Pânico nas “zelites”: contas secretas do HSBC serão reveladas

Carlos Newton

Muitas personalidades de sucesso estão muito preocupadas com o andamento do chamado caso Swissleaks, nas investigações que envolvem contas bancárias de 8 mil brasileiros na filial do HSBC Private Bank em Genebra, instituição que efetuava transferências secretas para contas em paraísos fiscais.

Reportagem de Erich Decat, no Estadão, revela que autoridades brasileiras enfim conseguiram autorização para ter acesso à base de dados do que está sob a guarda do governo francês.

Assim, uma equipe do Ministério da Justiça, da Polícia Federal e do Ministério Público desembarca esta semana em Paris, para tomar conhecimento da base dos dados e fazer cópia dos documentos.

O caso Swissleaks foi revelado em 2008 e envolve 106 mil clientes do banco oriundos de 203 países que, entre 2006 e 2007, mantinham depósitos da ordem de US$ 100 bilhões na filial de Genebra. Entre os correntistas há cerca de 8 mil brasileiros, que tinham, numa estimativa preliminar, mais de R$ 7 bilhões ocultados da Receita Federal.

“O Brasil dá mais um passo numa cooperação eficiente com a França e agora passa a fase de conhecimento dos dados referentes a esse caso. Tem se mostrado eficiente a articulação entre o Ministério Público Federal, Receita e Ministério da Justiça”, afirmou ao repórter Erich Decat o secretário nacional de Justiça, Beto Vasconcelos.

CELEBRIDADES

O acesso aos documentos foi pedido pelo governo brasileiro em março.No final de abril, integrantes dos três órgãos estiveram em Paris, onde realizaram uma série de reuniões com as autoridades francesas, pedindo rapidez no acordo bilateral.

Embora o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já tenha afirmado que o foco das investigações será dirigido às empresas brasileiras que abriram contas secretas, o que indica possibilidade de sonegação, a notícia da liberação dos dados causou pânico entre as celebridades envolvidas, especialmente entre os grandes astros e estrelas da TV brasileira.

Na Rede Globo, por exemplo, existe o mito de que, para ser considerado importante na emissora, é preciso ter conta internacional no HSBC. Embora a emissora pague seus funcionários pelo banco Itaú, todos os que viajam para o exterior abrem conta no HSBC.Esse mito se espalhou para outras redes de TV.

PERSEGUIDOS PELA MÍDIA

Agora, grandes artistas, roteiristas, apresentadores, diretores e até jornalistas agora estão apreensivos. Sabem que não cometeram nenhum crime ao abrir contas secretas, se julgam perseguidos pela mídia. Alguns correntistas das contas secretas do HSBC já são conhecidos, como Jô Soares, Ratinho e Cláudia Raia; muitos outros também terão seus nomes divulgados.

Se tivessem se deixado levar pelo modismo de abrir contas secretas no exterior, não teriam motivos para preocupação. Mas agora é tarde. Todos os dados obtidos pelas autoridades do Executivo brasileiro terão de ser encaminhados à Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado, que também investiga o caso. E a primeira coisa que os membros da CPI fazem é vazar informações para a imprensa. Como dizia Ibrahim Sued, em sociedade tudo se sabe.

14 thoughts on “Pânico nas “zelites”: contas secretas do HSBC serão reveladas

  1. Paladino da Justiça, guardião da moral , honestidade e dos bons costumes, defensor dos fracos e oprimidos, e um simples ratinho com lindas contas gordas em bancos na Suiça.
    Aguardamos o vazamento dos brasileiros que mandaram “nosso” dinheirinho surrupiado de impostos para o Banco FHSBC…

  2. Estimado Editor Carlos Newton.

    Esse caso é emblemático do caráter das nossas elites empresariais, industriais, comerciais e também do meio artístico. Reclamam até com razão da classe política, mas, não fazem a parte deles. Ganham rios de dinheiro e ao invés de aplicar no país para ajudar no desenvolvimento da nação, abrem contas secretas, tão secretas, que quando morrem e um dia isso acontecerá com todos, o dinheiro ficará lá para os cidadãos da Suíça, do Panamá, dos paraísos fiscais. Enquanto essa ignominia acontece, nosso povo empobrece.

    Por exemplo, todos os corruptos da Lava Jato depositaram o produto do assalto nos paraísos fiscais, através de operações casadas com os doleiros, essa classe de despachantes, que detém o segredo de muitos cartolas. Um ex-presidente, que detinha uma dessas contas, morreu e a família está a ver navios até hoje, pois ele não contou o segredo para ninguém. Talvez achasse que viveria eternamente ou ficou com medo dos familiares se engalfinhassem na busca do ouro bem guardado.

    Creio, editor, que sempre foi assim no Brasil, com poucos se importando com a sociedade. É um cada um por si e o criador por todos, que chega a assustar o nível de individualismo impregnado em todas as classes sociais. A nação está derretendo em todas as atividades, porque perdemos a noção de conjunto, de pátria. Infelizmente estamos dando um passo largo no rumo da desintegração do escopo da nação. E o rumor das ruas é o sinal claro do caminho que estamos seguindo. Aqui no Rio de Janeiro, antigo tambor da nação, a batida é o assalto com meliantes munidos de facas, principalmente contra idosos e mulheres. Não demorará para a população reagir fazendo justiça com as próprias mãos, pois o aparelho policial não dá conta da demanda.

    • Até ‘as meninas do Jô’ viraram chapa branca. Ontem uma delas fez o maior nheco nheco com as pedaladas da presidanta em Brasília….

    • Obrigado pelo estímulo, Ricardo Lima. A situação está de vaca não reconhecer bezerro. Todos os dias, alguém é atacado com facas na cidade maravilhosa. Só no hospital Lourenço Jorge, aqui na Barra da Tijuca, no último mês, 73 pacientes foram atendidos com ferimentos produzidos por faca. Preocupante.

  3. Quanta bobagem sendo dita. Começando pelo Armando que esqeceu o casaco na guarda da cadeira. Ter conta em um banco na Suiça, não é ilegal. Ilegal, seria se a conta não estivesse declarada. Então, existe um pré-julgamento da situação a qual ninguém ainda conhece.
    Segue, pelo comentário do Roberto Nascimento que ainda acredita que as contas são secretas. Que piada. Se as contas fossem secretas, não teriam sido divulgadas. Para ter conta na Suiça, precisa ter um nome, documento de identidade e comprovar a origem do dinheiro. Isto é básico.
    E, as zelites não têm conta na Suiça. Zelite é um termo pejorativo usado pelo PT para designar aqueles que trabalham e pagam os impostos. A famosa classe média. Muita gente trabalha e paga impostos no Brasil mas a classe média, como em todos os países, é o sustentáculo da economia. Mas, não vota mais no PT. E, já votou.

    • Sr. Paulo_2

      Que bobagem Paulo! É lógico que são secretas e só serão divulgadas por causa do escândalo do HSBC. Antes de rotular ou outros, procure entender os arrazoados. A maioria dos correntistas brasileiros que mantêm contas no exterior, é para esconder os ganhos da Receita Federal, ou seja, não querem pagar impostos. Por esta razão, se utilizam dos doleiros.

      Outra coisa, você acha que os presos da lava Jato comprovaram a origem do dinheiro depositado?

      Creio que devas repensar suas opiniões, antes de dizer que os outros falam bobagens. Ainda mais, elite ou zelite, são os membros da sociedade que compõe o topo da pirâmide social, ao contrário do que você diz, alegando que são os contribuintes e trabalhadores.

      Que coisa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *