Para quem conhece espiritismo, uma mensagem psicografada de Karl Marx

Resultado de imagem para marx charges

Charge de Débora Vaz (Arquivo Google)

Antonio Carlos Rocha

Estamos iniciando esta série de reflexões sobre o MettaEspiritismo, que significa Além do Espiritismo. Como o neologismo está grafado com dois “t” e o E ficou maiúsculo, sugerindo duas palavras coladas, ou, como se diz hoje em termos de web, “tudo junto”, esclareço que o vocábulo Metta é uma palavra budista que significa “Amor Bondade”, ou seja, uma forma de amor incondicional que não exige nada de volta. Um amor espiritual. E o MettaEspiritismo é também para ler e reler textos espíritas.

Hoje, vamos transcrever uma psicografia do pensador prussiano Karl Marx. Na mensagem, o autor espiritual está falando dos médiuns, mas eu quero transportá-la para os trabalhadores terrenos. A partir destas mensagens, queremos fazer uma nova abordagem das relações capital/trabalho, para que os operários não sofram tanto e comecem a se desapegar conforme recomenda o MettaBudismo e a MettaMeditação, que significa uma MettaZen.

A MENSAGEM – Disse Karl Marx, através da psicografia, feita por um médium dedicado a estudos ecumênicos, que abrangem diferentes religiões:

Após o meu desencarne, fui auxiliado por Espíritos de Luz, mormente o meu Anjo da Guarda, ou como dizem os Espíritas, o meu Mentor, o meu Guia Espiritual e ele me disse: “Está bem Karl, em matéria de Filosofias terrenas você já estudou bastante, agora está na hora de começarmos a estudar as Filosofias Espirituais, que nós pesquisamos desse lado de cá da vida”.

Como sou um eterno estudioso, aceitei de imediato e comecei a pesquisar matérias completamente novas para mim, isto é, filosofias e religiões comparadas.

Tive aqui na Espiritualidade Maior, onde me encontro, na qualidade de aluno, a oportunidade de conhecer o Emmanuel, verdadeiro Espírito de Muitas Luzes.

Disseram-me que uma parte dele já reencarnou, mas ficam as outras por aqui nos auxiliando. Mais adiante, em outra mensagem, eu falarei sobre este “reencarnar uma parte”.

Trabalhar, sim, é claro, mas com Sabedoria, com espírito de Caridade para com o próximo. Reivindicar dias melhores, sim, mas com base nas Escrituras que os Grandes Mestres Espiritualistas nos legaram.

O que propomos é uma Política da Espiritualidade, parecida com a Política de Bondade que é defendida por líderes terrenos como o Dalai Lama.

Em tempo: sou Karl Marx, sim, pode acreditar. Nosso Manifesto agora é “Amar ao Próximo”. Negociar com os patrões com base no Perdão e outros itens afins.

Ou seja, perdoar por que nos exploram, mostrando a eles que vão pegar um carma negativo muito grande, lembrando a todos que a vida verdadeira é após a morte, o que chamamos vida só existe como uma breve passagem.

Paz e Iluminação para todos! Até a próxima mensagem…

LIÇÃO DE EMANUEL – Aproveitando a psicografia de Marx, vamos sugerir a leitura de importante livro espírita de Emmanuel, psicografado por Chico Xavier. Chama-se “Palavras de Luz” e foi publicado pela editora FEB – Federação Espírita Brasileira. E o texto escolhido é o seguinte:

“Humilhados e incompreendidos, faz-se mister que reconheçam todos os benefícios emanantes das dores que os purificam e regeneram, trabalhando para que representem, de fato, o exemplo de abnegação e do desinteresse, reconquistando a felicidade perdida” (página 217).

Tem tudo a ver com a mensagem de Marx.

32 thoughts on “Para quem conhece espiritismo, uma mensagem psicografada de Karl Marx

    • 1) Prezado, de acordo com o Budismo se subdivide sim, no filme O Pequeno Buda, mostra que um Lama se reencarnou em dois meninos e uma menina, ou seja, se tripartiu…

      2) Outra corrente budista japonesa informa que o Espírito, a Energia é um feixe de luzes, pode-se reencarnar/renascer (como diz o Budismo).

      3) Por isso citamos MettaEspiritismo… respeitosamente, Além do Espiritismo.

      4) Abraços fraternais.

    • Luiz, não se divide mas irradia em diversas direções ao mesmo tempo, quanto mais evoluído maior capacidade de irradiação.
      O que o espírito falou na mensagem, seja quem for, pode ser interpretado desta maneira. Um espírito que já está encarnado, porém mantém parte do seu foco em outro plano devido a sua evolução espiritual. Mais ou menos como uma dupla vista.

  1. Mais um blá blá blá de enganadores que se utilizam da boa fé das pessoas. Esse tipo de “mensagem” não contribui em nada para o nosso desenvolvimento espiritual.

    • 1) Prezado: A proposta da mensagem é mostrar que o Espírito Karl Marx está aprendendo com humildade, simplicidade, veja que ele se diz “aluno”.

      2) Por extensão, todo aquele que se tornar “aluno” da Espiritualidade Maior vai ter “desenvolvimento espiritual” como vc diz.

  2. O marxismo surgiu na vida do velho conservadorismo, quando a esposa percebeu que não dispunha mais de instrumentos para frear os abusos do maridão. Então, ela olhou pra ele e falou: “Veja bem, na casa do vizinho, à esquerda, chegou um carotão sarado, vermelhão, alto… Você não vai parar com o seu machismo?”
    Temendo perder a sua exclusividade, o coroa parou, ponderou e cedeu aos apelos da mulher. E na tentativa de esvaziar o anseio da companheira por cheiro de carne nova, submeteu-se a uma sessão de rejuvenescimento, reduziu o seu período refratário que era de seis horas. Buscou nos recursos vigentes, fórmulas que pudessem copiar, em si, os dotes físicos do broto cobiçado: a fim de que continuasse no comando.
    Desse modo, ambos continuam coexistindo lado a lado; pacificamente, mas com o maridão sempre de olho, nas tentações que o jovem indesejável possa inventar, para ele que, o marido, reaja com as devidas adequações.

    • Como disse o Papa, o comunista é quem realmente pensa como cristão. Se vc procurar se informar, encontrá muita similaridade entre o que Cristo fez e pregou e a doutrina comunista/socialista.

    • 1) Prezado: o Espírito Karl Marx no momento está interessado só no estudo da Espiritualidade Maior e seus desdobramentos Espiritualistas.

      2) Ele não quer se envolver com políticas materialistas de nenhum país.

      3) Ele recomenda o estudo das Escrituras e as preces, orações.

  3. Amigo, estas mensagens em nada contribuem com a evolução do Espiritismo, acredito até que sejam foco de desconfiança na doutrina. Que tal algum artigo falando sobre a Reforma Íntima, sobre a ciência do reencarne. Não acredito nesta mensagem, como ensinava Kardec devemos sempre desconfiar. Abraços fraternos.

  4. Prezado Antônio Rocha:

    Aproveito o ensejo para sugerir as impressionantes comunicações do espírito de Voltaire com Allan Kardec, que foram publicadas na Revista Espírita.
    Abs,
    Saúde e Paz.

  5. Ahhh não !!!! Marx escrevendo DE NOVO ???? Vai que interpretem ele mal DE NOVO.!!!

    Será que “os terrenos” nunca vão se livrar desta inhaca ???

    Não seria muito mais redentor se o “espírito” de Marx, orientado por Emmanuel, fizesse uma reunião com os “espíritos” de Stalin, Pol Pot, Mao tsé-Tung, Fidel, Chaves et cetera, e tentasse explicar seus escritos ??? ( Claro e óbvio, numa reunião fechada aos 100 milhões de vítimas do “mal entendido” )

  6. kkkk…. só rindo… Me criei na religião espírita e NUNCA sonhei que iria estar viva pra ver tanta insanidade em nome do espiritismo. E ainda mais: em nome do Budismo. Bem, todas as escrituras falam em seres #SeresDasTrevas #FimDosTempos

  7. Jura mesmo que até desencarnado Marx continua jogando empregados contra os patrões???? Cultivando o ódio e o vitimismo??? Isso é evolução??? A pessoa desempregada reza pedindo emprego e quando consegue vem esses comunistazinhos idiotas fazendo com que ela odeie aquele que lhe dá a oportunidade de obter o pão!!! Affff e vcs ainda acham o máximo isso??? Isso é INVOLUÇÃO!!! Me poupe!!!

  8. Eu gostaria de dizer, como marxista e contraditoriamente espírita, que essa psicografia não é de autoria de Marx.

    O espiritismo brasileiro está adoecido por psicografias falsas, geralmente padronizadas com espíritos arrependidos de seus atos em Terra, ou que rapidamente aceitam a nova vida com tranquilidade e serenidade. Isso sem falar que, muito facilmente estes supostos espíritos mudam suas convicções de vida radicalmente. Ora, entendo que para os espíritas evolução seja perdoar e negociar com o patrão, mesmo que para nós marxistas não seja, mas justamente por isso duvido que Marx mudaria tão tranquilamente sua percepção da luta de classes para algo tão simplista e positivista. Apesar de que para o espiritismo a evolução é uma lei – e me incomodam, repito, os termos em que consideramos essa tal evolução –, é no mínimo curioso que em toda psicografia que se encontra os espíritos se abdicaram completamente de seus ideais pessoais para admitirem de forma rápida o modelo simplista de ordem e progresso.

    Isso sem me aprofundar na linguagem de Marx, que em nada se assemelha com essas características brutais do texto. Um indivíduo pode mudar a sua maneira de escrever, mas não apagá-la completamente e desenvolver uma nova no lugar, mais uma vez com um vocábulo simplista.

    Em O Capital, Marx faz uma sátira com as mesas girantes para explicar o fetichismo da mercadoria. Deveria eu fazer uma sátira com Marx para explicar o fetichismo da psicografia?

    • Colega. Sou marxista, ex ateu e atual espírita por conta de algumas provas “não científicas, mas sim, provas) de médiuns…

      Desde que me lembro ter entendido pela primeira vez a base concordei com ela e quanto mais lia e estudava mais concordava. Contudo, oscilei muito ao longo de vários anos sobre uma questão ética fundamental que sempre me incomodou a consciência: os fins justificam os meios?

      refleti muito mesmo a esse respeito quando ainda era ateu e (não apenas) mas, principalmente após estudar a ética Kantiana cheguei a conclusão que não. Os fins não justificam os meios.

      Isto significa que, apesar de apoiar a revolução Russa e achar que se rebelar com o uso da força contra quem te explora e fica com o suor do seu trabalho com base em mentiras e também da força bruta (ainda que seja o estoque dela coonestado pelo Estado, uma farsa, é claro) constitui legítima defesa, não posso também deixar de condenar todos os excessos cometidos por todos, desde Che Guevara até Stalin.

      Evite a todo custo recair na tentação de observar e julgar tudo sob um prisma maniqueísta pois esse é um dos erros mais comuns entre nós, sejam espíritas, de direita, de esquerda, ateus, o que for. Essa forma de distorção da realidade é um câncer, mais comum do que possa parecer a primeira vista e mais danoso também.

      Saiba condenar os excessos e elogiar o que é devido. Nas mesmas personalidades históricas. tenha certeza de que eles darão contas apenas da parte anti ética que fizeram e que Deus, em sua justiça e bondade, saberá distinguir corretamente os erros que se comete por boas intenções (visando o coletivo e a justiça social) daqueles que cometem erros similares por maus objetivos (aumentar o poder, riquezas, dinheiro, dominação de um grupo).

      Isto significa que qualquer um sabe muito bem a diferença entre um Che Guevara e um Hitler assim como sabe muito bem a diferença de um policial que mata um assaltante e do assaltante que mata uma vítima. Aqueles que gostam de colocá-los no mesmo patamar denunciam mais de seu interior, de si mesmos, do que daqueles que julgam.

      Em suma, por mais que me doa e me incomode dizer isso, cheguei a conclusão de que, de fato, não se deve impor a justiça social a países inteiros a força. Assim como o drogado que foge da clínica mais facilmente quando tem sua internação compulsória, imagine quanto tempo duraria uma sistema social justo num país como o Brasil onde os princípios e valores da maioria dos espíritos está ainda alinhada como a exploração do homem pelo homem e o princípio do cada um por si na política?

      Teríamos que ser cada vez mais duros e cruéis para manter o sistema de produção sem permitir a exploração do homem pelo homem para espíritos que iriam atuar a todo momento conspirando para trazer o velho sistema de exploração de volta sob a máscara da “liberdade” (leia-se liberdade para explorar uns aos outros)

      Enfim… pretendia escrever apenas um pequeno comentário, bem objetivo mas acabei sendo um pouco prolixo. tire o que de melhor puder das minhas palavras, assim como todos deeriam fazer com tudo, inclusive com as palavras de Marx, chico, Bíblia… analisem com suas razões. Todos tem em si os fundamentos da verdade.

  9. Eu nunca vi um Karl Marx tão furreca. Pelo visto ele perdeu a memória quando desencarnou, porque parece não lembrar nem dos próprios fundamentos. Que história é essa de negociar com a burguesia? Espero que seja uma piada! O verdadeiro Marx jamais se renderia assim e faria um discurso tão rebaixado.

  10. Esse texto é piada de mau gosto sobre alguém que em vida pregou a transformação do ser humano em servidor escravo do Estado para sustentar a classe politica e demais sanguessugas que comandam o partido único. Aliás ele queria acabar com Deus… que a religião é o ópio do povo e muito me admira que o texto diga que “foi recebido pelo seu mentor…” só rindo mesmo. Ficção esquerdopática… nada mais!!!

    • o próprio autor já admitiu facilmente que o relato tem que ser encarado com reservas e ceticismo saudável.

      Afinal, qual era mesmo o método do codificador que todos aqui supostamente admiram? Não era repetir com 3 espíritos diferentes (no mínimo) e em diferentes lugares a mesma questão?

      Aguardemos…

      Agora, se vc tem a prática de acreditar e aduzir a outras mensagens de espíritos similares (sem codificação metódica, citada por apenas um médium), desculpe, mas isto tem nome: chama-se visão seletiva.

      Espero que o critério de reservas que vc mostra seja aplicado com tudo. Inclusive com mensagens psicografadas que se coadunam com seus princípios e valores também e não só com as quais vc não se coaduna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *