Para se eleger presidente da Câmara, Marco Maia começa a fazer concessões

Helio Fernandes

Escolhido candidato oficial de um acordo PT-PMDB, era tido como candidato garantido para comandar a Câmara. Mas surgiu um grupo constituído de deputados ressentidos, outros querendo intimidar o governo, e o terceiro com maioria lobista, e seu favoritismo ficou ameaçado.

Seguindo conselhos de deputados de muitos mandatos  (Henrique Eduardo Alves, Pedro Novais [o agora ministro do Turismo de Bordel], Eduardo Cunha e outros), começou a conversar.

Primeiro pedido que atendeu logo: não dar chance aos que “combatem” os deputados. Disse logo: “A reforma política e partidária não tem nenhum a prioridade. Pelo menos nos próximos 4 anos”. Melhorou?

 ***

POR QUE OS TRÊS JUNTOS?

Joaquim Roriz e Paulo Otavio, surpreendentemente, foram vistos entrando na casa de José Roberto Arruda. Todos cassados e afastados da vida pública para sempre, o que conversaram?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *