Para derrotar Bolsonaro, FHC defende aliança do PSDB com o PT no segundo turno

FH mexe no celular em seu apartamento, em São Paulo

“Bolsonaro assusta com soluções autoritárias”, afirma FHC

Bernardo Mello Franco
O Globo

Para Fernando Henrique Cardoso, o Brasil se aproxima da eleição mergulhado num clima de ódio e de medo. O ex-presidente se diz assustado com a possibilidade de Jair Bolsonaro (PSL) chegar ao segundo turno. Neste caso, ele admite a hipótese de um acordo entre PSDB e PT, algo inédito desde 1989, quando os dois partidos se uniram contra Fernando Collor. “Não farei objeção a que o PT nos apoie. Naturalmente, isso significa também que não haveria objeção ao contrário. Mas nós pensamos de forma diferente” — ressalta.

Aos 87 anos, FHC acaba de entrar no Twitter. O tucano promete usar o próprio celular para conversar com os eleitores. Na sexta, um jovem quis saber o que ele pensou quando o ex-jogador Vampeta deu cambalhotas no Palácio do Planalto. “Pensei que ele fosse cair da rampa!” — respondeu.

Desde 1989, um candidato do PSDB não vai tão mal nas pesquisas. Por que Geraldo Alckmin não decola?
A mídia presta atenção em tudo o que é novo ou extravagante. Quando surgiu o Bolsonaro, eu disse: “Vai subir”. Até que o Geraldo ultrapasse a poeira, é difícil. Mas ele sempre ultrapassou. Em abril de 1994, eu virei candidato. Em maio, falei com a Ruth: “Vou desistir”. Eu tinha 12%, o Lula tinha 40%. As pessoas não acreditavam. Em agosto, comecei a crescer. Em outubro, ganhei no primeiro turno. É claro que tinha o Plano Real. Mas não é só o que você faz. É o que você fala. Tem que cacarejar.

Alckmin cacareja pouco?
Cada um tem um jeito de ser. O importante, em política, é não tentar ser o que não é. Este é o problema dos marqueteiros. O Geraldo ganhou várias vezes em São Paulo. Ele é médico, tem experiência, não enriqueceu na política, não é gastador. Tem que mostrar isso. Não basta ser simpático, tem que ser confiável.

Em 2006, ele foi criticado por vestir um macacão com os logotipos das estatais…
Ele foi o chefe da privatização em São Paulo. Aquilo foi marquetagem, foi errado. O marqueteiro é indispensável, mas ele tem que ressaltar o jeitão do candidato, e não fazer o candidato do jeitão dele. As pessoas percebem quando é inautêntico.

Alckmin se aliou ao centrão em troca de palanques regionais e tempo de TV. Isso ainda vai decidir eleição em 2018?
Não tenho certeza. Não é suficiente, mas é necessário. Embora a rede social tenha muita influência, a televisão tem peso. Todos os candidatos tentam ter o máximo de tempo. Quando um consegue, o outro acusa. Ele está apanhando porque fez o que todos ambicionavam e não conseguiram. Todos os presidentes tiveram que governar também com eles (os partidos do “Centrão”): eu, Lula, Dilma.

O PSDB ainda pode se recuperar do desgaste com a Lava-Jato?
Todos os partidos estão desgastados. O mensalão e o petrolão mostraram o dinheiro público sustentando partidos no poder. É outra natureza de corrupção, a corrupção da própria democracia. Não tem nenhum tesoureiro do PSDB na cadeia.

O senador Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a um empresário. A polícia filmou as malas de dinheiro.
Isso prejudica, obviamente, a imagem do partido. Não dá para tapar o sol com a peneira.

Por que o PSDB não o expulsou?
Ele não foi condenado ainda. Tem que respeitar a Justiça.

Um colaborador próximo de Alckmin, Laurence Casagrande, foi preso sob suspeita de desviar dinheiro do Rodoanel.
São Paulo faz muita obra. É possível que funcionários tenham ganhado alguma coisa. Mas não vi nada indo para o Alckmin. Nada que possa prejudicar a imagem dele. No passado, caixa dois era uma coisa banal. É errado? É. É crime eleitoral. A Justiça vai ter que separar bem as coisas. Tudo é crime, mas são crimes diferentes. Sou favorável à Lava-Jato. Pode haver exageros. Acho difícil aceitar prisão provisória por mais de um ano, por exemplo. Não é bom ver pessoas que você conhece indo para a cadeia, mas o processo era necessário. O Brasil não aguenta mais assalto ao cofre.

O ministro Gilmar Mendes diz que há um Estado policial.
Há uma predisposição de acusar, é verdade. Faz parte da cultura do Ministério Público. Mas o processo legal está sendo seguido. Acho grave dizer que estamos vivendo um Estado policial. Não estamos. Você pode ter excessos. Mas eu vivi o Estado policial, sei o que é isso. Nós não vivemos isso aqui. Há uma tentativa de desmoralizar o sistema. Quem sancionou a Lei da Ficha Limpa foi o Lula. Se você foi condenado em segunda instância, não está em condições de ser candidato. Tem que cumprir a lei.

O PT diz que eleição sem Lula é fraude. O sr. concorda?
Não. Vai haver eleição, e o PT vai concorrer. O Comitê de Direitos Humanos da ONU declarou que o Lula deve ser candidato. Qual a base para isso? Querem que desrespeite as leis brasileiras? A lei é clara. Ele não tem, pela lei, a qualificação para ser candidato. Como é que o tribunal vai registrar? É preciso fortalecer as instituições. Nas democracias, sempre há o risco de eleger um personalista malucão. Ainda mais agora. Quando as instituições são fortes, elas seguram. Quando não são fortes, o malucão as derruba. Eu vi isso na América Latina tantas vezes…

Muitos especialistas dizem que haverá pouca renovação no Congresso. Por quê?
Reforçaram a oligarquia partidária. É difícil (renovar). Com essa legislação, que limitou recursos e pôs na mão dos oligarcas dos partidos, como é que faz? E quem se eleger presidente vai governar com quem? Com os que estão no Congresso.

Marina Silva diz que é possível governar só com os melhores…
Tudo bem. Boa intenção ajuda. Especialmente no convento, na universidade… Na política, você tem que ter um certo grau de realismo. Gosto da Marina, me dou com ela, mas não acho que vá para o segundo turno. Ela tem pouco tempo de TV. Há uma certa fragilidade na candidatura, nela mesma. O povo sente isso. Ela tem uma causa, é aberta, mas falta um pouco de malignidade. Esse negócio de ser presidente da República não é fácil. Eu não sei por que tanta gente quer… (risos).

Nos cenários sem Lula, o líder é Bolsonaro. O que explica isso? As pessoas estão com ódio e com medo. No Brasil, além da incerteza, tem a violência e a corrupção. O apelo por uma solução forte e simplista é grande. O Leste europeu está todo indo para a direita. Em alguns casos, para um neofascismo. O Trump quebrou os partidos com essa linguagem forte. O Bolsonaro é um reflexo deste momento de incerteza. O que ele fez como deputado? Eu não sei. Sei que ele queria me fuzilar numa certa altura. Queria matar 30 mil pessoas (o deputado já disse que o país precisava de uma guerra civil, mesmo que morressem 30 mil). É uma visão simplória da história.

Ele se diz liberal na economia…
Vai acreditar nisso? A vida inteira ele não foi assim. Ele não deve ter uma convicção maior. Ele não sabe.

Bolsonaro o assusta?
Assusta. Não creio que ele tenha a experiência e a visão democrática de aceitar o outro com facilidade. O pior, para mim, é que ele tem soluções simplistas e autoritárias. Eu não acredito nisso. Acredito que as coisas são complicadas e que você precisa convencer. Num país diverso como o nosso, como é que você governa sem capacidade de juntar?

É possível que ele vá ao segundo turno. O PT acha que o segundo turno vai ser Haddad e Alckmin. Eu acho que pode ser Bolsonaro e Alckmin.

E se for Bolsonaro e Haddad? O PSDB pode apoiar o PT?
Não quero aliança com o PT. Somos diferentes. O PT virou um partido hegemônico. A história nos separou.

PT e PSDB já se aliaram para evitar a eleição de quem julgavam ser um mal maior. Marta e Covas se juntaram duas vezes contra Maluf.

É verdade. O Covas era grande. Acho que precisamos evitar uma descambada para os extremos. Na hora da eleição, você tem que ter voto. Vai polarizar quem tiver voto.

E se o PSDB ficar fora?
Não farei objeção a que o PT nos apoie. Naturalmente, isso significa também que não haveria objeção ao contrário. Mas nós pensamos de forma diferente. O que acho é que isso (um eventual acordo no segundo turno) deve se dar dentro de uma visão democrática.

Se Lula for barrado, o PT deve lançar Fernando Haddad. O que acha dele?
Tenho uma boa relação pessoal com o Haddad. O que acho complicado é que ele está sendo visto como marionete do Lula. Um presidente tem que ter força própria para governar.

66 thoughts on “Para derrotar Bolsonaro, FHC defende aliança do PSDB com o PT no segundo turno

  1. É impressionante o que o “SISTEMA” faz para poder sobreviver e se realimentar. Desde a reeleição do FHC o Brasil se tornou um grande balcão de negócios !!! Não existe ideologia, não existe absolutamente nada… O objetivo único é a rapinagem do povo brasileiro para atender aos interesses dos mesmos !!! BOLSONARO NA CABEÇA !!! Vai resolver? Não sei, mas se o PT é contra, FHC é contra, PMDN é contra, a rede Globo é contra, o sistema é contra, a imprensa esquerdista é contra, os artistas que mamam na lei Rouanet são contra é porque DEVE SER BOM ! Para finalizar Brizola tinha uma máxima: “Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”

  2. Que o FHC é “macaca de auditório”, como se dizia antigamente,do lula, é público e notório.
    Que foi ele quem proporcionou a ascensão do lula
    a presidência, é outro fato de conhecimento geral.
    Que quando o PT tirou o PSDB para “sparring”, o velho FHC passou anos escondido, sem se defender dos ataques do lula e do PT, que “carnavalizaram” sua privatizações e que chamavam acertadamente de “doações”.
    Agora vem ele com esta historinha de “união com o PT”. Ora, por seus antecedentes, ele já esta é antevendo o fracasso da candidatura Alkmin e mexendo os “pauzinhos” para o tucanato apoiar o Haddad. É isso que pretende o morubixaba da sociologia.
    FHC foi o que nunca deveria ter sido, presidente. Por 8 anos, com o instituto da reeleição, até hoje envolto em nuvens negras.
    Um deputado chamado RONIVON SANTIAGO, foi o único envolvido no rolo e dizem que contou tudo, tintim por titim, mas foi descartado por acharem meio maluco.
    Não sei porque perdem tempo com este cidadão, parece que a senilidade já se manifesta.

  3. O problema deste país é o tipo de educação e ensino praticado em casa e nas escolas.
    Ela leva suas vítimas às convicções, às crenças e não ao ceticismo, que é fundamental para um posicionamento diante de qualquer assunto.
    O exemplo maior disso está aí com o entrevistado, que até hoje, com toda sua educação , ainda não conseguiu perceber os fenômenos que nos causam.
    Continua um crente, um idiota.

  4. Os políticos, via de regra, são contra as soluções simples dos problemas, isto porque, em sendo simples, as ditas soluções eliminam o foco político e a teta acaba. Olha o que o FHC disse: ” Tudo bem. Boa intenção ajuda. Especialmente no convento, na universidade… ” Ou seja, ele admite que o candidato deva ser mal intencionado e que não tenha a vontade de eliminar de forma radical os problemas que estão impactando em nosso País a modo de, em breve, não sermos mais nem terceiro mundo. Uma política permissiva julgada por um coletivo comprometido e permissivo só poderia dar no que deu. Qualquer um que se manifestar contra isto, será inimigo! Será louco! O candidato Bolsonaro está apanhando por isto, ,por defender a família e a integridade moral de nossas escolas, para deixarmos de produzir marionetes estudantis que não sabe onde fica o Uruguai, para nos dar a chance de, ao menos, podermos nos defender. Uma geração com currículo escolar frutífero deixa de ser pelotão de manobra dos políticos mal intencionados. Os vampiros fogem do sol assim como os políticos ladrões fogem da disciplina moral, ética e cívica. Bolsonaro, somente pelo resgate do civismo, da educação e da família já tem o meu voto! Já é muito mais do que toda a corja promete fazer!

    • Paulo Bendl, a corja que infelicita a Nação, combate o Bolsonaro, em razão de ser mílico, e dizer que não entende de economia, FHC o esqueçam tudo o que disse e escrevi, conhecia?, procurou qum conhece, por um Brasil decente e justo, Lula, semi analfbeto, e demais candidatos conhecem, não, Bolsonaro ao menos mostra sinceridade, deixando a hipocrisia para a corja, estou propenso a votar no Bolsonaro, Alvaro Dias e Marina, são bons candidatos, mas correm o risco de serem engolidos, pela Congresso corrupto.

    • “Os políticos, via de regra, são contra as soluções simples dos problemas, isto porque, em sendo simples, as ditas soluções eliminam o foco político e a teta acaba”

      Via de regra é vagina!

      • Seres humanos nascem bons e maus.

        Via de regra, os ruins nunca somam, pelo contrário, vivem obstinados em causar desarmonia, conflitos desnecessários, justamente porque não sabem se dar valor porque desregrados.

  5. FHC está afundando a candidatura de Alckmin, que por sua vez, tem problemas suficientes com o tal do centrão infiel e traiçoeiro. É tiro no pé. Vai perder votos com essa associação.

      • Prezado Editor

        Sugestão de artigo e pauta:

        Onde estão os trabalhos em que a mulher ganha menos que o homem?

        Em que atividades, qual a motivação, qual o artificio empregado para burlar a lei.

        Se a lei é clara, se para as atividades de maior complexidade, obviamente se usa a meritocracia, se no serviço publico (maior empregador do Brasil) se cumpre a lei, se nas atividades menos remuneradas existe o salário minimo, se nas atividades profissionais existe o piso profissional, onde está esta repetida e repetida diferença?

        Realmente gostaria de saber.

        Já fiz esta pergunta a todos meus amigos, conhecidos, em ambientes de trabalho e de estudo.
        E NINGUÉM me deu a resposta, só de que “mas isto existe, vai querer ser homofóbico e negar??”

        Acho que confundimos massa salarial obtida pelos homens e mulheres com remuneração menor.

        Se os homens estão a milênios no trabalho remunerado, se estão em maioria em alguns cargos isto não é discriminação salarial é, em tese, meritocracia.
        Assim como existem funções em que as mulheres são amplíssima maioria

        Se alguém prefere homem ou mulher é outra conversa, ou outro crime se preferirem, mas o que eu gostaria de saber é:

        em que atividades, em que empresas e quantas são as mulheres que exercem o mesmo cargo, com a s mesmas atribuições e competências e ganham menos que os homens?

        Me intriga pois nunca encontrei uma.

        • Prezados,

          Anos atrás conheci uma comerciante da cidade Taguatinga que só admitia uma mulher na empresa dela: Ela mesma!

          Disse que não aguentava a mudança diária de humor e a passionalidade femininas.
          -Ela deve ser presa? Multada? Denunciada ao ministério do trabalho?
          -Ou a empresa é dela e ela deve fazer o que achar melhor para que não feche as portas e demita todo mundo?

  6. Vivo num dilema desde que começamos a falar em eleições para presidente.

    Será que só eu desconfio de uma gigantesca e generalizada fraude nas ditas pesquisas sobre intenções de voto, inflando o PT e desinflando Bolsonaro?

    Se quase todos reconhecem uma frente amplíssima do ultra esquerda aos mais notórios adesistas, contra o Bolsonaro ( através dos mais variados artifícios que relatamos nos artigos e post) por que ela não estaria nas pesquisas?

    Relembremos;

    PT soberano no poder, Lula com prestigio nas alturas, mensalão digerido, lava jato inexistente e a Dilma nao ganhou no primeiro turno e no segundo ganhou mas n~çao foi de lavada como se preconizava

    em 2014 o mesmo poste ja presidente e sem lava jato faz 40 % dos votos

    Agora um outro poste, com líder máximo PRESO, com até os cachorros sabendo sobre a lava-jato, com todos (exceto os fanáticos) sabendo do envolvimento de Lula e PT no roubo, com um sentimento generalizado de ódio e repulsa ao PT , que nunca existiu no Brasil, o poste é favorito ??

    Concordo com os que dizem que o povo, mesmo os mais desinformados percebem que se todos combatem o Bolsonaro é porque algo de diferente deles, ele tem.

    Não é uma grande esperança, mas vai dando uma revolta de sermos sempre manipulados, de quererem nos enfiar goela abaixo , pesquisas, estatísticas,m entrevistas alertas, noticias falsas, tragédias anunciadas, manipulações etc.

    Quem ainda da ouvidos a FHC?
    Isto prova que qualquer coisa serve para atacar BOlsonaro

    Começo a achar que o desespero esta batendo mesmo

    Por puro nojo e repulsa, começo a pensar que devemos mesmo votar em Bolsonaro.

    nem que seja para ver como seria outra vida sem estes permanentes orientadores da vida nacional.

    Se todo o resto é contra Bolsonaro, ele deve a unica coisa diferente deste “resto” que ai está

    Acho que assim como eu o povo percebe isso

    • Duarte,
      Como sempre falo por aqui, o Bolsonaro não tem competência nenhuma pra governar o pais isto é fato.
      MAS QUAL DOS OUTROS TEM?

      E se vamos mesmo é na sorte, qualquer um que vá em direção contraria ao que tá ai serve.

      Já tivemos duas mulas, uma besta e meia, meio vampiro no desgoverno, então se colocarmos um cavalo é lucro.

      Para desespero dos canhotos e assemelhados, a democracia vai ganhar no primeiro turno, contra todos e contra tudo, isso é o que eles mais temem.
      E pra asar deles o plebiscito do desarmamento foi o maior exemplo do quanto eles mentem em relação a democracia direta, e como somos gado ficamos calado, mas o cansaço e a necessidade nos obrigou a virar boiadeiro, e eles não tão acreditando.

    • Este é o questionamento do Antagonista a respeito da pesquisa da CNI hoje. Os institutos de pesquisa fazem parte do mecanismo que precisa continuar a todo custo.

      Lula, Bolsonaro e o vazio
      O Antagonista

      Na pesquisa CNT/MDA, Lula tem 37,3% dos votos.

      Jair Bolsonaro aparece em segundo lugar, com 18,8%.

      O resto simplesmente não existe:

      Marina Silva: 5,6%
      Geraldo Alckmin: 4,9%
      Ciro Gomes: 4,1%

      O resultado é estranhíssimo, mas é melhor se acostumar a essas pesquisas.

      • Vão ficar trocando a posição dos três até daqui há pouco, de repente, não mais que de repente, Geraldinho Merenda vai para segundo. Tem que rir da manipulação do sistema e tem gente que acredita.

    • “Por puro nojo e repulsa, começo a pensar que devemos mesmo votar em Bolsonaro.” … só para sacanear os que nos sacanearam nos últimos trinta anos.
      -Penso assim Também.

  7. FHC, um sujeito para o qual eu jamais viraria as costas, apunhalou o Alckmin pelas costas. O motivo foi o mesmo pelo qual Lula pisou na cabeça de Ciro: Alckimin e Ciro não fazem parte dos clubinhos fechados que os caciques Lula e FHC comandam!
    Alckmin nunca fez parte do grupinho que fundou o PSDB (FHC jamais faria isso com Serra, por exemplo). Ciro nunca foi, de fato, petista. Se mesmo Dilma encontrou resistências no PT, imagine Ciro.
    Dilma foi aceita pela cúpula petista por vários motivos, como lealdade e ser descartável.
    FHC, do Diálogo Interamericano, e Lula, do Foro de São Paulo, são aliados de longa data, são farinha do mesmo saco.

  8. “Para derrotar Bolsonaro, FHC defende aliança do PSDB com o PT no segundo turno”. Entenderam ou precisa desenhar?
    Leiam com muita atenção as respostas dessa criatura nojenta que criou a reeleição e pagou à vista. Vaso ruim não quebra mesmo. Estão TODOS contra Bolsonaro, mas isso acaba sendo muito bom, pois a população está vendo onde estão seus INIMIGOS. Onde está o segmento responsável pelo atraso do país.
    Vamos recuperar o tempo perdido. Nas redes sociais vamos intensificar apoio a Bolsonaro 17. O Brasil tem jeito!

  9. Este é provavelmente o mais malandro de todos. Esqueçam o que eu escrevi. Enriqueceu ele, família e amigos, e ainda saiu como bom moço. Chamou Molusco de macunaína, mas ele não fica atrás. Comunista como a maioria dos partidos, beneficia e enriquece meia dúzia e o resto que se lasque no dia a dia. E olha o preço do bujão subindo 100%, Brazillllllllllllll………

  10. Na época do mensalão FHCanabis Sativus declarou, publicamente, em público: A ÉTICA DO PT É ROUBAR. Agora, próximo aos 90, ele não resisitiu e se aliou, indubitavel e irestritamente ao partido LADRÃO. Deve ser pra isso que serve a sua formação em sociologia. Pro cara ficar em cima do muro “pulando de galho em galho” até encontrar o que tenha mais dinheiro.
    Sendo o santo (do pau-oco) protetor dos maconheiros e adjacencias, FHCanabis Sativus rodou o mundo tentando descriminalizar o uso da maconha no Br e não teve sucesso. Agora resta a ele uma única alternativa: trabalhar pra tentar eleger um candidato sinistrógiro para alcançar a sua meta de vida: a liberação das drogas.
    Ô paiszinho vagabundo! Ô povinho sem jeito!

  11. Só pelo ridículo de ciro gomes estar par e passo com alvaro dias, podemos crer que a pesquisa éé encomendada.
    Ciro gomes, abaixo de marina?
    Diante de tudo que vejo rua afora, se houver segundo turno é Ciro gomes que vai pro tira teima com Bolsonaro, e agora com a grande mídia ajudando, o pt e psdb se abraçando, tá mais que garantido.

  12. Bolzonódio, faltam 48 dias para sua excrescência desaparecer dos holofotes para sempre! Ufa!!!
    Quer continuar famoso? Sabe atirar e só, né?
    Meta 8 balaços no FHC que endossamos mais tempo á sua popularidade.

    Já é hora mesmo de vigiar qual maracutaia farão para o Picolé de Chuchu descongelar….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *