Papa Francisco aprofunda a reforma de João XXIII

 Pedro do Coutto

O papa Francisco, em sua passagem pelo Vaticano, marcará sua presença na história da Cátedra de São Pedro, como aquele que, no século 21, 55 anos depois da Encíclica Mater et Magistra, aprofundou firmemente o sentido de reforma, para adaptação aos tempos que passam, lançada pelo seu antecessor há 55 anos. João XXIII representou, com seu texto de 1050, a ruptura com o princípio de que o ser humano somente se realizava quando de sua passagem para a eternidade. No Céu portanto.

O cardeal de Veneza que sucedeu Pio XII, um conservador, alterou a colocação. Na Mãe e Mestra, resultado da tradução latina, afirmou que os seres humanos devem se realizar tanto na Terra como no Céu. Colocou assim em pé de igualdade a vida material com a existência celestial, que flutua na mente de todos nós. Para a realização terrena, colocou como marco decisivo a questão da justiça social.

Passado pouco mais de meio século, cabe ao Santo Padre Francisco aprofundar o processo de reforma, na medida em que no Sínodo extraordinário que se realiza em Roma, a ruptura estética atinge a questão sexual, abafada durante milênios e que agora veio à tona com intensidade incomum. O documento preliminar do encontro – reportagem de Reinaldo José Lopes, Folha de São Paulo de 14 – destacou o tema, deslocando-o para a parte mais problemática, a que se refere diretamente às pessoas homossexuais e bissexuais, de ambos os sexos.

HOMOSSEXUAIS

“As pessoas homossexuais – acentua o documento preliminar – têm dons e qualidades que podem oferecer à comunidade cristã; é preciso acolhê-las aceitando e valorizando sua orientação sexual.” Como era fácil prever (matéria da FSP de quarta 15), cardeais conservadores reagiram negativamente ao texto inicial e vão tentar reformá-lo, o que parece possui diversos aspectos. O mais forte, por contradição menos destacado pelo noticiário internacional, é a consequente ultrapassagem da barreira da Igreja Católica quanto ao sexo.

Este, até esta semana, somente era formalmente admitido, após o matrimônio. A partir de agora, não. Pois no momento em que o sínodo de 2014 recomenda inicialmente acolher os homossexuais, de forma indireta, porém automática, libere a prática de sexo independentemente do vínculo civil e religioso. Um degrau conduz a outro. O documento altera o patamar em que o Vaticano se coloca diante da questão contida num dogma que se alongou milhares de anos através da história. Da história não só da religião católica, mas da própria história universal, sobretudo na medida em que os temas religiosos incorporaram-se em larga escala ao próprio processo humano. Sendo que, sob o ângulo feminino, foi traduzido como fator (falso) simbolizando a pureza e não à natureza do comportamento normal.

Isso de um lado. De outro, o acolhimento religioso aos homossexuais significa um passo adiante em matéria de realismo, uma vez que é enorme a contribuição dos homossexuais ao processo da arte. Não se deve afirmar que, sem preconceito algum, a arte não teria alcançado o ponto que alcançou não fosse a presença, nos seus diversos capítulos e setores, a presença e a contribuição dos homossexuais.

Na música, no ballet, na pintura, na escultura, teatro, cinema, literatura, e outros. Presença tão grande e tão extraordinária que dispensa a citação de nomes, principalmente para não se correr o risco de omissões graves. Com o documento, sob inspiração do reformista Francisco, houve tanto uma ultrapassagem quanto uma ruptura dogmática. Das maiores, por sinal, das que marcaram (e marcam) a história da religião católica no mundo.

6 thoughts on “Papa Francisco aprofunda a reforma de João XXIII

  1. Se não der uma boa sacudidela na instituição, os católicos apostólicos romanos no Brasil continuarão minguando, como nos últimos 30 anos. Hoje já estão na faixa entre 50 e 60% da população, mas praticante mesmo que confessa, comunga, é crismado e frequenta a missa dominical não chega nem a 20%. Hoje as igrejas católicas das grandes cidades são frequentadas majoritariamente por idosos que pecaram adoidado contra a castidade, fizeram muita sacanagem com o próximo em suas vidas, sentem que o fim está chegando e estão a se borrar de medo da fogueira do inferno. Ainda sobre o tema, o papa devia imediatamente acabar de uma vez por todas com essa Legião de Cristo, fundada por um tarado chamado Marcial Maciel acobertado pelo João Paulo II. Eles têm um colégio de granfinos em Santiago, Chile, chamado Cumbres de velhos partidários do Pinochet. Recentemente se descobriu que um padre lá chamado John O’Really, capo da Legião de Cristo, estuprou três meninas de idade entre 6 e 10 anos. Nesse colégio só tem riquinhos e riquinhas. São as meninas mais bonitas e bem alimentadas do Chile. Vejam o site do colégio e John O’Really ( no google) para constatar o que acabo de escrever. Aproveitem e no mesmo google vejam quem foi esse tarado Marcial Maciel, vulgo pegador de infantes. Seu último sobrenome era (já foi para o inferno) DEGOLLADO. Exatamente assim escrito.

  2. Está escrito lá no livro dos cristãos.

    “Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é”. (Levítico 18:22)

    “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (1 Coríntios 6:9-10).

    Agora é só a igreja afirmar que tudo que está escrito nestes dois livros sempre foram mentira e enganação e retira-los da bíblia da igreja de Roma a qual Voltaire denominava de ” A INFAME “.
    Ficaria bom tanto para os assumidos quanto os enrustidos.

  3. O que escuto da minha mãe, altamente religiosa, é que quando o divorcio foi aprovado, algo que vai contra os princípios da igreja cristã, o mundo virou de ponta a cabeça, pode-se citar a violência, bandidagem e a homossexualidade, todos gerados pela revolta da ausência de uma família e este último como falta de um modelo masculino ou feminino para a criança seguir, vale lembrar que o namoro, precedente do casamento, é o período de se conhecer e não apenas de carícias, não deve-se levar o relacionamento adiante achando conseguirá mudar os costumes do parceiro.
    Não tenho idade suficiente para confirmar isso o que digo acima mas, o que escuto é que, no passado, um assassinato no interior, onde minha mãe morava, foi motivo de surpresa, espanto e algo totalmente imprevisível. Peço que alguém mais velho, se convir, confirme ou não o pensamento exposto acima, A hégira antes e depois da aprovação do divórcio.
    Trazendo o assunto ao tema desenvolvido, acredito que a igreja não deve alterar seus costumes em prol de uma minoria, não deve recusa-los nem menospreza-los mas a fé exige o arrependimento.
    Não sou muito fã de criar argumentos com base na religião mas a matéria proporcionou esse tipo de produção.

  4. Senhores,

    “Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é”. (Levítico 18:22)
    “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (1 Coríntios 6:9-10).

    -A DECISÃO DO PAPA NÃO ATINGE os que querem morar no REINO DE DEUS! Estes permanecerão incólumes.
    -Só abrange aqueles que desejam morar com DIGNIDADE no PLANETA TERRA, independente da preferência sexual, religiosa e de visão do porvir!

    Caro Kefyz,

    Quando o senhor diz que “…quando o divorcio foi aprovado, algo que vai contra os princípios da igreja cristã, o mundo virou de ponta a cabeça, pode-se citar a violência, bandidagem e a homossexualidade, todos gerados pela revolta da ausência de uma família e este último como falta de um modelo masculino ou feminino para a criança seguir…” O SENHOR DEVE ESTÁ SE REFERINDO AO BRASIL e considerando que as nossas violência, roubalheira, barbárie e bandidagem estejam projetadas A NÍVEL MUNDIAL, o que não é verdade. A falta de vergonha na cara é um mal local. Na Finlândia ainda é possível aceitar carona de um desconhecido!

    Se o senhor verificar os países que têm melhor qualidade de vida:
    01-Noruega: 0,955
    02-Austrália: 0,938
    03- Estados Unidos: 0,937
    04-Holanda: 0,921
    05-Alemanha: 0,920
    06-Nova Zelândia: 0,919
    07-Irlanda: 0,916
    08-Suécia: 0,916
    09-Suíça: 0,913
    10-Japão: 0,912
    (85-Brasil)

    E os Piores
    187-Níger: 0,304
    186-República Democrática do Congo: 0,304
    185-Moçambique: 0,327
    184-Chade: 0,340
    183-Burquina Faso: 0,343
    182-Mali: 0,344
    181-Eritreia: 0,351
    180-República Centro-Africana: 0,352
    179-Guiné: 0,355
    178-Burundi: 0,355
    (dados de 2012)

    O senhor verificará que:
    01- Os países mais desenvolvidos são aqueles que se preocupam mais com a qualidade de vida dos moradores e menos com o traseiro alheio;
    02- Os piores países do mundo para se morar são aqueles em que as pessoas se preocupam (e acreditam) em terem uma vida boa/melhor somente depois da morte;
    03- Nos melhores países as pessoas estão mais preocupadas com o conforto terreno do que com o conforto celestial, por isso lutam para melhorar a vida aqui na terra, investindo em educação, saúde e segurança;
    04- E O MAIS IMPORTANTE: Os religiosos e fanáticos de todos os países, quando estão de férias, procuram levar a família nos melhores “paraísos terrenos” e não naqueles extremamente religiosos. Dificilmente o senhor ouvirá que alguém APROVEITOU AS FÉRIAS NO AFEGANISTÃO ou ARÁBIA SAUDITA com a família! Será mais fácil encontrar turistas nos Estados Unidos, na Austrália, na Alemanha, …

    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *