País registra 1.039 novas mortes em 24 horas e Bolsonaro repete a sua ladainha contra o isolamento social

Charge do Duke (domtotal.com)

Vinícius Valfré
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro voltou a se posicionar contra as medidas de isolamento social para combater o novo coronavírus. “Não dá pra continuar assim. Nós sabemos que devemos nos preocupar com o vírus, em especial os mais idosos, quem tem doenças, quem é fraco, mas (sem) essa de fechar a economia. 70 dias a economia fechada. Até quando isso vai durar? Nós vamos enfrentar isso daí, eu lamento. Eu estou com 65 anos de idade, eu estou no grupo de risco”, disse o presidente nesta terça-feira, dia 26, sem fazer uso da máscara, item obrigatório em todo Distrito Federal.

A fala de Bolsonaro ocorreu antes de o ministério da Saúde divulgar o registro de 1.039 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas. Com o balanço desta terça-feira, o total de óbitos pela doença no País passou para 24.512. O isolamento social é recomendado pelas autoridades de Saúde do mundo como único método eficaz para combater o novo coronavírus.

QUEIXAS – Em entrevista, Bolsonaro voltou a se queixar do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu aos governadores o poder de decidir sobre medidas de isolamento social, e repetiu seu novo discurso de que é “fácil colocar uma ditadura no Brasil”.

A tese exposta pelo presidente na reunião ministerial que teve seu teor divulgado pelo Supremo na última sexta-feira é a de que as pessoas precisam se armar para impedir uma ditadura que, segundo ele, seria implementada por prefeitos e governadores que adotaram medidas de isolamento social.

“Eu tenho obrigação como chefe de Estado de tomar decisões. Estou de mãos amarradas por decisão do Supremo Tribunal Federal que delegou a Estados e municípios essas medidas. Continuam chegando videos pra mim de pessoas sendo algemadas por estarem na rua. Isso não pode continuar assim. Como disse lá para o ministro, reservadamente, que eu não queria que tornasse público é fácil colocar uma ditadura no Brasil. O povo tá com medo dentro de casa”, afirmou.

“GRIPEZINHA” – Desde o início da pandemia, Bolsonaro já afirmou que a doença que matou 347.836 pessoas no mundo até agora, é uma “gripezinha” e respondeu com um “é daí?” a questionamento de um jornalista sobre o crescente número de mortes no País.

Dois ministros da Saúde pediram demissão por discordar de suas ordens para o combate à pandemia. Atualmente, a pasta é comandada por um interino, o general Eduardo Pazuello, que aceitou liberar a cloroquina para pacientes com sintomas leves da doença, o que seus antecessores na pasta discordaram por não haver comprovação científica da eficácia do medicamento.  

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro parece o samba de uma nota só. Bate na mesma tecla diariamente e dá como saída para a crise na Saúde “enfrentar isso aí”. Ou seja, reabre a economia, “fracos”, “idosos” e “doentes” se cuidam em casa sozinhos e o resto do povo brinca de roleta russa com a pandemia. Os que forem infectados têm a opção de dormir em hotéis ou levar o vírus para dentro de casa. Em tradução simultânea, como diz o amigo Carlos Newton, sem plano estratégico definido ou qualquer noção das consequências de suas estapafúrdias orientações, Bolsonaro rubrica sua gestão com as marcas das ferraduras com as quais administra o País e conduz o seu rebanho. (Marcelo Copelli)

11 thoughts on “País registra 1.039 novas mortes em 24 horas e Bolsonaro repete a sua ladainha contra o isolamento social

  1. Podem falar o que quiserem do presidente, mas não podem negar o exemplo importante que ele é para a educação das nossas crianças. Até aquelas em tenra idade já repetem: se a gente não estudar e não tiver boa educação pode ficar igual ao presidente! E fica mesmo, e o exemplo a gente vê nos seus filhos!

  2. “O isolamento social é recomendado pelas autoridades de Saúde do mundo como único método eficaz para combater o novo coronavírus” … esse Vinicius Valfré é um jornalista ignorante ou desonesto.

  3. Ledo engano meu caro. Vários especialistas sérios no assunto (virologistas, infectologistas, pneumologistas, etc.) afirmam categoricamente que 60% ou mais dos infectados pelo vírus chinês contrairam no próprio lar devido o isolamento. Ficar lendo Estadão, Folha de São Paulo, Globo, site 247… inimigos declarados do Presidente é querer ficar desinformado e escrever bobagem.
    Macacos me mordam!!!

  4. Certamente o mundo todo está praticando ou já praticou o isolamento social que é a única forma de aliviar e fazer com que o sistema de saúde dos países não entrem em colapso. A grande maioria dos cientistas não vê outra possibilidade.

    Alguns países até tentaram fazer de forma diferente, como a Inglaterra, mas tiveram que rever a estratégia adotada. A Suécia fez um isolamento meia boca, porém é o país que proporcionalmente, teve mais mortes.

    Além disso, abrir a economia não significa retornar o consumo como antes. Aqui no RS, onde há a abertura paulatina, o consumo está muito fraco, conforme se queixam os donos dos estabelecimentos. Isso se repete nas várias partes do mundo. E é natural, já que a população tem receio. Talvez só se normalize quando for encontrado um remédio realmente eficaz ou uma vacina que combata esse vírus.

    Os grandes líderes mundiais entenderam isso e estão em linha com os cientistas, enfrentando melhor essa terrível doença (até Trump, depois de um começo claudicante, aderiu a esse entendimento).

    Países com líderes fracos e ideológicos, não conseguem ter uma política firme o suficiente para enfrentar essa pandemia. O povo paga. Até me lembro de um ditado: “quando a cabeça não pensa, o corpo paga”.

  5. LADAINHA CRIMINOSA E BOÇAL

    Ao repetir que

    “é fácil implantar uma ditadura”

    o coiteiro de milicianos, há décadas!, só reforça o que já dito por outro membro da “famiglia”:

    – “basta um soldado e um cabo pra fechar o STF”.

    O desvairado e criminoso mantra de “armar a população pra evitar a instauração de uma ditadura” só comprova sua psicopatia perversa – que sempre esteve presente e conhecida de todos! -, desde a sua breve e funesta passagem pelo exército.

    Mais que nunca percebo:

    Os defeitos e roubalheiras dos presidentes que o antecederam, bem como os congressistas venais – juntando TODOS, nunca tivemos um governo tão insano e perverso como esse.

    Saído dos piores pesadelos dos porões da ditadura milico-servil, não é à toa que TODOS os membros dessa quadrilha boçal de há muito tem como ídolo o torturador e estuprador Ustra. E como referência de “filósofo” o psicopata de Virgínia que já foi desmascarado pela própria filha.

    Infelizmente, mesmo observando que dia a dia seus teleguiados se desmilinguem como pele de porco no fogo, é por demais triste perceber o tanto que nossa sociedade está doente.

  6. Inacreditável a originalidade do presidente, o cara adora repetir o mesmo discurso. Agora com a chegada do inverno somada à “reabertura” ou “relaxamento” do isolamento social, vai contribuir decididamente para a lotação completa das UTIs ainda não lotadas. O boçal quer por um fim no impasse em que vivemos, quem tem que morrer que morra logo, é a Seleção Natural.

  7. “Bolsonaro repete a sua ladainha contra o isolamento social”

    “NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Bolsonaro parece o samba de uma nota só.”

    Deveria acabar o anonimato do leite na internet e todos os outros meios de comunicação.
    Todos que “ficam com uma ladainha SEM NENHUMA nota só” deveriam (igual a todos), dizer de onde sai o dinheiro para comprar o pão e leite de cada dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *