Perícia contra Cunha fracassa, mas Janot tenta forçar a barra

Carlos Newton

Afinal, o que aconteceu com a tão badalada perícia realizada nos serviços de informática da Câmara Federal pela força-tarefa da Procuradoria-Geral da República, formada por três procuradores, dois peritos e um oficial de Justiça? Aqui na Tribuna da Internet cansamos de cobrar os resultados dessa operação, ordenada no mês passado pelo procurador-geral Rodrigo Janot.

Já tínhamos até esquecido o assunto, diante da variedade e quantidade de notícias importantes no dia a dia brasileiro, mas a Folha de São Paulo resolveu voltar ao assunto, através de reportagem assinada por Ranier Bragon e Aguirre Talento, sob o título “Investigadores têm novo indício que liga Cunha a requerimentos suspeitos”.

Imediatamente republicamos a matéria aqui na TI, porque nesta briga entre Janot e Cunha, não há dúvida, um dos dois está mentindo, e esse tipo de polêmica precisa ser esclarecido de forma cabal, pois não é aceitável que cargos tão importantes como a Procuradoria-Geral da República ou a presidência da Câmara sejam ocupados por autoridades despreparadas (para dizer o mínimo, claro).

CADÊ A PERÍCIA?

Acontece que a matéria “vazada pela procuradoria” para a Folha não trouxe o resultado da perícia, apenas a seguinte indicação: “Investigadores da Operação Lava Jato vão usar como prova contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a informação de que a sua senha digital particular e a da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ) estavam ativas no momento em que foram criados os dois requerimentos suspeitos de terem sido usados para achacar uma fornecedora da Petrobras”.

Mas foi só isso que descobriram? Que os dois computadores estavam funcionando no mesmo momento? E que procuradoria é essa que se diz disposta a acusar o presidente da Câmara com base no fato de o computador dele estar ligado?

Parece brincadeira, mas é o que diz a matéria da Folha, jornal que fez a denúncia original de que os requerimentos suspeitos teriam sido redigidos no gabinete de Eduardo Cunha. Ao que parece, a denúncia perdeu substância com o fracasso da perícia, mas a Folha ainda tenta manter a acusação, porque jornal não pode se retratar, pega muito mal.

RECORDAR É VIVER

O fato é que em abril a Folha revelou que a expressão “dep. Eduardo Cunha” aparece no campo usado para identificar o autor dos arquivos em que foram redigidos os dois requerimentos. Cunha respondeu que este registro seu fora feito um mês depois de a deputada ter apresentado os requerimentos, mas a Folha não se manifestou sobre este importante detalhe, a procuradoria também não.

Acontece que o programa usado nos computadores da Câmara, muito comum em grandes empresas, registra e data tudo que é feito. Se o deputado Eduardo Cunha é realmente um pilantra, conforme diz o procurador Janot, não seria difícil provar que ele foi o verdadeiro autor dos requerimentos, através da perícia na informática da Câmara, pois o programa – repita-se – acusa a data de redação dos textos.

Mas acusá-lo com base no fato de seu computador estar ligado no mesmo momento em que a deputada Solange Almeida operava o dela para encaminhar à Mesa da Câmara os requerimentos suspeitos, francamente, isso demonstra um amadorismo vulgar.

Em qualquer país minimamente civilizado, nenhum tribunal pode esse tipo de prova. Então, como é que a força-tarefa de Janot está entrando nessa esparrela, forçando a barra para acusar Cunha? Que procuradoria é essa? Que país é esse?

Ah, Francelino Pereira, esta tua indagação há de atravessar os tempos, per saecula saeculorum.

22 thoughts on “Perícia contra Cunha fracassa, mas Janot tenta forçar a barra

  1. Caro Carlos Newton,
    Parece que a Folha aderiu ao grupo que tenta salvar a pele de Dilma…pensam que atacando Eduardo Cunha, estarão fortalecendo a presidente…tolinhos….

    • Não só ela, toda a imprensona. Há paralisações em 56 Universidades Federais da Pátria Educadora, e não se publica uma linha. A Globo e agregados só publicam as greve de São Paulo.

  2. O Janot ‘ enagavetado ‘ tornou-se uma vergonha. Esse tipo de pericia nao era para demorar mais de uma semana !
    Enquanto isso ate hoje nao esclareceram nenhun dos novos crimes que o bandido foragido Pizzolato cometeu ao fugir do Brasil. Outra vergonha !

  3. Carlos, o que a Procuradoria quer dizer é que, se a senha pessoal da deputada Solange estava aberta no gabinete dela no momento em que os documentos estavam sendo criados com a senha pessoal do Eduardo Cunha no gabinete dele, isto é um indício de que quem estava usando o computador do Eduardo para criar os documentos não poderia ser a deputada, ao contrário do que Cunha vem afirmando.
    Se a deputada não tiver aberto a sua senha pessoal para ninguém mais, segue-se que não foi ela quem criou os documentos, porque não poderia estar em dois gabimetes ao mesmo tempo.
    Os computadores não registram quem criou os documentos, nem podem, registram apenas sob a senha de quem foram criados os documentos. Por isso é que as senhas devem ser “pessoais e intransferíveis”. Se as pessoas abrem suas senhas pessoais para outras, como o Eduardo Cunha já declarou que fez, perde-se todo o controle e prejudicam-se todas as perícias. A culpa, se houver, de uma dedução falsa não é da perícia, mas da falta de observância (inadvertente ou proposital) das regras de segurança para o uso dos computadores.

    • Desculpe, Wilson, não entendi sua conclusão.

      A perícia constatou apenas que os dois computadores (de Solange e de Cunha) estavam “ativos” (funcionando), no momento que que Solange enviou os requerimentos. Ou seja, a perícia confirma que foi ela quem enviou e apenas acrescenta que o computador de Cunha estava ativo (ligado) no mesmo momento, o que não serve de prova para nada. O programa de computador que eu conheço, e que era usado no BNDES, por exemplo, no início da década passada, registra a data quando você salva o documento. E quando você imprime o documento, seu nome fica registrado no rodapé.

      Se Janot quer apanhar o Cunha, deve colher provas mais robustas. Este “indício” dos computadores ligados não indica nada, cá para nós. Será que Cunha é tão “blindado” assim? E Janot precisa explicar também por que “inocentou” Delcidio do Amaral, que foi citado nas delações com mais firmeza do que Cunha e era diretor da Petrobras no governo Lula, fato que já o coloca como suspeito. Ou não?

      Abs.

      CN

      • Carlos, segundo o que você postou, a perícia confirmou que os dois computadores estavam ligados no momento em que os documentos foram “criados”, e não “enviados”. Se o documento tem gravado o nome de Eduardo Cunha, então foi criado no computador dele, e se no momento desta criação a deputada estava no computador dela, não foi ela quem criou.

        • “Os computadores não registram quem criou os documentos, nem podem, registram apenas sob a senha de quem foram criados os documentos.”

          “Se o documento tem gravado o nome de Eduardo Cunha, então foi criado no computador dele, e se no momento desta criação a deputada estava no computador dela, não foi ela quem criou.”
          … … …
          Não entendi, meu amigo … abraço!!!

          • Significa que, numa rede de computadores como a da Câmara, na qual cada computador para ser acessado pede uma senha, os documentos gerados em cada um têm registrados no arquivo um nome de autor correspondente à senha utilizada. se eu entrar com a sua senha, será registrado o seu nome, não o meu. Se as senhas forem “pessoais e intransferíveis”, isto é, cada pessoa tem sua senha exclusiva, dois computadores em gabinetes diferentes não podem gerar simultaneamente documentos com o mesmo nome do autor, porque o autor não poderia estar ao mesmo tempo em dois gabinetes diferentes. E, se o sistema for bem feito, mesmo que você me passasse a sua senha, se você estivesse utilizando seu computador eu não poderia me logar com a sua senha, no mesmo momento, em qualquer outro..

        • Amigo Wilson, quem escreveu foi a Folha. Vamos reler: “Investigadores da Operação Lava Jato vão usar como prova contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a informação de que a sua senha digital particular e a da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ) estavam ativas no momento em que foram criados os dois requerimentos suspeitos de terem sido usados para achacar uma fornecedora da Petrobras”.

          Não foi possível à perícia saber quando os documentos foram criados. Se tivesse esta conclusão a que você chegou, eles teriam feito um carnaval, é claro. O que a perícia identificou foi o momento em que o requerimento foi recebido pela Mesa, porque isso fica registrado. E nesse momento, as duas senhas estavam ativas. Foi o que a perícia registrou.

          Posso estar errado, mas…

          Forte abraço.

          • Caro Carlos,
            Se a perícia pode dizer que as senhas estavam ativas no momento em que os documentos foram criados, é exatamente porque eles puderam determinar esse momento, que é quando eles foram criados. Perdoe a insistência, você sabe melhor que ninguém que tenho grande respeito pelo que você escreve, é apenas a insistência de quem foi, por muitos anos, profissional de TI. 🙂
            E concordo com você que eles estão nos devendo mais explicações, talvez estejam esperando para não prejudicar o andamento das investigações. Vamos esperar para ver no que dá.
            Um abraço do
            Wilson

    • Ou os dois passam a ser pilantras, Falavigna.

      Se Janot quer apanhar o Cunha, deve colher provas mais robustas. Este “indício” dos computadores ligados não indica nada, cá para nós. Será que Cunha é tão “blindado” assim? E Janot precisa explicar também por que “inocentou” Delcidio do Amaral, que foi citado nas delações com mais firmeza do que Cunha e era diretor da Petrobras no governo Lula, fato que já o coloca como suspeito. Ou não?

      Abs.

      CN

      • Caro CN … Boa tarde!!!

        É FUNDAMENTAL para a DEMOCRACIA desvendar este mistério!!!

        Quem é Cunha??? o investigam, por quê??? ??? o investigam, para quem??? ??? ???

        A VITÓRIA final é do Imaculado Coração de Maria!!! TREMEI, amigos do Dragão da MENTIRA!!! !!! !!! Está acabando o tempo da tolerância!!! Virá a JUSTIÇA!!! !!! !!!

        Abraços do Lionço Ramos Ferreira.

        Arrependei-vos e convertei-vos à VERDADE!!! o tempo se está esgotando!!! !!! !!!

  4. Tu estas a ser advogado de Renan/Cunha ? Qual é a do Sr.? NA SUA ILUMINADA MENTE SÓ NÃO PRESTA O PESSOA DO pt ? E não falar nos escandulos do ant-pt ? És um colunista ou colunista partidário ? Assuma meu caro publicamente a sua posição não fique só faz de conta.

  5. MAV novo no pedaço. Quem foi que falou em PT, sr. Leite? Por acaso Janot e Eduardo Cunha são do PT, oficialmente? E, mais, não creio que o sr. Newton, o colunista, tenha por hábito defender bandidos, sejam eles de que partido forem. Não é isso que se tem visto por aqui.

  6. Estimado DEUSDEDITH LEITE … saudações!

    Quem já leu meus comentários … sabe que sou (pe)emedebista assumidíssimo!!! e que tenho uma visão histórica já compartilhada com os amigos do Blog:
    1 – O Criador nos fez para o Amor!
    2 – HomeMulher retribuiu com a desobediência, incitados pela Dona Serpente!
    3 – Deus estabeleceu uma disputa da Mulher x Serpente!
    4 – Estamos nesta disputa Verdade x Mentira!

    Quem por primeiro mandou na Terra foi Nemrod … em terras da Babilônia – no tempo da caça!!!
    Os reis se sucederam até a Independência Americana com a República Moderna!!!
    A Revolução Francesa de várias fases se pereniza com Napoleão!!!
    A Revolução Russa de várias fases deixa saudades em muita gente!!!

    O Brasil tem sua Revolução, também de várias fases: a Revolução do Rosário de 1964!!! !!! !!! Família Deus Liberdade é nosso lema!!! !!! !!! A Constituição Federal Cidadã de 1988 é a versão definitiva de nossa Revolução … pois foi promulgada sem haver nova revolução!!!

    O PMDB ajudou o PT … só que o PT quer governar sozinho!!! então o PMDB está mostrando as caixas pretas; pois não podemos nos comprometer com a MENTIRA do Dragão!!! !!! !!!

    Fica tranquilo … não havendo MENTIRA – NADA A TEMER!!! !!! !!! kkk KKK kkk snif

    Abraço do Lionço Ramos Ferreira

  7. Carlos Newton, diferentemente de você eu não aposto um “niquel furado” em Eduardo Cunha. Este é daquelas pessoas que nascem criminosas e morrerão criminosas. Se Cunha fosse um criminoso primário tudo já estaria desvendado e provado. Acontece que os cèrebros criminosos praticam seus crimes com tanta perfeição, que muitas vêses torna-se quase impossível prová-los. Gostaria de torcer por bandidos , mas minha formação desde o berço me impedem. Janot está desafiado; tem que provar. Acho que pode provar, ele não está inventando nada. Foi o funcionário demitido por Cunha que o procurou para denunciar o que ele funcionário entendia como crime. O certo é que Collor, Renan e Cunha juntaram-se para destruir ou desmoralizar Janot e se conseguirem tirá-lo do cargo de Procurador Geral da República, “chapanhas serão estouradas”. Janot diz que vai apurar tudo. O final do filme será eletrizante.

    • Desculpe, amigo Aquino, não estou apostando em Cunha. Você entendeu mal o que escrevi. Minhas apostas políticas são em Antonio Reguffe e Carlos Sampaio, tenho reprisado isto aqui.

      Quanto a Janot e Cunha, não troco um pelo outro. É como trocar seis por meia dúzia. Apenas analiso fatos. Como você sabe, fatos existem ou não existem. Não se admite discussão sobre fatos.

      Neste caso, o fato é que Janot flagrantemente está perseguindo Cunha de uma forma errada, primária, boba. Janot revela grande despreparo para a nobreza da função. Quer ser reconduzido por Dilma e se submete a qualquer coisa para conseguir seu intento. Só isso.

      Paz e saúde, amigo Aquino.

      CN

      • Concordo plenamente com o Editor Carlos Newton. A posição e os argumentos são claros e insofismáveis. Trata-se de uma briga pessoal, a chamada de “cachorro grande” na linguagem coloquial, em que brigam, brigam e ninguém tem razão. Os dois lados opostos devem uma explicação a sociedade. A briga entre os dois não tem nada de republicana.

        Agora, tem uma pergunta que não quer calar e nesse particular, Eduardo Cunha tem carradas de razão: Qual a razão de Janot excluir o líder do governo no Congresso, o Se., Delcídio Amaral? Ele deve uma explicação, mas não se manifesta. Não estamos podendo acreditar em mais ninguém neste país. Só pensam em manter seus cargos, todos, infelizmente.

  8. Ah!, Carlos Newton! Quem dera que vc tivesse agido assim com as suas análises sobre o mensalão sob a regência do PR Gurgel, tucano confesso, e do desequilibrado JB, alinhando-se pelo caminho do garantismo constitucional ainda que saiba do notório caráter do Cunha!

  9. Roberto Nascimento, Janot estuda 30/40 anos para responder para responder a Cunha porque não processou Delcídio? Qual lei o obriga a fazer isso? Não existe lógica em teu argumento. O velho ditado diz: Quem não deve não teme. Porque ameaças de Collor, Renan e Cunha a Janot? Porque ameaças tanto a Janot como a Teorizavasck? Janot ficaria desmoralizado se ficasse respondendo a qualquer indagação fora do processo. Quanto a recondução de Janot ao cargo de PGR, não depende só de Dilma, ele terá de pasar pelo senado. Caso eu esteja errada por favor corrija-me.

    • Desculpe por me intrometer, mestre Aquino, mas no caso o procurador agiu com dois pesos e duas medidas. Os “indícios” contra Delcídio do Amaral eram muito mais evidentes do que contra Eduardo Cunha. A meu ver, Janot deveria ter pedido inquérito para os dois, mas deixou Delcídio de fora. Foi a grande falha de seu parecer, além, é claro, de declarar inimputável a presidente Dilma, tese que o relator Teori Zavascki já demoliu, ressalvando que teve de aceitar o pedido de Janot, porque a atribuição de abrir inquérito contra Dilma é da Procuradoria-Geral da República e não do Supremo.

      Saúde, força e paz, Aquino.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *