Padre Marcelo acusa Arquidiocese de SP de pecado capital

Pedro do Coutto 

Numa entrevista intensa e transbordante a Adriana Dias Lopes, Revista Veja, valorizada pelo texto e roteiro imprimidos pela repórter, o padre midiático Marcelo Rossi, que emergiu como líder da corrente carismática da Igreja Católica no Brasil, confessa que está se sentindo afastado e marginalizado pela própria hierarquia. Motivo, ele próprio afirma, dor de cotovelo pelo seu sucesso e projeção, portanto inveja de sua performance. Foi atingido e teve que reagir e superar um sentimento de depressão que lhe invadiu a alma. Afinal não é pecado alcançar êxito. Em seu caso, êxito pleno. Cantou e gravou até com Roberto Carlos, o Me Dê a Mão Nossa Senhora. Não é para qualquer um.

Esperava ser recebido pelo Papa Bento XVI em 2008. Foi porém, ressalta, boicotado por integrantes da Arquidiocese de São Paulo. Eles  – acrescentou à repórter – capricharam na humilhação. No ano passado, contudo, lembra Adriana Dias Lopes, ele recebeu um prêmio das mãos do Vigário de Roma, na Itália. Mas o padre Marcelo identifica que o desdém à sua pessoa continua dentro do próprio clero. Neste ponto ele se refere à dor de cotovelo como fonte da insídia.

Reflexo intenso sobre ele. Tanto assim que sustenta sentir-se como Jesus Cristo no Monte das Oliveiras, véspera da morte, no bíblico desfecho da crucificação. Um pouco de exagero na comparação. Afinal para os católicos, Jesus é filho de Deus. E flutuou da tumba em Jerusalém voando para o céu. Isso há 1978 anos, já que morreu aos 33 da sua vida terrena.

Exagero à parte, que inclusive reforçou o impacto do texto , o padre Marcelo, sob a ótica religiosa, lançou grave ataque à hierarquia paulista. Claro. Ele se referiu à inveja do clero contida na expressão dor de cotovelo. E a inveja é um dos sete pecados capitais.

Como digo sempre, não basta ver o fato. É essencial ver no fato. O pecado capital – pesquiso na Delta Larousse  – representa a transgressão voluntária e consciente da lei Divina. Quem o comete é um pecador, portanto. Pecadores assim são os integrantes da Arquidiocese que praticaram o boicote. E esses integrantes não poderiam ser padres comuns, pois nesta condição não teriam poder para excluí-lo. São sete os pecados capitais, cada um considerado como fonte, isolada ou em conjunto, com os demais. Nesta escala encontram-se o orgulho, avareza, luxúria, ira, gula, inveja e a preguiça.

A inveja, portanto, não é um pecado venial, ou atribuído à juventude, como são outros menos graves para a Igreja de Roma. Trata-se – assinala a Larousse – da violação da lei de Deus. Matéria extremamente grave que, sob   ótica de julgamento do catolicismo, leva à morte da alma. Representa o não cumprimento daquilo que a fé prescreve. O pecado venial (leve) agride a graça, mas não a destrói. Acusando de pecadores os hierarcas de São Paulo, já que mergulharam no poço obscuro e recalcado da inveja, o padre Marcelo Rossi, de fato, investiu-se de um poder que só os cardeais e o Papa possuem: lançar um anátema sobre o clero ou contra pessoas que praticam a religião.

Não creio ter sido este o objetivo do padre Marcelo, mas sem dúvida a entrevista vai gerar efeitos que se tornarão objeto de reuniões e silogismos da Religião. O fato, inclusive, pela dimensão da revista Veja, número que se encontra nas bancas, vai ser conduzido ao Vaticano, sem a menor sombra de dúvida, e levado à consideração do Bento XVI. Não se pode antecipar qual será o desfecho. Mas uma coisa certa: aconteça o que acontecer intra muros da Praça de São Pedro, o resultado final não será bom para o acusador de terem contra ele cometido, atrás das batinas e dos clergyman, o pecado da inveja. Também sinônimo de insídia e, da popularmente chamada, dor de cotovelo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Padre Marcelo acusa Arquidiocese de SP de pecado capital

  1. PADRE GOSTO MUITO DA MUSICA QUE CANTOU COM BELO,MAS DE PADRE,PASTOR ENTRES OUTRS QUE SE DIZEM ENVIADOS DE DEUS.NÃO ACREDITO VC É PECADOR COMO EU.SUA ROUPA NÃO MUDA VC DE MIM,OS PADRES ANTIGOS ESCRAVIZARAM OS NEGROS,JESUITAS SALVARAM OS ÍNDIOS E OS NEGROS ESCRAVIZADOS,IGREJA É SINAL DE COISA ERADA.NO VATICANO TEM CORRUPÇÃO IMAGINE NO PAÍS DA VERGONHA NACIONAL,IGREJA SÓ ROUBA SONHOS,E DINHEIRO DE QUEM NÃO TEM,DEUS NÃO É POLICO E NEM TEM TAXAS,O MUNDO VIROU UMA VERGONHA.BRASIL SEM LEI SEM TAXAS TUDO VALE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *