Passados quase 2,5 mil anos, os ensinamentos de Sócrates permanecem atuais

Resultado de imagem para socrates frasesCarlos Newton

Nesta época do ano, em que se evoca a divina presença de Cristo, é sempre importante lembrar também a atuação dos outros sete enviados que criaram as principais religiões, com doutrinas muito semelhantes entre si e praticamente os mesmos ensinamentos – Krishna, Lao Tsé, Moisés, Buda, Confúcio, Sócrates e Maomé.

Entre esses doutrinadores, os registros mais precisos que existem são de Sócrates, embora ele tenha nascido muito antes de Jesus (400 anos) ou Maomé (1.100 anos). Seu importantíssimo legado nos foi transmitido por dois de seus discípulos em Atenas: Platão e Xenofonte.

Ministrados quatro séculos antes do nascimento de Jesus Cristo, os ensinamentos de Sócrates perduram até hoje e influenciaram não somente o Cristianismo, em suas diferentes segmentações, mas também outras religiões derivadas, como o Espiritismo, que nitidamente é baseado nos pensamentos do mestre ateniense.

O QUE DISSE KARDEC – Em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, Allan Kardec destacou que a doutrina cristã “foi pressentida muitos séculos antes de Jesus e dos essênios, tendo por principais precursores Sócrates e Platão”.

Antes de Sócrates e Platão, grandes pensadores já haviam concluído haver uma nítida separação entre corpo e alma (espírito). Muitas religiões acreditavam em reencarnação, outras pregavam a transmigração das almas ou metempsicose, segundo a qual o homem poderia reencarnar também em animais.

Kardec analisou em profundidade os ensinamentos de Sócrates em relação à espiritualidade, mostrando inclusive que o grande pensador tinha dúvidas e por isso se recolhia à modéstia, dizendo: “Só sei que nada sei”.

DÚVIDAS SOBRE A MORTE – Aos juízes que o condenaram à morte, em um dos maiores erros judiciais da História, disse Sócrates:

De duas uma: ou a morte é uma destruição absoluta, ou é passagem da alma para outro lugar. Se tudo tem de extinguir-se, a morte será como uma dessas raras noites que passamos sem sonho e sem nenhuma consciência de nós mesmos. Todavia, se a morte é apenas uma mudança de morada, a passagem para o lugar onde os mortos têm de se reunir, que felicidade a de encontrarmos lá aqueles a quem conhecemos! O meu maior prazer seria examinar de perto os habitantes dessa outra morada e distinguir lá, como aqui, os que são dignos e os que se julgam tais e não o são. Mas é tempo de nos separarmos, eu para morrer, vós para viverdes”.

CORPO E ALMA – Na prisão, onde continua a ser visitado por seus discípulos, afirmou Sócrates sobre a vida após a morte:

O corpo conserva bem impressos os vestígios dos cuidados de que foi objeto e dos acidentes que sofreu. Dá-se o mesmo com a alma. Quando despida do corpo, ela guarda, evidentes, os traços do seu caráter, de suas afeições e as marcas que lhe deixaram todos os atos de sua vida. Assim, a maior desgraça que pode acontecer ao homem é ir para o outro mundo com a alma carregado de crimes. Vês, Cálicles, que nem tu, nem Pólux, nem Górgias podereis provar que devamos levar outra vida que nos seja útil quando estejamos do outro lado. De tantas opiniões diversas, a única que permanece inabalável é a de que mais vale receber do que cometer uma injustiça e que, acima de tudo, devemos cuidar, não de parecer, mas de ser homem de bem”.

AS MESMAS DÚVIDAS – Passados quase 2,5 mil anos, a humanidade continua com as mesmas dúvidas que atormentavam Sócrates e seus discípulos, a respeito da existência de Deus e da possibilidade de reencarnação. Na verdade, só sabemos que nada sabemos, podemos dizer assim, parafraseando o mais famoso ensinamento do grande mestre ateniense.

Acreditar em Deus pode até ser um erro, mas é um grande alento para bilhões de pessoas que insistem e desejar paz na terra às pessoas de boa vontade.

11 thoughts on “Passados quase 2,5 mil anos, os ensinamentos de Sócrates permanecem atuais

  1. 1) Excelente artigo.

    2) Ainda ontem, para comemorar o final do ano, comprei na Livraria Espírita do Largo do Machado, RJ, o livro “Tecla – A Primeira Mártir do Cristianismo”, de Carlos A. Bacelli e Irmão José, editora Leepp, 348 páginas.

    3) Conta a vida e a obra de Santa Técla, século IV, em uma visão espírita.

    • Uma grande lembrança: Jesus Cristo já existia antes de tudo acontecer, ou seja, antes Dele descer a terra em forma de homem para redimir os pecados deles, Ele já existia desde o princípio, como está escrito, portanto como Deus é fonte de toda sabedoria e criação, não há de se falar que a Criatura é maior que o Criador.

  2. Carlos Newton.
    Permito-me expressar minha felicidade por seus esplêndidos comentários que enfocam, de Sócrates, o prenúncio dos fundamentos que vieram a ser confirmados nos ensinamentos do mestre Jesus, e mencionados na introdução no livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” que constitui um dos livros básicos da Doutrina Espírita. Afigura-se oportuno registrar que os pensamentos do Filósofo, anotados pelo discípulo Platão, em nenhum momento tiveram como fulcro a religiosidade.

  3. Parabéns pelo irretocável artigo
    Ninguém tem a mínima ideia do que é e quem é o Deus único que está muito além da nossa imaginação. Desde a antiguidade, em toda sociedade, sempre houve a figura do chefe maior, do rei do maior mandatário. Dentro dessa lógica, Moisés criou a figura de um Deus único, o chefe maior e deu-lhe até o nome de Jeová.o que facilitaria a crença e a fé.
    Tenho provas de que a vida espiritual existe, agora como é, como funciona, está além do meu conhecimento e creio do conhecimento todos nós.

  4. Caro Newton, a crença de um Criador, está inserida, desde o principio na “Alma/Espírito” “de simples e ignorante” para sua evolução à “Caminho da Luz- DEUS”, que alcançaremos pelo esforço da pratica do Amor fraterno, tão raro no seio da Humanidade, é só olhar em volta, a Dor criada e alimentada pelo Homem, pela sua cupidez das coisas materiais passageiras, em detrimento das coisas espirituais eternas.
    As diferenças sociais como: saúde/doença, riqueza/pobreza, saber e ignorância, etc. são frutos de nossas Obras milenares no Bem ou no Mal, que praticamos ao Próximo, e representam a Misericórdia Divina, ao nos dar à Reencarnação como instrumento de Redenção.
    Tuas citações, dos Filósofos, são os precursores de Jesus, o Cristo, que nos legou o “Código da Vida” seu “Evangelho”, nos apresentando um DEUS-Pai, com Justiça Misericordiosa à sua Criação, a nodda responsabilidade, perante o Tribunal Divino: A Consciência, onde gravamos nossas Obras, pelo Livre Arbítrio, “A Cada um segundo suas Obras” e “Pagarás até o último Ceitil”, para adentrarmos na Luz. e o caminho é Jesus, conforme ele mesmo declarou: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, e ninguém vai ao Pai a não ser por mim, isto significa: O esforço da pratica do Evangelho.
    Nenhum desses Filósofos citados criou seita religiosa, e sim “Doutrinas de Código de Amor fraterno”, seus seguidores é que criaram, para dominar mente e coração, apresentando um Céu beatifico inútil e um Inferno de fogo eterno, pelo erro de uma única existência, contrariando as Leis de Deus de Amor e perdão- pela reencarnação de vidas sucessivas.
    Nos últimos tempos tivemos varias almas, a nos chamar para o Amor Fraterno: Gandhi, Pstor Luther King (assassinados pelo nosso Caim) Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Allan Kardec, Chico Xavier, e no momento, o Papa Francisco.
    A Doutrina Espírita, Codificada por Allan Kardec, não é uma Religião, é uma Ciência e Filosofia, tendo como Pedra fundamental o “Livro dos Espíritos” lançado em Paris- Cidade Luz, em 18 de abril de 1857, lhe seguindo mais 4 livros, Doutrina cuja Moral é fundamentada no Evangelho de Jesus, e a Justiça Divina na “Reencarnação” dita de forma incisiva na conversa de Jesus com o Dr. da Lei de Moisés; Nicodemos: “para entrar no reino dos Céus, é preciso nascer de novo, o que é da água, é água, o que é do Espírito é Espírito, significa a dualidade do homem – Carne e Espírito.
    Carne transitória, instrumento do Espírito Eterno, a Caminho da Luz Divina, como filho Pródigo.
    A Doutrina Espírita, respeita a Consciência e Livre Arbítrio,mas nos alerta sobre nossas responsabilidades perante à Vida, e nos recomenda uma Fé “Raciocinada” pela lógica e Razão, e o Lema: “Fora da Caridade não há salvação”.
    O momento em que a Humanidade vive, é crucial, está colhendo o fruto amargo, da arvore milenar que plantou, e continua a adubar.
    Que Deus Pai nos abençoe e Jesus nos ampare. Feliz novo ano a toda humanidade.
    Sejamos Células sadias, neste corpo chamado Humanidade.

  5. Em uma Roda Viva, Fernando de Barros e Silva pergunta a Darcy Ribeiro: – O senhor acredita em Deus?
    Dary: – é claro. Seria uma soberba, uma prepotência não acreditar. Eu posso lhe dizer que não posso provar que Deus existe, posso lhe dizer que Deus está com dívida comigo, tem que me acender de fé, mas veementemente. É claro que eu sou um ser ético. E ser ético é um ser que luta pelas coisas, por causas impessoais,e claro que tem uma atitude diante de uma divindade, que eu não posso afirmar que não existe, que não posso provar que existe, mas é claro, essa é minha atitude de profundo respeito. E, por exemplo inclusive tem a parte sentimental. Eu fui a minha cidade (natal) Montes Claros, Minas Gerais. Há um mês morreu a minha mãe, mestra Fininha, com noventa e tantos anos, a mulher que mais alfabetizou crianças – a rua principal tem o nome dela. Então fui lá para a morte da minha mãe; Fiquei lá, uma tristeza terrível. Você ver mãe morta é uma trombada terrível.Tava lá, a minha mãe parece que diminuiu – eu não a via ha muito tempo. Eu fiquei sentido. Então comecei a fazer o que eu fazia quando ela estava viva, pedir a benção: “Bença, mãe”. E ela me abençoava dizendo: “Deus te abençõe, meu filho, que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro o proteja”. Eu quase que ouvia ela dizendo. Eu fiquei muito sentido, muito emocionado. E nessa emoção as mulheres estavam rezando, tinham uma amigas dela, velhas, todas rezando. E uma disse: “Não reza, vamos cantar”. E eu comecei a cantar:”No céu, no céu, com minha mãe estarei…” que é uma cantiga de procissão. Quer dizer,esse catolicismo nosso está impregnado no fundo de nós. Esse sentimento muito sério, muito profundo, ainda que você não seja um militante religioso, você está impregnado disso.”

  6. Newton, A “metempsicose” deve estar assustando gente que frequenta o Blog. Acho que tem candidato a reencarnação em animais: caprinos, ovinos, muares, suinos, muares e equinos. “Sócrates e Platão não deixam nada escrito sobre os mentirosos e bajuladores e falsos-moralistas. Reencarnariam em que animal?

  7. A crença da reencarnação, metempsicose, difundida entre os gregos, trazia consigo a tese de que o ser humano poderia voltar a este plano em forma de outros tipos de vida, não necessariamente humana.

    De acordo com esta ideia, e considerando alguns raciocínios por mais inconsequentes que sejam, o blog também é composto por aqueles que vieram papagaios, galinhas, emas, predadores, que apesar de viverem em corpos humanos são aves, bípedes sem pluma, que somente agem para si e ignoram os demais seres vivos.

    Tendo como intenção a destruição, então se alimentam de dejetos, espalham seus excrementos em forma de marcar seu território, e esperam que esta artimanha espante seus inimigos que, muito mais inteligentes e sagazes, percebem as armadilhas e as contornam, pois além de destruidores são também indiscutivelmente estúpidos!

    Particularmente, e porque dou razão ao Espiritismo, que denuncia esta ideia como involução para o necessário desenvolvimento espiritual do ser humano não acredito nesta forma de reencarnação, a menos que o inferno seja desta maneira, de se voltar um animal, que não posso descrer, haja vista manifestações de pessoas neste espaço democrático que surpreendem também pela chande de se constatar a reencarnação em várias formas de vida, mesmo sendo um retrocesso, fenômeno espiritual comprovado por comentários de acordo com as limitações de suas mentes e incompreensão a respeito do que elas são para si mesmas, inclusive, e por demonstrarem que vivem permantemente em um inferno astral!

    E talvez seja este o maior castigo divino, quando devem se perguntar:
    -E, eu, o que sou, quem reencarnei?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *