Parlamentares britânicos pedem extradição de Julian Assange para a Suécia

Fundador do WikiLeaks, Julian Assange foi preso em Londres, na última quinta-feira, 11 Foto: HENRY NICHOLLS / Reuters

Assange, sempre altivo, após 7 anos asilado dentro da embaixada

Deu em O Globo

Mais de 70 parlamentares britânicos assinaram uma carta pedindo ao Ministério do Interior do Reino Unido que faça “todo o possível” para permitir o envio de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, à Suécia. Isso caso as autoridades suecas peçam sua extradição por um suposto caso de estupro, antes que ele seja enviado aos Estados Unidos.

Aos 47 anos, Julian Assange foi preso na última quinta-feira, dia 11, na embaixada do Equador em Londres, onde estava refugiado há quase sete anos. Desde então, ele se encontra em uma prisão britânica. Ele foi detido por descumprir condições de liberdade condicional em 2012 e porque há uma solicitação de extradição das autoridades dos EUA.

DENÚNCIA SUECA – A carta dos parlamentares britânicos foi divulgada neste sábado, dia 13. Em sua maioria, por deputados trabalhistas. Eles pedem ao ministro de Interior, Sajid Javid, que priorize um eventual pedido de extradição da Suécia para “investigar adequadamente” uma denúncia de estupro que prescreverá em agosto de 2020.

No documento, os deputados pedem a Javid que defenda as “vítimas da violência sexual” e permita que as acusações sejam devidamente investigadas.

“Não presumimos a culpabilidade, certamente, mas acreditamos que o devido processo deveria ser seguido e a denunciante deveria ver que se faz justiça”, escrevem os parlamentares.

REABERTURA – A advogada da mulher que acusa Assange pediu a reabertura do caso. O Ministério Público da Suécia não descarta reabrir a investigação contra o jornalista e ativista pelo suposto crime sexual.

A investigação original, pela qual a Suécia pedia a entrega de Assange, foi encerrada em 2017, diante da impossibilidade de fazê-la avançar com o ativista refugiado na embaixada do Equador.

A carta dos parlamentares sugere que as autoridades britânicas e americanas sabiam que o Equador iria retirar o asilo político do ativista. “Parece que as autoridades suecas não estavam a par dos planos da detenção de Assange em Londres”, dizem os deputados no documento.

CONSPIRAÇÃO – Os EUA pedem a extradição de Assange, a quem acusam de conspiração com Chelsea Manning — militar presa por acessar e divulgar informações sigilosas que resultaram no escândalo conhecido como Cablegate — para hackear a senha de uma rede de computadores do governo.

Um tribunal em Londres o considerou culpado na última quinta-feira de ter violado as condições de liberdade condicional em 2012, tornando-o passível de ser condenado a uma pena de até 12 anos de prisão.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Assange é vítima de uma perseguição implacável. A acusação sexual chega a ser ridícula. Na Suécia, fazer sexo consensual sem camisinha condena o homem por estupro, pela possibilidade de poder engravidá-la, mas não condena a mulher pela possibilidade de contaminá-lo por alguma doença. Quanto ao crime de “conspiração”, a denominação mais adequada seria “liberação de informações confidenciais que deveriam ser públicas”. Assange não é criminoso, e sim um herói dos tempos modernos, conforme ficará registrada na História Universal a trajetória dele. (C.N.)

9 thoughts on “Parlamentares britânicos pedem extradição de Julian Assange para a Suécia

  1. Ora, a Suécia assoma, na lista das nações mais ateias do planeta.
    Lá está a razão pela qual os europeus tanto excomungam o processo migratório, que vem entulhando e desfigurando o Velho Continente. Melhor para a ultradireita, que, em nome de combater o fenômeno, a cada dia, montrifica-se e vocifera uníssona com o Bolsonaro de cá. De certo modo, aquele povo tem motivos para tamanha xenofobia. Porque, depois que os forasteiros começaram a formar guetos e favelanentos, nas terras suecas, elas perderam a atmosfera paradisíaca; e a segurança pública vem, paulatinamente, “brasilificando-se”. Oxalá, a chegada desse infrator egresso, de renome cosmopolita, não vá inspirar, ainda mais, os bandidos locais, inexpressivos; assim como a fama internacional de Escadinha influenciou os nossos aqui.

  2. O motivo da entrega do sujeito foi por questões de higiene + saúde pública e não porque ele traiu o mundo inteiro com a divulgação de documentos ultra secretos que colocaram em risco a segurança de vários países:

    “Assange andava de skate na embaixada do Equador e não tomava banho”

    “A ministra do Interior do Equador, María Paula Romo, afirmou nesta quinta que o ex-chanceler Ricardo Patiño “tolerou coisas como fezes que Assange passou nas paredes da embaixada” e outros comportamentos “longe do mínimo respeito esperado de um hóspede”.”

    https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/04/assange-andava-de-skate-na-embaixada-do-equador-e-nao-tomava-banho.shtml

    ——————————————————————

    Segundo relatos o fedor na embaixada do Equador em Londres era insuportável.

  3. Usava skate no interior da embaixada, desrespeitava tudo e todos, principalmente os seguranças, instalou aparato eletrônico que “embraralhava” as câmeras, utilizava celular sem autorização, internet a vontade, violou os termos do asilo, divulgou documentos secretos do Vaticano, hackeou o sistema de segurança do anfitrião, recebia visitas aleatoriamente, despesas de 15 milhões de euros ao Equador, arrogante, prepotente, resumindo, um criminoso, que responda por seus atos.A mídia politicamente correta, insiste em tratar no gênero feminino o travesti Bradley, patético, ridículo…

  4. Assange tem contra ele os governos mais poderosos do mundo. Daí em diante, basta que se rebusque as leis e se terá culpa até por estar vivo. Cabe saber se a comunidade internacional vai aceitar calada seu linchamento, até pela razão de que mesmo sendo crime na Suécia, pode não ser no resto do mundo. Ninguém é obrigado a entregá-lo ao carrasco. Se a comunidade internacional, concorda de que o que ele fez merece punição, nada mais se pode fazer.

  5. Fico com a Nota da redação do Blog.
    Onde já se viu numa relação consensual, com camisinha, ou sem camisinha ser considerada estupro?
    O pugilista Mike Tyson foi para um motel com a namorada., Tempos depois a namorada disse que foi para o motel para ouvir música, entrou com uma ação contra o pugilista alegando que foi estuprada e recebeu uma boa indenização.
    Isso me faz lembrar da história de uma funcionária que foi reclamar com o chefe que estava sofrendo assédio sexual. O chefe pergunta como foi isso? ela responde: toda vez que passa pelo corredor um homem diz : seus cabelos são tão cheirosos. O chefe alerta a jovem que isso não é assédio sexual. Ela exclama: Mas ele é um anão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *