Partidos de esquerda não chegam a acordo e a divisão dos votos é inevitável

Resultado de imagem para lula, ciro, manuela e boulos

Fica faltando o candidato do PT, que não será Lula

Amanda Almeida
O Globo

Reunidos na tarde desta terça-feira, em Brasília, para tentar construir uma ampla aliança de esquerda, os principais líderes do PT, PDT, PSB e PCdoB praticamente encerraram as chances de composição de um bloco capaz de fazer frente ao megaconsórcio de partidos do centrão que declarou apoio a Geraldo Alckmin (PSDB) na semana passada. Pressionados pelos dirigentes do PSB e PCdoB, que tentavam chegar a um acordo, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente do PDT, Carlos Lupi, reafirmaram que não abrem mão das candidaturas de Lula e de Ciro Gomes, respectivamente.

— Vivo o carnaval do Rio há 40 anos. O que acontece é que as escolas coirmãs desfilam sozinhas. Depois, comemoram todas juntas a vitória da campeã — resumiu Lupi.

SEM CONVERSA – O PCdoB demonstrou, mais uma vez, disposição de retirar a candidatura de Manuela D’Ávila, no caso de uma aliança entre os quatro partidos e o PSOL, que não participou da reunião, mas integra o grupo. Sem conversa entre PT e PDT, porém, deve homologar o nome da deputada estadual. O PSOL já lançou Guilherme Boulos.

No encontro, Gleisi também foi enfática sobre a disposição do PT em lançar Lula, preso há quase quatro meses. Para os colegas, ficou claro que, mesmo depois de o ex-presidente ser barrado pela Justiça, como preveem seus próprios aliados, o PT não deixará de ter seu próprio candidato.

E O PSB? – Com a possibilidade quase nula de um acordo nacional entre as cinco legendas, a principal expectativa agora é sobre o caminho do PSB, que se reúne no domingo. O partido teve de adiar sua convenção porque ainda não conseguiu chegar a um acordo. O presidente da legenda, Carlos Siqueira, reforça as três possibilidades em discussão: o apoio ao PT, a aliança com o PDT ou a neutralidade.

PT e PDT estão disputando a legenda nos últimos dias. O primeiro insiste em um acordo em Pernambuco, onde promete retirar a candidatura de Marília Arraes. Em troca, pede que o PSB ceda em outros pontos, como também desistir da disputa em Minas Gerais, onde Marcio Lacerda faz campanha. Já o PDT ofereceu a vice de Ciro para o PSB.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O consolo da esquerda é que a direita também está dividida. Para a democracia, estas divisões são salutares. Os eleitores têm ampla possibilidade de escolha, não há perspectiva de vitória no primeiro turno, e depois, no segundo turno, as coisas se acertam, digamos assim. O mais interessante nesta eleição é que não se pode prever quem irá para o segundo turno. Se Lula fosse candidato, é claro, seria o favorito. Sem Lula, por enquanto, acho que apenas Bolsonaro tem muita chance de ir ao segundo turno. Os outros vão ficar embolados. (C.N.)

19 thoughts on “Partidos de esquerda não chegam a acordo e a divisão dos votos é inevitável

  1. Merval quer que Lula ‘renuncie’ para evitar Bolsonaro.

    Ninguém mais “deu gás ao antilula” do que a turma do Merval.

    Merval, porém, apontar ao inverso, o caminho: manter Lula candidato e símbolo da sociedade sem ódios e com inclusão que o Brasil, mais que querer, precisa ser.

    “Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem: se a Rede Globo for a favor somos contra. Se for contra, somos a favor”

    https://goo.gl/pP6Vkq

  2. As discussões partidárias são absolutamente irrelevantes para o cidadão comum, que está preocupado com a sua sobrevivência.

    São coisas que dizem respeito aos partidos, aos políticos e a quem tiver algum tipo de relação com eles, como aqueles que ocupam ou ocuparão cargos quando forem eleitos ou que participação como divulgadores e marqueteiros de suas campanhas.

    Vamos refletir um pouco?

    O Governo Temer tem 97% de rejeição.

    Algum deles representa o anti-Temer?

    Algum deles representa o anti-mercado?

    Algum deles vai enfrentar a mídia, em particular a Globo?

    Muito pelo contrário.

    Do Temer ninguém nem precisa falar, só quer se distanciar, não aparecer próximo, embora alguns mantenham contato com ele e pessoas próximas todos os dias.

    Todos querem ser candidatos do mercado. Os assessores desses candidatos, que muitos eleitores não sabem, dizem em suas entrevistas que vão aprofundar as reformas iniciadas por Temer e as privatizações, além de cortar gastos sociais.

    Ninguém fala mal da Globo, porque não quer ser alvo da mídia mais poderosa do país e que determina a pauta de todas as outras mídias.

    Portanto, o que se pode esperar dos eleitos em outubro.

    Simplesmente a continuidade e o aprofundamento da crise em que já vivemos.

    Assistam os vídeos sobre a situação das contas públicas e o que aguarda os brasileiros a partir de 2019.

    Tudo isso já será antecipado em Agosto com a divulgação do Orçamento Geral da União (OGU) para 2019.

    Não existe nenhuma medida extraordinária, excepcional que possa reverter a situação dramática em que vive hoje o Brasil porque não existe incentivo para investir.

    Somente um dado apresentado essa semana é suficiente para confirmar o drama em que vivemos. Em 2018 previa-se a criação de 1.000.000 de empregos. Nessa semana já se prevê 350.000 ou seja, menos da metade do previsto e isso não vai mudar de forma significativa em 2019.

    As eleições acabam em outubro. Daí para frente é somente realidade.

  3. Caro Sr. Newton:

    Sua nota da redação dizendo que o consolo da esquerda é que a direita TAMBÉM está dividida me deixou confuso.

    Me esclareça, por favor, quem são as direitas ?

    • Prezado Fred,
      A meu ver, nesta eleição, a direita é representada por Bolsonaro, Alckmin, Meirelles, Amondeo, Castro, Eymael e outros mais. E no centro ficariam Marina e Alvaro. Posso estar errado, como sempre, mas não ligo.

      Abs.

      CN

      • Carlos Newton, de direita só tem o Bolsonaro e, talvez, o Amoedo. O Álvaro já é de centro e a Marina, é de esquerda, tanto que já propôs um novo imposto sindical. Se, o Alckmin e o Meirelles são de direita, então o Ciro também é. Na verdade, eles são do partido do dinheiro dos outros, bem como o futuro candidato do PT, a Comunista de iPhone e o Boulos que só anda de SUV a qual foi paga com o dinheiro dos aluguéis cobrados dos sem-teto.

      • Prezado Newton. Grato pela gentileza da resposta.

        Eu, na minha modesta opinião, acho tremendamente inadequado e inapropriado tachar esquerda, centro, direita por serem uma línha tão tênue que causa muito mais confusão do que informação.

        Alckmin de direita ??? Marina de centro ???

        Eu também posso estar errado mas que é confuso e inconclusivo é.

  4. C N,
    Depois do desastre do RODA VIVA os jornalistas foram expostos, ficou patente que o quarto poder tem sua agenda própria e quer manter seu status quo, devido a imbecilidade dos estagiários até eu um secundarista inculto analfabeto funcional consegui perceber, e pior foi tão tão decepcionante a incompetência dos jornalistas que os verdadeiros jornalistas fizeram a critica.
    Se lula fosse candidato talvez chegasse ao segundo com Bolsonaro, mas no senário atual estou duvidando se haverá segundo turno.

    • Roda VIVA Bolsonaro.

      Jornalista: O Sr. tem um passado estatista
      e o seu economista é liberal.
      Isso não pode sair faísca ?

      O Sr tem um plano B?

      Bolsonaro: Não tenho plano B, olha bem
      eu votei contra o plano REAL,
      porque a inflação da URV foi
      de 97%, eu lutei para que as
      forças armadas tivessem um
      reajuste adequado. Blá Blá
      Blá Blá….

      Maiores detalhes vídeo do roda VIVA
      dos 17m e 35s até 19m e 12s.

      NÃO TEM PLANO “B” ENTÃO ESTÁ CONFIRMADO QUE SERÁ UM GOVERNO PARA OS BANQUEIROS E GRANDES EMPRESÁRIOS COM ÊNFASE PARA OS EMPRESÁRIOS ESTRANGEIROS, PRIVATIZAÇÕES, ENTREGA DE RIQUEZAS E AS LEIS TRABALHISTAS BEIRANDO A INFORMALIDADE, COMO ELE MESMO JÁ DISSE.

      E disse que tem vários postos Ipirangas.

      Essa frase tem sentido, qual a cota de combustível que um parlamentar tem?

  5. Vai ser difícil dividir o voto, pois este não será impresso e o eleitor não poderá rasgá-lo em pedaços, a fim de dar um naco para cada um dos esquerdofrênicos. Menos de um por cento para dividir!

  6. Direita dividida? Bolsonaro é o único de direita. Claro que a direita social (defesa da família, direito à autodefesa, bandido na cadeia, proibição de doutrinação de criancinhas…) foi tão massacrada que agora reagiu, mas, para o brasileiro, o que vale é a direita econômica (e, talvez, pelo mesmo motivo de ter sido reprimida).
    A direita econômica é agora adotada até por esquerdistas mais ao centro, como Alckmin.

  7. Como pode um ladrão, vagabundo, corrupto, preso e condenado ser favorito.? Desculpe, não bate.
    Pessoas de boa índole ,e que são a maioria, não votam mais nesse crápula. Somente militontos ou o pessoal mal caráter das boquinhas perdidas ou na iminência de perdê-las.

  8. Este pessoal da esquerda tem tanta gana, tanta vontade, tanta ânsia pelo poder, que a ausência de Lula neste disputa possibilita que um leque de candidatos seja apresentado ao eleitor.

    Na ótica da turma, o povo ainda quer a esquerda no Planalto, e tanto faz a sigla a que a represente.

    Manuela e Boulos, dois comunistas aproveitadores, falsos, ilegítimos candidatos dos partidos PCdoB e PSOL, pois suas vidas particulares e lares bem constituídos que tiveram, invalidam esta defesa que fazem do povo e divulgação de um movimento que alega nivelar o ser humano ou aplainá-lo à força, querem romper mais ainda a brecha deixada pelo ladrão e genocida Lula em nível nacional, pois ambos são conhecidos em seus Estados de origem, RS e SP, respectivamente.

    Os votos vão pingar nas siglas que tiverem candidatos, independente de terem ou não chances de vitória, antecedendo a festa que será o primeiro turno.

    Agora, o segundo turno será mesmo uma disputa para gente grande e com muito dinheiro!

  9. Newton, já escrevi aqui que existe um acordo entre o Lula e Temer para não dar espaço para o Ciro. Boulos é homenm do Lula Jandira Fegalli tambem é. a Manuela pensa bem, mas segue o partido que segue Lula, O PC do B nunca apoiou Brizola. Na eleição de Darcy eles votaram em Moreira.. Ciro por sua vez é um fio desemcapado. Toda hora fala uma bobagem desnescesária. E a verdade é que Lula manda na esquerda. O PDT apoiou Lula para sobreviver. Ciro não é oriundo do trabalhismo de Getúlio, Jango e Brizola, Lupi é uma mala. Já disse-lhe muitas verdades, dei conselhos, mostrei caminhos. Passei sete anos dizendo que procurasse um juiz em Mato Grosso do Sul e falasse com ele que ele entraria no partido. Entrou ano passado no partido é candidato a governador. Mantive contato por carta com quatro senadores. Falei com Lupi ele no dia seguinte abriu a bocarra já anunciando a vinda dos senadores para o partido. Resultado, o falatório espantou os senadores. Agora em Março, consegui falar novamente com um que tinha saido de outro partido ele entrou no partido.Falei sobre uma pessoa no Rio Grande do Norte e disse que a chave era convidá-lo para ser senador eles mantiveram contato com o cara mas queriam que o indivíduo fosse candidato a governador. O cara esta indeciso. Teve uns pilantras aqui que depois da morte de Brizola idealizaram um tal “Movimento Bolivariano Leonel Brizola”. Lupi assimilou. Eu falei e ele, mas, mas. Eu: acaba com isso. Continuaram, uma noite cheguei lá eles estavam discutindo com Lupi eu pedi licença e disse: Manda todo mundo embora, são todos udenistas foi aquela confusão ai acabaram com o tal movimento. Mas agora com 86 anos não vou me sacrificar para ir a reunião nenhuma. Ainda mais que tempos atrás teve briga deram um soco no Cacau. Ai eu disse ao Lupi: Olha se eu vier e me ameaçarem fica sabendo que vai ficar gente morta aqui. Depois disso eu não fui mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *