Paulo Guedes defende congelar salários e reduzir a carga tributária das empresas

TRIBUNA DA INTERNET | Piada do Ano! Bolsonaro exige de Guedes um ...Pedro do Coutto

O ministro Paulo Guedes encarregou sua equipe de elaborar projeto de lei congelando até dezembro de 2021 as contribuições tributárias das empresas, incluindo o repasse de 20% sobre as folhas de salários destinado ao INSS. Na minha opinião, um absurdo total que, se colocado em prática, explode a receita da Previdência Social. O argumento é fazer com que as empresas passem a admitir empregados, reduzindo assim o índice de desemprego que cresceu no mês de abril, e com isso o país passou a ter 13 milhões de desempregados.

A desoneração das contribuições empresariais terá de ser aprovada pelo Congresso. Da mesma forma que o congelamento dos salários do funcionalismo. Serão duas dificuldades de peso sobretudo em um ano eleitoral.

FASE DE DESGASTE – Além disso, existe uma crise política envolvendo fortemente o governo Bolsonaro. Será difícil para o Palácio do Planalto superar a fase atual de desgaste sobretudo através de medidas que atingem os salários e diminuem o compromisso tributário das empresas. Só em relação ao INSS, reduzir a contribuição dos empregadores significará fechar a Previdência Social. Afinal de contas, tal contribuição hoje é de 20% sobre a folha salarial.

É preciso considerar também que o número de trabalhadores informais está na escala de 30% da mão de obra ativa brasileira.

REGINA DUARTE À DERIVA – Excelente o artigo de Ascânio Seleme, O Globo de ontem, destacando a atuação contraditória de Regina Duarte na Secretaria Especial de cultura. Acrescento uma nova face da questão. Na semana passada o presidente Jair Bolsonaro convidou a atriz para almoçar em Brasília. Não disse que a mesa teria um terceiro personagem, no caso o superintendente da Fundação Palmares. Exatamente a pessoa que Regina Duarte exonerou logo que assumiu. Exonerou mas ele foi reconduzido por ato do presidente da República.

Ao convidar o dirigente da Fundação Palmares criou uma situação de constrangimento para Regina Duarte. Ao mesmo tempo tacitamente revelou uma desconsideração frontal para a atriz. Desconsideração só, não. No fundo, um desprezo pela secretária. Isso porque, como digo sempre, não é suficiente tomar conhecimento de um fato. Mas sim o que esse fato representa.  

CHOQUE DE ILUMINISMO – De repente, é preciso um choque de           Iluminismo para recuperar o Brasil. Numa entrevista a Carolina Brígido, O Globo deste sábado, o ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que nosso país precisa de um choque de iluminismo para se recuperar de forma concreta. Tem razão.

O Iluminismo nos séculos XVII e XVIII reuniu uma extraordinária elite intelectual para mudar a sociedade e suas regras. Desse movimento fizeram parte, Voltaire, Montesquieu e Rousseau, autor de uma obra extraordinária sobre o contrato social.

Realmente, o atual nível brasileiro é muito precário. Basta ver os erros cometidos pelo ministro da Educação Weintraub. Reportagem de Thais Oyama, Folha de São Paulo, revela que o personagem na reunião ministerial de 22 de abril, a mesma que colocou em pontos divergentes Bolsonaro e Sérgio Moro,. o titular da Educação ofendeu todos os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal, usando palavras de baixo calão.; Não preciso dizer mais nada.

6 thoughts on “Paulo Guedes defende congelar salários e reduzir a carga tributária das empresas

  1. O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO, analisando a proposta do Ministro da Fazenda Dr. PAULO GUEDES de reduzir custos para a Empresa Brasileira empregar mais Gente, suspendendo a Contribuição de 20% da Folha de Pagamentos (INSS) até Dez/2021, conclui que isso é muito contra-producente. Tem toda razão, isso “arromba” com a maior fonte de Receitas da Previdência Social.

    Que é necessário aumentar a Lucratividade, no caso evitar a insolvência de milhares de Empresas especialmente Micro, Pequenas e Médias não se tem dúvida, para que elas logo “ativem” o EMPREGO, e a melhor maneira de fazer isso é desencadeando um “Plano tipo o Pró-Brasil” (Mini Plano Marshall) como aventado pelo Ministro da Casa Civil Gen. BRAGA NETTO, (retomada das principais Obras Públicas paradas), e Linha de CRÉDITO “abundante” a baixo Juro, +- 6%aa para as Empresas, liderada pelos Bancos Públicos, especialmente Banco do Brasil e CEF, que felizmente ainda os temos.

    O melhor Financiamento dessas grandes Despesas Públicas, nesta Emergência de Saúde da Pandemia Covid-19, seria mudando a atual Legislação, permitir que o Dpto do TESOURO emitisse os Títulos e o BANCO CENTRAL os comprasse diretamente, creditando os Valores na Conta do Dpto do TESOURO. Com isso se criaria uma “Dívida Pública Especial” na qual o Credor é o BANCO CENTRAL, e o Devedor é o Dpto do TESOURO, ambos de propriedade da União.
    É o que a China atualmente faz continuamente.
    Todos sabemos que um GOVERNO não consegue “Criar Riqueza”, mas pode e deve criar CRÉDITO com o qual se ativa a PRODUÇÃO geradora de RIQUEZA.
    Isso feito com Habilidade e Cuidado, não gera Pressão Inflacionária alguma, como principalmente a China o demonstra.

    Isso a nosso juízo aponta para que lado que devemos ir, e não difere muito da opinião do grande ex-Ministro da Fazenda Dr. HENRIQUE MEIRELLES que disse: Nessa emergência, para salvar o Parque Produtivo Nacional, e naturalmente o expandir, o Governo “Deve emitir MOEDA”.

    • Engraçado, que governo diz que não tem dinheiro e mandou uma pec, mudando a constituição e autorizando o banco central , a comprar 980 bilhões em títulos podres dos bancos e ainda pagando juros sobre esses títulos.

  2. É um plano muito bem elaborado e muito mau executado. Senão vejamos:!!!
    Se o Bolsonaro tivesse emplacado a primeira parte do plano, não haveria distanciamento social em parte alguma do Brasil e já teria ido para a outra dimensão, milhões de cidadãos (teimo em achar que somos) pela característica da infecção, principalmente os idosos. Com este fato, daria segmento a outra parte que é acabar com as aposentadorias e o INSS; de sobra o SUS, depois da limpeza social, também não seria mais necessários e eles teriam uma país maravilhosamente nazista.
    Seria só aparar arestas; como por exemplo dar cabo aos remanescentes das prisões e hospitais.
    Não tem jeito Pedro do Coutto; eles são nazisstas de carteirinha.
    PS: Roberto Jefferson seria o novo Ministro da Justissçça

  3. Entre outros, deixei um ponto importante de fora.
    Provocar e brigar sistematicamente com os chineses que são os fabricantes mundiais de respiradores e hoje vemos a triste situação de se ter que escolher quem vai para o respirador e quem morre.
    Vamos ver um verdadeiro genocídio planejado e executado pelo clã.
    Que está doido para se tornar líder supremo da colônia; só tendo que prestar contas ao irmão do norte.

  4. É uma total falta de humanidade do ministro Guedes. Em plena Pandemia grave, ceifando até agora mais de 10.000 brasileiros, e ele somente preocupado com CNPJ na UTI.
    Pensando na pós Pandemia, já quer reduzir a contribuição dos empresários para a Previdência Social.
    Porque não institui o imposto das grandes fortunas?
    Guedes quer a todo custo acabar com a Previdência Social: inviabiliza-la financeiramente, para implementar o sistema de Capitalização cópia do Chile. Não pense que ele desistiu desse projeto monstro. Para ele, Guedes, o servidor público é um parasita, ocioso e corrupto. Quer acabar com as carreiras do Estado e instituir o primado da iniciativa privada em tudo. Para ele, até às FA são um fardo para a nação. Meu Lucas armadas e Guardas Pretorianas gastariam muito menos e aliviariam o Tesouro para gastar na produção de bens de consumo.
    Trata-se de uma narrativa neoliberal de Estado Mínimo, contra os postulados da Ciência e da Razão. Como muito bem disse, o ministro Luiz Roberto Barroso, precisamos de : “um choque de Iluminismo”, mais ciência, menos achismo, mais Platão, menos Desigualdade social.
    No caminho que está sendo seguido pela equipe econômica, todos os direitos sociais serão retirados e até o SUS não existirá mais, pois o modelo americano no setor da Saúde é o grande sonho do Guedes. Ele pretende substituir a China de trabsformar o Brasil no novo Éden das empresas americanas. Precisa então, preparar o terreno, o quanto antes, por isso, a política de flexibilização generalizada.
    A situação é grave, o horizonte turvo.
    Por isso, um grupo de cidadãos, amantes da Ciência e do Iluminismo já planejam uma mudança para casas no campo, dando a eles mesmos, um Habeas Corpus preventivo, antes da Decretação do AI n 5.
    Quanto a nós, pobres mortais, sem recursos no banco, teremos que esperar os barulhentos greenblock baterem na nossa porta para nos levarem para um quarto escuto qualquer.
    Que fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *