Pão de Açúcar: “Lugar de Abílio Diniz feliz”

Depois de comprar os menores, devorou um grande, sem despender um tostão. Agora, se comprar o que sobrou na praça, o slogan vira realidade. Que maravilha viver.

Por que Lula
tanto elogia Aécio?

Não é por amizade, não é a palavra preferida do presidente. Menos ainda por gratidão, Lula acha que não deve nada a ninguém. Por cautela? Não brinquemos com coisa séria. É que Lula não tem dúvida: entre Dona Dilma, (quer dizer, ele mesmo) e Serra, não tem como perder.

O suicida Temer
em fim de carreira

O presidente da Câmara, que não rouba mas não é muito brilhante, está convencido que será “o vice de Dona Dilma”. Não será, pelo fato muito simples de que ela também corre o risco de não ser. A vantagem de Michel Temer vice, é o fim de carreira de um inútil para a coletividade.

Ricupero, grande personagem,
falou com o microfone aberto

Excelente figura, isolado e desprestigiado, “traído” pela Globo, não sabia que falava para o mundo. Disse o que não devia. Agora entrevistado pelo jornalista Marcone Formiga, afirmou: “As esquerdas perderam terreno na Itália por causa do assassinato de Aldo Moro”.

Perdão, embaixador, mas como admirador devo retificar: colocar o ladrão Berlusconi no Poder, não é perder terreno e sim enganar a coletividade. Aliás, Berlusconi não é apenas ladrão, mas também cínico, sem caráter, sem ética, sem oral e sem dignidade. Antes de falar, embaixador, olhe o microfone ou limpe a própria voz.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *