Pazuello em pânico! Sua ex-mulher procura a CPI da Covid e se oferece para depor contra ele

Andréa frequenta as redes sociais criticando Bolsonaro

Lauro Jardim
O Globo

A ex-mulher de Eduardo Pazuello, Andréa Barbosa, procurou a CPI da Covid se oferecendo para depor. Andréa enviou um e-mail elencando os pontos que poderia abordar num depoimento sobre atos que têm o ex-marido como protagonista.

A partir do que foi relatado na mensagem, a CPI está avaliando se vai chamá-la. É provável que a decisão final sobre ouvi-la ocorra depois de uma conversa pessoal entre o senador Omar Aziz e Andréa, que mora em Manaus.

A esse respeito, o senador Omar Aziz entrar em contato com esta coluna para esclarecer que, se houver mesmo uma conversa prévia com Andréa, será feita junto com outros senadores.

SERÁ CANDIDATO? – Ainda é tudo muito incipiente, mas se progredir a ideia de Eduardo Pazuello sair candidato a alguma coisa em 2022, não seria no Rio de Janeiro. Mas, sim, no Norte do Brasil. Mais provavelmente, no Amazonas.

Esse protagonismo do general despertou um desejo secreto do comandante do Exército. Em conversas privadas, o general Paulo Sérgio Nogueira não esconde dos mais próximos: quer é que Eduardo Pazuello peça para ir para reserva o quanto antes.

Hoje, Pazuello na ativa é um constrangimento à corporação.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
O general Pazuello deve estar em pânico com esse procedimento de sua ex-mulher. Ela não é fácil e vem marcando presença nas redes sociais com críticas a Bolsonaro, que ela chama de Bozo. É lógico que ela nada sabe a respeito de irregularidades na gestão do general no Ministério da Saúde. Porém, ela conhece a vida pregressa dele na Intendência do Exército, onde fez uma carreira meteórica. Se a CPI não aceitar seu depoimento, é claro que Andréa vai procurar a imprensa. É aí que mora o perigo. E haja Lexotan… (C.N.)

10 thoughts on “Pazuello em pânico! Sua ex-mulher procura a CPI da Covid e se oferece para depor contra ele

    • E Dona Pitta, saiu por cima da carne seca, milhões de dólares no bolso e foi se “esconder” lá na Big Apple.
      Bem longe da carnificina brasileira..

  1. A ex de Valdemar Costa Neto, do PL (Partido do Ladrão), também mostrou para o povo quem era este salafrário.

    A ex de Collor, posteriormente à sua separação, deu entrevistas mencionando atividades estranhas na Casa da Dinda, sobre cultos religiosos nada ortodoxos.

    Enfim, se as mulheres soubessem da força e capacidade que possuem para vencer o homaredo, tanto faz civil, militar e religioso, elas conseguiriam colocar nos trilhos muitas das situações que os responsáveis sequer imaginam como resolver.

    Agora, a ex do general Pazuello conhece as suas táticas e estratégias.
    Ela sabe como abrir o cofre porque conhece o segredo.
    Sabe como ninguém, da conduta do militar fora do horário de expediente.

    Se o general fosse de Infantaria, talvez soubesse como neutralizar o inimigo, mas, ele pertence à Intendência, então desconhece como se combate, como se vai para uma guerra.

    Eu, se o conhecesse, iria sugerir que ele marcasse uma reunião com a ex, lhe propusesse aumentar a pensão, e que ela fizesse uma viagem para Paris, enquanto durar a CPI, com alguns dólares na bolsa para compras.
    Se não tentar essa possibilidade, então que hasteie desde já a bandeira branca, de rendição incondicional!

    Caso desconheça a célebre canção do repertório nacional, ei-la:

    https://www.youtube.com/watch?v=z43iaujDIjM&ab_channel=ROBSONGUIMAR%C3%83ES

  2. A “ex” é sempre mais perigosa do que a “de plantão”.

    Por isso, o saudoso Chico Anysio sempre dizia que “toda ex merece tratamento vip”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *