Parada militar foi fiasco nas redes sociais: 93% dos posts são recheados de chacotas

Charge do Mifô (Arquivo Google)

Octavio Guedes
G1 Política

Este blog avisou: o presidente Bolsonaro está para as Forças Armadas brasileiras o que a Guerra das Malvinas representou para os militares argentinos. Levantamento feito pela Quaest Pesquisa em 2,3 milhões de posts publicados e analisados nas redes sociais indica que 93% são chacota com o desfile ou críticas ao presidente.

Apenas 5% exaltam as Forças Armadas e o presidente. Por fim, 2% apoiam apenas Bolsonaro.

Imagem

Um dos tanques apresentou  defeito e começou a fumegar

Meios de captura – Uma ferramenta criada pela Qaest capturou posts com as palavras desfile, tanques, militar, Bolsonaro e voto impresso.

Se o objetivo do Ministério da Defesa era intimidar, o tiro saiu pela culatra. O filme de guerra virou “Os Trapalhões”. Com sargento Pincel e tudo.

Os tanques e outros veículos blindados da Marinha desfilaram nesta terça-feira na Esplanada dos Ministérios, em frente ao Palácio do Planalto e ao lado do Congresso Nacional, sob justificativa de entregar ao presidente Bolsonaro o convite de um exercício militar em Formosa.

8 thoughts on “Parada militar foi fiasco nas redes sociais: 93% dos posts são recheados de chacotas

    • O deslocamento de tanques da Marinha foi completamente fora do usual durante os 33 anos.

      Qual a forma antes praticada? Ofício no qual se encaminha o convite?

      Entregue por quem? Portador, ou convencido dos Correios?

    • Desfile?
      Não era para ser a entrega de convite?

      Ora. Que defesa esfarrapada. Embora os equipamentos sejam da Marinha, estavam presentes os comandantes das outras Forças e mais o Comandante -Chefe das FFAA (cargo recriado por Bolsonaro) e o Ministro da Defesa.

      Já o evento a que se destina o convite terá a participação das três Forças.

      Tudo isso em plena crise econômico social que afeta milhões de brasileiros, com milhões de desempregados e milhões abaixo da linha da pobreza.

  1. A caravana militar não foi, não é e jamais teve a vontade de ser nada mais do que ela é: um grupo militar se dirigindo para um exercício militar. A oposição foi quem criou essa pendenga toda!

  2. Perguntar não ofende, alguém tem notícia de tanques na Esplanada, sem ser 7 de setembro?
    Eu moro em Brasília 61 anos e meio e a maior agitação militar na Esplanada, fora dias cívicos, que recordo, foi quando o General Cruz, a cavalo, andou distribuindo uma\s chicotadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *