Paulo Guedes imita o chefe Bolsonaro e fala uma barbaridade atrás da outra

Charge do Gilmar Fraga (Gaúcha/ZH)

Roberto Figueiredo

Chega dessa overdose do ministro Paulo Guedes. Ele fala tanto, tanto, que dá munição para ser criticado por todo tipo de comentarista. Não é possível ficar calado diante de tantas incongruências do ministro da Economia. No início do governo, Guedes chegou a enganar aos desavisados. Nos últimos tempos, porém, passou a dar declarações tão disparatadas que parece estar entrando em desequilíbrio mental.

Há alguns dias, mais uma vez deu declarações discriminando a China, justamente a nação que mais importa produtos do Brasil. O novo chanceler, embaixador Carlos França, teve de entrar em cena para evitar nova crise.

ALTAMENTE PRECONCEITUOSO – A imagem que se tinha de Guedes no início do governo já se dissipou. Hoje, está claro que é mestre em dar tiro no pé. Demonstra ser altamente preconceituoso, pois discriminou as empregadas domésticas, que segundo ele viajavam muito para a Disneylândia, num desperdício de dólares.

Conforme mostrou o jornal El País, as palavras de Guedes foram desmentidas pelo exemplo da estudante Gabriella Juvenal Figueiredo. Seu pai, Jerônimo Figueiredo, era porteiro de um prédio de luxo em Ipanema, onde recebeu moradia. A mãe, Maria José Juvenal, trabalhava como empregada doméstica no bairro.

“Teve uma vez que eu estava brincando com outras crianças do prédio quando uma delas, no meio de  conversa sobre viagens, disse: ‘Você nunca vai pra Disney, né? Vocês não têm dinheiro’. Por isso, eu achava que esse negócio de viajar não era pra mim”, diz Gabriella.

UMA ALUNA EXEMPLAR – A jovem carioca mal sabia que seu mundo iria se expandir para muito além do parque de diversões na Flórida —que ela nunca quis visitar.

Prestou vestibular e ganhou uma bolsa para o Curso de Letras na PUC-RJ. Hoje vive em Pamplona, na Espanha, sede da Universidade de Navarra, onde está prestes a concluir mestrado em História da Arte.

“A elite não aceita que a filha do porteiro estude no exterior ou divida a sala da universidade com seus filhos. Infelizmente, tive de aprender a sobreviver ao lado dessas pessoas que te olham por cima do ombro”.

VENDER AS ESTATAIS – Voltando ao trêfego Guedes, o ministro quer vender todas as empresas estatais a qualquer custo, para entregar a seus parceiros nacionais e estrangeiros. Ele e o ministro Tarcísio Freitas, que no leilão mais recente bateu com tanta força que quebrou o martelo, agora lutam desesperadamente para entregar tudo o que puder para empresas estatais da Europa, da Ásia e dos EUA.

Os dois ministros vibraram nos leilões dos aeroportos. Vergonha e falta de patriotismo, de amor pelo Brasil. Isso eles não têm.

Esse ministro Guedes só falava em economizar R$ 1 trilhão anual com a Reforma da Previdência, aquela que tirou direitos dos aposentados. Mas só com os pobres ele é valentão. No Congresso levou tranco e foi emparedado, não conseguiu passar o fim do INSS, para implantar o modelo de Capitalização da Previdência, idealizado pela equipe que integrou no Chile do ditador Pinochet e hoje falido lá. Se vingasse aqui, seria um massacre e o término da aposentadoria.

MAIS UM GENOCIDA – Sobre esse tema, Guedes teve a desfaçatez de declarar que a ciência médica avançou muito, com as pessoas idosas vivendo mais, chegando aos 100 anos, e o governo tem prejuízo, segundo sua ótica desumana, ao gastar com pessoas improdutivas. Disse que o Estado e o SUS não aguentam essas despesas. O que esse ser perverso queria dizer com isso?

O Ministro está com 71 anos. Segundo sua teoria da destruição dos idosos, logo estará está dando prejuízo para o sistema produtivo? Ou não?

Sinceramente, o desempenho desse economista é ruim na gestão e terrível no que se refere à humanidade e ao amor pelas pessoas que já deram muito pelo país.

Eu não esperava viver tanto para ouvir tamanho absurdo, dito por um ministro da Economia. Não acredito em mais nada do que ele fala. Mentiroso contumaz. Aguardo pacientemente o ano de 2022, para esse monstro voltar só ostracismo de onde veio.

17 thoughts on “Paulo Guedes imita o chefe Bolsonaro e fala uma barbaridade atrás da outra

  1. Se o sujeito conviver um certo período com alguém, e se esse alguém, sobretudo, estiver numa posição ascendente, o subalterno, inconscientemente, fica passivo aos aprendizados: consuetudinário (por costumes), ecolálico (por repetições) e por osmose ou “infiltração”. Este último suscita muitas discussões sobre a sua validade.

    • Nem tanto, meu caro! Acontece que o Bolsonavírus também é replicante. Quando um dos ministro não representa uma cópia exata do vírus, no mínimo, será uma variante dele!

      • Tal qual o Lulavírus e o Dilmavírus também são replicantes. Quando um dos ministros não é corrupto como Lula , é incompetente como Dilma. Gado bolsonarista e gado lulista, dois lados de uma mesma moeda !

  2. Enquanto isso, os eleitores-cúmplices do GENOCIDA e seus sequazes tentam posar de TRAÍDOS…

    É muita desfaçatez!

    Um governo liderado por um coiteiro de milicianos que há mais de TRINTA ANOS berra que é a favor da TORTURA, rouba o dinheiro da população e põe seus filhos na quadrilha, vamos e convenhamos, quem votou nesses criminosos ter a cara de pau que fora ENGANADOS…

    É muita desfaçatez!

    • Hoje, entrevistado na página 31/32 do O Globo, o excelentíssimo ministro Guedes, disse que foi ingênuo, ao acreditar que seria muito mais rápido fazer as Reformas. Bem, faltou a ele a visão de conjunto do país.
      Reclama de falta de apoio do presidente e do Congresso, mas, avisa que não abandonará o cargo, pois está preso ao cargo gomo uma rocha. Diz, que está calibrando sua direção na Economia, como se a gestão fosse um simples enchimento de pneu de bicicleta ou de automóveis. Ridículo
      Declara que jogou dois anos na defesa, como se a vida econômica de um país se comparasse a um jogo de futebol, a semelhança das peladas, que ele participava na Zona Sul do Rio, e já naquela época, brigava em campo, querendo ganhar todas. Patético.
      Alega também, o onipotente Ministro da Economia, que CPI é Tribunal de Guerra, nos olhos dos outros é refresco, quando é no governo que ele participa, se torna inconveniente.
      Ele babava e ria da desgraça do
      Collor, da Dilma e do Temer, que enfrentaram CPIs no Congresso. Agora chora, faz mi mi mi e diz que tem que enfrentar a Pandemia primeiro. Por que ele não atuou, com sua influência com o chefe, para comprar vacinas em Massa, oferecida pela Pfizer em agosto?
      O relato dele, Guedes, não bate com os fatos. Inclusive ofertou 300 reais de Auxílio Emergencial ano passado, aumentado por Rodrigo Maia para 600 reais.
      Nesse ano, conseguiu impor o máximo de 300 reais, porque o atual presidente, da Câmara, Artur Lira é mais dócil no embate político em favor do povo mais humilde.
      Então, o ministro Guedes fala muito, mas, entrega pouquíssimo. Seu desempenho no comando da Economia é para lá de sofrível.
      Deve ter tirado muito zero na Escola, principalmente na matéria: Estatística.

  3. Infelizmente Paulo Guedes tem razão. Tive a oportunidade de ministrar aulas para muitos desses infelizes (não todos é claro, mas a maioria) que foram enganados por Lula e Dilma e o conto da carochinha de Universidade para Todos. As turmas eram compostas por bandos de semialfabetizados. O nível de abandono dos cursos era altíssimo……mas o brasileiro gosta de ser enganado. Gosta de acreditar que Deus é brasileiro e que o brasileiro não desiste nunca ! kkkkkkkk

  4. Por coincidência, na mesma semana que saiu mais merda pela boca do Paulo Jegues do que pela bunda de neném, o BTG pactual papou um bloco no leilão da CEDAE. O BTG pactual, do qual ele é sócio fundador

    • Boa Rafael. Isso é motivo suficiente para anular o Leilão. Conflito de interesses.
      Ninguém defende a privatização a toa. O Brasil não merecia uma Elite tão mercantilista, voltada apenas nos seus ganhos pecuniarios. O Brasil é apenas um detalhe nisso tudo. Lamentável.

  5. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Roberto Figueiredo , esquecestes de mencionar que o ministro da economia do Brasil Paulo Guedes , ” ROUBOU E SAQUEOU ” os fundos de pensão dos funcionários das empresas públicas e estatais Brasileiras , mas esta sendo acoitado e protegido pelo Presidente Jair Bolsonaro , que lhes proporciona o famigerado ” FÓRUM PREVILEGIADO ” , ou seja , a impunidade p/usufruir do produto de seus crimes e lega-los aos seus ” FILHOS E NETOS ” , por muitas gerações , enquanto suas vítimas morremos á míngua , pois até a gestão dos recursos da ” PREVIDÊNCIA SOCIAL ” ele quer passar p/os banqueiros Brasileiros e estrangeiros , o primeiro passo ele e seus comparsas já deram com essa tal reforma (criminosa) da previdência social,

    • Deram um tempo nas maldades contra os aposentados. Como são perversos e insensíveis, logo voltarão com novo pacote da maldade. Será questão de oportunidade. Mas, antes de 2022 ou logo depois, se forem reeleitos, virão bom mais restrição de direitos.
      Está no DNA dessa gente do mal.

  6. Ninguém mais falou sobre esse assunto espinhoso do envolvimento dele com os Fungos de Pensão. O poder inibe os julgadores, que são muitos céleres ao punir os pobres, que vão para a cadeia rapidinho. A participação dele foi descartada por falta de provas. Com o fim da Lava Jato, morte anunciada, com a humilhação do Juíz Moro, no cargo de Ministro da Justiça e com o Procurador Dallaganol, tentando gerir um fundo de bilhões arrecadados dos doleiros e delatores, todo mundo está sendo solto. O último foi Eduardo Cunha, aquele que aceitou o impeachment da Dilma e desceu ao fundo da piscina abraçado a ela. Com uma diferença: Cunha amargou a cela de presídio. Pagou o preço da liberdade e fim da carreira política.

  7. Guedes chama os pobres de invisíveis. Para ele, os brasileiros que não pagam impostos não existem na prática.
    Diz, que produziu a maior redução da pobreza em mais de 40 anos. Gente, como ele pode mentir tanto.
    Em relação ao Censo do IBGE, bota a culpa do corte do Censo em 2021, no colo do Congresso, mas, na verdade, sua equipe econômica, orientada por ele não queria expor a realidade negativa, no corrente ano, de olho nas disputas eleitorais de outubro de 2022. Pegou mal, corte das verbas, então, ele afinou seu discurso, culpando os congressistas. Isso ele faz muito bem, com apoio da mídia, inclusive O Globo, que o defende nos jornais e na GloboNews. Não sei por que? O tratamento de estimado ao presidente Bolsonaro e diametralmente o oposto.
    Vá entender essa difícil vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *