Pedro Simon se torna o maior defensor da chapa unindo Ciro Gomes e Simone Tebet

Simon deu uma entrevista importante no canal MyNews

Carlos Newton

O jornalista gaúcho Paulo Egídio, da Gaúcha/Zero Hora, mostra que o ex-senador Pedro Simon (MDB), aos 92 anos, tornou-se o maior entusiasta da pré-candidatura da correligionária Simone Tebet à Presidência da República, defende uma aproximação entre a senadora e o presidenciável do PDT, Ciro Gomes.

Simon diz que considera “muito triste” a polarização entre o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL). “Devemos abrir um debate, para que cada um inclua suas ideias e o seu pensamento. São duas candidaturas que representam mais do que Lula e Bolsonaro” — avalia Simon.

FUTURO DO PAÍS – O ex-senador adverte, entretanto, que o propósito é estimular a discussão sobre o futuro do país, e não necessariamente formar uma chapa entre Ciro e Simone. “Não faço conchavos. Só me uno por um projeto de país”, assinalou em entrevista ao podcast do canal MyNews, no YouTube.

Com 70 anos de vida pública no currículo, o ex-ministro, ex-governador do Rio Grande do Sul e ex-senador Pedro Simon (MDB) não economiza elogios para a pré-candidata Simone Tebet e para Ciro Gomes.

“Eu não falei em a Simone ser vice de Ciro, nem em Ciro ser vice da Simone”, disse Simon, ao responder a uma pergunta de um expectador que interagiu durante a live. E complementou: “Eu estou propondo um entendimento dos dois para fazerem a campanha, para debaterem, exporem suas ideias, livre e abertamente. São duas pessoas sensíveis, que têm o espírito democrático, que têm diálogo, verdade, moralidade e seriedade.

LÁ PELAS TANTAS… – Simon disse que, ao contrário de Lula e Bolsonaro, que não vão expor as suas ideias, Ciro Gomes e Simone Tebet poderão ser candidatos até o fim. “Agora, se lá pelas tantas se fizer um levantamento para ver quem fica de presidente e quem fica de vice, poderá assim ser. Mas ninguém vai tirar o direito do Ciro ser candidato a presidente e também o direito da Simone ser candidata a presidente”.

O ex-senador também falou sobre o ex-juiz Sergio Moro, que era sua aposta como candidato alternativo à polarização Lula-Bolsonaro: “Quando ele esteve aqui em casa, eu disse ‘olha, você é um grande nome, você é um bom candidato’. Mas houve muitas complicações”, disse, acrescentando:

“Moro ele cometeu o equívoco de aceitar o ministério da Justiça, convidado pelo presidente da República. Hoje eu acho que ele não deveria ter aceito, mas na época eu era senador e achei que ele fez bem em aceitar. Mas eu ainda defendo a possibilidade do Moro vir compor o governo, para pegar essa área da corrupção.”

###
P.S.
Na entrevista ao MyNews,  o ex-senador Simon comentou que o ex-governador tucano Eduardo Leite é um bom nome para a chapa de Simone Tebet, porém tudo indica que vá disputar novamente o governo gaúcho. (C.N.)

12 thoughts on “Pedro Simon se torna o maior defensor da chapa unindo Ciro Gomes e Simone Tebet

  1. Não vejo grande coisa nisso. Pedro Simon nos aconselha a votar nos dois candidatos que representam a nossa espécie. Os outros dois, a julgar pelo que mostram cotidianamente, ainda precisam de muitos anos para serem classificados como homo sapiens.

  2. Bolsonaro e Lula são conhecidos.
    Lula terminou seu segundo mandato com um índice de aprovação que permitiu transferir sua popularidade à Dilma.
    Bolsonaro tb conhecido está em fim de carreira com índice de rejeição muito superior ao de aprovação.
    Ciro, Tebet e outros terão que rebolar muito para convencer aos eleitores que seus programas serão cumpridos.

    • Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
      DEUS !!!! Perdoe os boçais, pois não sabem aquilo que argumentam. A riqueza provem do município, que está integrado ao estado, que é integrado ao país. Logo, são os municipios e os estados, que bancam a nação. Os princípios de Tributação existentes, teve origem na idade média, onde a nobreza e seus senhores feudais, para financiarem suas mordomias, alem de manter seu feudo, criaram esta estrutura de Tributação. Na realidade,
      não é o Governo Federal que repassa os recurso à municipios e aos estados , é justamente o contrário.

  3. E continua a pregação dos fiéis da Igreja dos Últimos Corruptos da Terceira Via. Coitados dos ex-moristas, sonharam com o paraíso virtuoso e acordaram no colo do CangaCiro e da Simonete com seus Barbalhos, Calheiros, Sarney, Temer, etc. Ô vida, ô azar! 🙂

  4. Pedro Simon , um ícone da política brasileira, não teve a oportunidade de chegar a administrar a Nação , se o tivesse, teria feito com competência e honestamente.

    Quanto a terceira via , ficam nessa lenga-lenga: É Ciro na cabeça , é Simone na cabeça, e assim o tempo vai passando.e quando forem abrir os “zoios” o Ladrão já estará eleit.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.