de apoio a mulheres em todo o Brasil, posso listar alguns se voc precisar de contatos!

      E sobre controle da natalidade, as mulheres no so as nicas responsveis por uma gravidez, certo?
      Inclusive, de acordo com dados do IBGE do ano passado, mais de 30% das mes brasileiras so solteiras, aps os respectivos “pais” deixarem de lado aps o nascimento da criana.

      Obrigada pela contribuio e seguimos lutando por mais equidade! =)

      Bom final de semana!

  3. A minha me morreu de cncer de mama aos 42 anos, em 1.971!

    Lembro-me perfeitamente do quanto sofreu antes de ir a bito, no dia 25 de maro, em minha presena no hospital.

    Hoje, esse tipo de neoplasia tem disposio uma srie de protocolos, que oferecem grandes chances de cura, desde que a paciente ajude a Medicina e o detecte no seu incio.
    Depois, com o tumor maior e mais tempo no organismo fica difcil e, impossvel, se o tumor se descapsular, e se espalhar em metstases pelo corpo da mulher.

    Agora, inegvel que as mulheres tm sido negligentes consigo mesmas, colaborando com o governo em no providenciar os exames que mostrariam disfunes orgnicas previamente.

    As meninas ainda correm riscos maiores porque a gravidez precoce uma realidade nacional, e nada tem sido feito para diminuir essas ocorrncias cruis para adolescentes que viram me muito cedo.

    No h planejamento familiar; o governo no se interessa; os atendimentos so precrios; h falta de informao; os exames so caros, com o SUS protelando-os por vrios anos.

    Alis, um dos erros crassos do Bolsa Famlia exatamente a falta de uma contrapartida dos beneficiados.
    No mnimo, o Chiquinho e a Chiquinha deveriam se comprometer em fechar a fbrica de futuros seres humanos carentes, pois ningum pode ser responsabilizado na hora do aperto, enquanto o casal se delicia com os prazeres inenarrveis do sexo.

    O casal inscrito e que no obedecer o limite de ter filhos, as crianas iro para orfanatos.
    Claro, haver camisinhas, as mulheres tero contraceptivos, a plula, o DIU, injees …
    e os marmanjos teriam a chance da vasectomia.

    Eu at dei a ideia, que o casal que quisesse se esterilizar, ele e ela deveriam cada um ganhar um salrio mnimo como incentivo!
    Agora, ambos em casa esperando pelo donativo e, nesse meio tempo, d-lhe que te d-lhe, a demais.

    Que o sexo seja de minuto em minuto, porm com responsabilidade, cuidados, e no tendo como alvo o nascimento de mais filhos porque recebem 15,00 a mais para cada “fruto do amor” dos apaixonados.

    Ter filhos sem condies econmicas e financeiras um crime! Permitido pelas nossas ditas autoridades, cnicas e hipcritas, com essa questo crucial.
    Se a Igreja contra, as neopentecostais da mesma forma, basta mostrar a Constituio que reza o Brasil ser laico.

    Porm deixar que a populao de miserveis e pobres aumente, sem que nada seja feito para evitar que esse nmero de necessitados seja cada vez maior a cada ano, os governantes esto sendo indiscutivelmente genocidas, e de maneira direta, sem subterfgios!

    Ter filhos uma ddiva divina.
    No entanto, trazer para este mundo um inocente para sofrer, passar trabalho, sem jamais conhecer o que seria infncia, um brinquedo, uma bicicleta, um par de tnis e uma escola prazerosa, que o anime a estudar, e no frequent-la apenas pela merenda escolar, as organizaes esto se caracterizando pela crueldade, pela tortura de inocentes, pela maldade inquestionvel de se deleitarem em ver meninos e meninas passando fome e frio, e sem ter um casebre para se abrigar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.