Para alfinetar o rival Alckmin, Meirelles assinala que não é ”candidato profissional”

Resultado de imagem para meirelles

Meirelles garante que logo ficará conhecido politicamente

Deu em O Tempo
(Estadão Conteúdo)

Postulante ao cargo de Presidente da República, Henrique Meirelles (MDB), disse que não é um “candidato profissional” e alfinetou o tucano, Geraldo Alckmin, ao dizer que ele “já foi candidato à presidência anteriormente”. “Valorizo as carreiras daqueles que se dedicam à vida política. Me refiro ao candidato profissional, aquele que está sempre querendo ser eleito. Já não é a primeira vez que Alckmin se candidata”, afirmou, após participar de evento com presidenciáveis promovido pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

No evento, Meirelles voltou a defender a informatização do sistema de saúde e a criação de um cartão para todos os brasileiros desde o nascimento, que teria todo o histórico do paciente. “Temos que trazer o governo brasileiro para o século 21”, completou.

Meirelles disse ainda que não é muito conhecido da população porque não foi candidato. “No momento em que meu nome e histórico passam a ser conhecidos, a intenção de voto aumenta”, afirmou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A proposta de Meirelles é ótima. Há mais de 40 anos, desde a época em que fui diretor da revista Pais & Filhos, defendo a tese de criação de um cartão para toda criança ao nascer, com tipo sanguineo e informações de saúde, vacinações etc. A informatização do sistema de saúde também é mais do que necessária. Meirelles é um dos melhores candidatos, o que atrapalha é que não é brasileiro de coração e não defende verdadeiramente os interesses nacionais. Quanto esteve no comando da JBS, queriam mudar a sede do grupo para a Irlanda, com objetivo de pagar menos impostos... (C.N.)

6 thoughts on “Para alfinetar o rival Alckmin, Meirelles assinala que não é ”candidato profissional”

  1. http://www.tijolaco.com.br/blog/parana-pesquisa-mostra-lula-firme-e-alckmin-estagnado/

    O que está faltando nessas pesquisas é a rejeição de cada candidato, que em em certos casos atinge ou ultrapassa os 70%.

    Pense um pouco.

    O governo a ser eleito em outubro, que não tem condições de reverter a crise econômica, porque não terá recursos, assumirá em janeiro de 2019 como o mais rejeitado da História.

    E ainda dizem que vai aprofundar as medidas ultra-liberais do Governo Temer.

    É sombrio o futuro do Brasil.

  2. O INIMIGO #1

    Candidato com rosto conhecido para quem tem mais de 50 anos. Aparecia sempre no programa de TV The Banana Splits.
    Literalmente um macaco com cabeça de economista, o que resulta numa praga dos infernos…

  3. Graças ao Meirelles temos hoje um colchão de dólares que não nos deixa entrar em uma crise cambial como Argentina e Turquia. Com Meirelles o país começou a conhecer a estabilidade. Só olhar os números dele no comando da Economia, a inflação sempre comportada entre 4% e 5%. Na minha opinião o melhor comandante da Economia que o país teve nas últimas décadas.

  4. Como pode o sujeito não ser brasileiro de coração e não defender necessariamente os interesses nacionais e ser considerado o melhor candidato. Nessa o CN errou o ponto da curva e da frenagem. Mas CN tem seus meritos pois, só por deixar o blog aberto ao comentários de todos já o faz imensuravel.

  5. Prezado Carlos Newton, até países comunistas, como a China, entendem que empresas não são criadas para pagar impostos, e sim para gerar lucros aos seus investidores. E que as administrações públicas devem gerir os recursos dos impostos gerados pela economia com a máxima eficiência. E os países que realizam melhor este trabalho , como é o caso da Irlanda, são preferidos pelos investidores, criando assim , um círculo virtuoso de crescimento e riqueza, situação completamente oposta à do nosso País. Infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *