Para decepção dos estudantes, o Espírito Santo foi chamado, mas preferiu não vir…

Resultado de imagem para espírito natalino charges

Charge do Bruno Galvão (Arquivo Google)

Antonio Rocha

Parece brincadeira de jovens, mas essa história é a pura verdade. Certo amigo, paulista de uma pequena cidade do interior, professor, quando jovem ganhou uma bolsa de estudos para a Alemanha, onde fez o doutorado em Filosofia e Teologia.

CABEÇA BEM ABERTA – Assim que chegou na universidade da Terra de Lutero, que não me lembro o nome, e ele pede para não falar muito, foi morar em uma república de estudantes, em um pequeno apartamento que o estabelecimento de ensino superior oferecia a preços módicos.

Este professor doutor foi meu tutor no Seminário Presbiteriano e eu o admiro muito. Ele gostava de conversar com um monge budista de Santa Teresa, bairro carioca, no templo onde morei quando solteiro. Por aí já vemos que o Cristianismo dele o fez com uma cabeça bem aberta, ecumênica.

CAIU NA ROTINA – Na Alemanha, após se instalar na tal república dos estudantes, procurou se enturmar, integrar-se ao cotidiano e seguir as normas: varrer a casa, lavar a louça, secar os pratos, limpar os dois banheiros. Era a rotina que o sambista carioca do Estácio, Luiz Melodia, cantava nas emissoras de rádio: “Lava roupa todo dia, que agonia…”

Belo dia, cansados das obrigações em casa, os rapazes reuniram-se em democrática assembleia e alguém sugeriu:

– Isso está muito autoritário, todo dia seguindo uma tabela ditadora, é cansativo. Se todos somos cristãos, vamos esperar que o Espírito Santo toque em nossos corações e mentes e, por livre e espontânea vontade, a pessoa se levanta e vai lavar a louça e limpar a casa.

DEU TUDO ERRADO – Todos concordaram e aplaudiram a medida. Porém… por mais fervorosos que fossem, o Espírito Santo não tocou em ninguém. Os pratos e panelas sujas foram se avolumando na pia e no fogão. No quarto dia já faltavam panelas, pratos e talheres limpos.

Então um outro deles solicitou nova reunião e exclamou:

– Ou a nossa fé é muito pequena e o Espírito Santo não está nem aí para nenhum de nós, ou Ele não trata dessas questões diárias.

AULA PRÁTICA – Resultado: os estudantes voltaram à tabela antiga de tarefas e chegaram à conclusão que as obrigações não eram ditatoriais, mas sim democráticas, ao delegar a cada um sua participação nas responsabilidades comuns.

E ele conta: “Foi a primeira aula, na prática, que aprendi, da Social-Democracia, com todos interagindo, ninguém explorando o outro…

2 thoughts on “Para decepção dos estudantes, o Espírito Santo foi chamado, mas preferiu não vir…

  1. Doutor em Filosofia e Teologia… se foi paga pela Alemanha, tudo bem porque não é nosso dinheiro, mas se foi paga pelo nosso governo é coisa para se lamentar profundamente. Doutor em Teologia?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *