Passar o Brasil a limpo

Resultado de imagem para JUSTIÇA COMPRADA CHARGES

Charge do Alpino, reproduzida do Yahoo

Carlos Chagas

O Tribunal de Contas da União nasceu pela iniciativa de Rui Barbosa, maior artífice da Constituição de 1891, que estabeleceu a República. Era para moralizar os costumes políticos dilapidados pelo Império. Nosso segundo presidente da República, Floriano Peixoto, inaugurou a sinecura ao nomear amigos sem qualificação intelectual ou jurídica. Guardadas as proporções, inaugurou-se a queda, com as exceções de sempre. Sucederam-se nomeações vitalícias, com altos vencimentos para  as nomeações até que alcançassem o prazo para as aposentadorias.

Virou moda aproveitar políticos, ex-parlamentares ou não, para gozar sem trabalhar os proventos de carreiras que só terminam com a ida para o cemitério. Por que não extinguir os Tribunais de Contas estendidos da União para os Estados e até os municípios? Vasta economia fariam os cofres públicos com a extinção.

AGORA PIOROU – Cinco dos sete ministros do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro estão na cadeia. Quantos outros mereceriam a mesma sorte, espalhados pelo país inteiro, além daqueles designados para o ápice da pirâmide, no caso do Tribunal de Contas da União?

Quem julgará os julgadores torna-se a principal questão.  O Poder Judiciário, por certo, fechando-se o círculo, porque os ministros dos tribunais superiores e dos tribunais estaduais de Justiça valem-se das mesmas prerrogativas de aposentar-se, agora depois de 75 anos.

Se é para passar o Brasil a limpo, em nome da moralidade pública, melhor que os doutos ministros tivessem mandatos terminativos. Com aposentadorias, é claro, proporcionais ao tempo de serviço.

7 thoughts on “Passar o Brasil a limpo

  1. a novidade não é só no judiciário: temos vários incitatus no senado, não eleitos pelo povo (suplentes), que calígula desconhece; e brasil/roma vai descendo a ladeira…. riinch, oinc…

  2. Na Democracia de verdade o poder tem que ser de fato do Povo. Pois então todos os malfeitores da administração pública têm que ser julgados pelo povo, via júri popular permanente, a custo zero para a população, assim como as campanhas eletivas. Democracia Direta Já, com meritocracia eleitoral. Que venha a RPL-PNBC-DD-ME, porque evoluir é preciso.

  3. Enquanto o povo não sair às ruas e lutar com veemência, se preciso para o país, para acabar com os privilégios escandalosos das burguesias do três poderes, o trabalhador vai continuar trabalhando como escravo, para sustentar essa elite e esse capitalismo selvagem.
    Há a necessidade urgente, que o Brasil seja um só e, não dois Brasis: um da burguesia e outro da plebe

  4. Senhores, o governo acabou de oficiar, Temer sancionou a Lei da escravatura, o Brasil virou uma Senzala, com 220 milhões de escravos, a servir mil amos, encastelados nos palácios de Brasília, tendo a obrigação de entregar 06 meses de seus miseráveis salários, para serem roubados, e morrer na velhice, em situação de miséria absoluta.
    O Brasil está no Caos, Temer e Meirelles, entregando a Soberania da Pátria, aos Bancos e multi, e chego a conclusão, Tiradentes, deste a Vida, para exemplo a posteridade, de uma Nação Soberana, com Liberdade, e o que temos, uma corja traidora, a nos estuprar e vilipendiar os Direitos da Cidadania.
    Acorda Brasil, chega de pesadelo!!
    Que Deus nos acuda.

    • Caríssimo Theo,

      Pois justamente por sermos omissos e desinteressados até por nós mesmos, que esses ladrões no poder fazem o que bem entendem conosco, com o povo!

      Roubam, exploram, violentam, nos tiram direitos, nos condenam à escravatura, nos deixam à mercê da violência, não temos saúde pública e o Ensino é cada vez mais deprimente!

      Fazemos o quê?

      Nada, em compensação nos esbaldamos no carnaval, que bateu recordes de participantes, de foliões, que dançaram até cair, se embebedaram, transaram, agrediram mulheres a torto e a direito, gastaram um dinheiro que nem tinham, muitos se endividaram, mas esses milhões de alienados saíram da festança alegres, aliviados, relaxados, prontos para pagar caro o resto do ano por quatro dias de exageros e inexplicáveis manifestações momescas!

      Diante desta alegria contagiante do povo, que demonstrava a sua felicidade e satisfação com o governo, este aproveitou e ferrou com a população, evidentemente acompanhado de nossos algozes, antes denominados de representantes de seus eleitores no Legislativo, hoje uma corja de ladrões concentrada na Casa do Ladrão!

      E assim, gradativamente, e a cada carnaval, o cidadão vai ficando desnudo, sem direitos, sem poder exercitar a sua cidadania porque até mesmo os tribunais superiores negam ao povo o que está na Constituição, porém alcançando beneplácitos e privilégios para os ladrões parlamentares e membros do Executivo.

      Não, não como ofensa ao povo, como agressão, mas exatamente como demonstração cabal que também sucumbiram à corrupção e à desonestidade como seus cúmplices no Legislativo e Executivo!

      Paulo Bernardo, a mulher do Cabral, os parlamentares ainda à espera de julgamento pelo STF, apesar das provas em quantidade de seus envolvimentos em roubos contra a Petrobrás, as sentenças prolatadas por ocasião do impeachment de Dilma, a proteção de Mendes com Temer, as decisões absurdas de os ladrões cumprirem suas penas em seus palácios residenciais, adquiridos com dinheiro roubado, colocam a Alta Corte no mesmo patamar de descrédito e desconfiança que se tem dos governantes e parlamentares.

      Certamente por não se ter dado conta que está só nesta guerra, onde os poderes são os nossos inimigos, o povo inculto e incauto se esbalda, e não percebe que está sendo fragorosamente derrotado, além de sustentar o bando de criminosos que se uniu para nos extorquir o que nos resta de força de trabalho e tostões que ainda temos nos bolsos.

      Um abraço, Theo.
      Saúde e paz.

  5. Os comentários do Théo Fernandes e do Francisco Bendl são na verdade a situação do Brasil de hoje, estão certíssimos.
    A maioria do povo brasileiro, durante muitas décadas foi levado a alienação, assim sendo, não tem a mínima ideia da crise que estamos atravessando, até pessoas com certa cultura, não percebem.o buraco que estamos enfiado.
    É necessário considerar que passamos 20 anos, sem eleições, sem se discutir política, a educação vem ao longo.dos anos sendo sucateada. O que se pode esperar de um povo nessas condições?

    .

  6. Meus caros, estou com Rui Barbosa: Tenho vergonha de mim, em ser honesto. Essa inversão de valores, que estamos assistindo, os ladrões hediondos, de um Congresso podre, querendo penalizar, os honestos, remendando a Constituição colcha de retalhos, é o fim da picada.
    Como Rui, sua Prece Deus, que essa Tribuna publicou, que fez para Ele, serve a todos nós, e em especial aos Políticos, que não temos, temos politiqueiros a fazer politicagem,
    Essa corja de almas trevosas, dos 3 Poderes, tem garantido o “Ranger de dentes”, no Tribunal da Consciência,
    Que Deus Pai se apiede de nós, para sairmos desse oceano de lama, pacificamente, e proteja Moro e os jovens Juízes, que o tomam, como exemplo.
    O Brasil, tem um destino de ser o Coração do Mundo e a Pátria do Evangelho, para que seja cumprido, depende de nosso Livre Arbítrio na Obra do Bem, para o Brasil ser decente e justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *