Pesquisa Datafolha mostra que os extremistas da direita são ameaça à democracia

Resultado de imagem para democracia charges

Charge do Duke (Arquivo Google)

Pedro do Coutto

Pesquisa do Datafolha publicada, hoje pela Folha de São Paulo, revela que 68% do eleitorado brasileiro consideram os atos dos extremistas da direita como ameaça à democracia. Apesar disso, ontem, domingo, representantes dessa corrente de pensamento (extremistas) voltaram a exibir faixas pedindo intervenção militar. Para Igor Gielow, eles prejudicam a imagem do presidente Bolsonaro sob a capa de que o apoiam.

Da mesma forma, o levantamento aponta que 66% consideram os insultos a ministros do Supremo e ao Congresso prejudiciais ao regime democrático. A condenação nesse caso refere-se a fake news e ao uso das redes sociais. De outro lado 31% acham que rais práticas não ameaçam o regime. Este percentual coincide praticamente com a parcela de 32% que consideram o governo Bolsonaro entre ótimo e bom.

O levantamento do Datafolha, desta vez exposto por Mauro Paulino e Alessandro Janone acentua serem legítimos os movimentos em favor da Democracia, de acordo com 81% dos entrevistados. Para 79%, a tortura é um método hediondo de obter confissões.

###
GRANDES EMPRESAS CONTRA O FACEBOOK

Além da Coca-Cola e da L’Oreal, ontem os Starbucks e a Pepsi-Cola aumentaram a pressão contra o Facebook, rejeitando a acolhida a mensagens de ódio, colocações racistas e a divulgação de fake news.

A matéria a respeito é de Glauce Cavalcanti, edição de hoje de O Globo.

###
FONTES DE INFORMAÇÃO E OS CASOS DE PLÁGIO
  

O que aconteceu com o Ministro Carlos Alberto Decotelli vai ao encontro do que sempre digo nesta coluna. As matérias contendo informações obrigatoriamente devem citar a fonte responsável. O ministro Decotelli foi foco de restrição por Franco Bartoluci, Reitor da Universidade de Rosário. Há precedentes. Dilma Rousseff e Wilson Witzel. A respeito de tese de Decotelli, relacionada a uma decisão da Comissão de Valores Mobiliários, a própria CVM lamentou não ser por ele citada como fonte de seu trabalho.

A tese em questão, sobre o BANRISUL, foi defendida na Fundação Getúlio Vargas. Nela aparece Luiz Cesar Gonçalves como orientador. Entretanto em nota dirigida ao Globo, a FGV informou estar pesquisando este fato, porque não encontrou ainda a referência citada.

O professor Thomas Conti vê indícios de plágio. Após pesquisar, afirmou ter encontrado 4200 palavras absolutamente iguais as usadas pela CVM. Além de tudo isso os professores Clovis Machado da Silva, Valeria Silva da Fonseca e Bruno Rocha Fernandes afirmam que o Ministro da Educação publicou com seu nome artigo assinado pelos professores. É por essas e outras que cito sempre as fontes a que recorro, dando também o nome dos autores do texto.

 

7 thoughts on “Pesquisa Datafolha mostra que os extremistas da direita são ameaça à democracia

  1. Com certeza, Pedro Couto!

    Veja esse governo de extrema-direita, por exemplo.

    Já recorreu ao site da transparência alguma vez, da União ou de órgão dos estados?

    Eu faço consulta com frequência, até para embasar o que falo.

    O portal da Transparência do Governo Federal passou por reformulação.
    Agora, tem um absurdo cadastro que precisa ser preenchido.
    Algumas informações, antes que eram de livre consulta, do tipo entrar no site e pesquisar, com esse governo passaram a serem protegidas. Muita informação sumiu do portal. Para ter acesso básico precisa criar um cadastro.

    Só governos corruptos e com vocação totalitária esconde os dados.

    • E detalhe. Entre os termos de uso que você precisa aceitar, o Governo não se responsabiliza por ações hackers que por ventura venham a obter seus dados cadastrados exigidos como CPF, Endereço, Telefone – pasmem, eles pedem isso para desencorajar que cidadão faça valer e exercer seus direitos

    • Quantas ditaduras de extrema direita temos na América Latina? E no mundo? Quantos partidos de extrema direita temos no Brasil? E de extrema esquerda? Claro que comunistas, socialistas, bolivarianistas, não devem ser extrema esquerda pra Folha de São Paulo.

      • Eu disse governos corruptos e com vocação totalitária.

        Você me pediu de extrema-direita.

        Ora, o que foi aquilo na Bolívia, senão um golpe da direita?
        – comprovado recentemente por uma auditoria de instituição norte-americana que não houve fraude nas eleições que teria reconduzido o Índio Evo Morales.

        E a (embora não extrema) direita Chilena de Pinēra que mandou seus carabineiros violenta tem (inclusive sexualmente) manifestantes?
        Desses dois citados, o primeiro é golpista.

        No mundo, podemos citar ascteocracias e ainda Erdogan (Turquia) Orban (Hungria) se quer mais procura um professor de geografia

  2. “FONTES DE INFORMAÇÃO E OS CASOS DE PLÁGIO ”
    O caso do ministro demonstra ingenuidade e imprecisões! Ambas são fatais na política séria. Mas na nossa, é bom esperar.
    Chamou-me a atenção algo que, para a maioria dos brasileiros passou batido: diz respeito a descoberta das “falhas” nas informações curriculares!
    O indicado para o MEC conhece o órgão e, como professor, deve conhece o “ninho de cobras”.
    Por tudo que li e conversas, de muitos anos, são conhecidas as atividades e a forma com que atuam no MEC sindicalistas, classicistas e dirigentes/associados de corporações de professores e especialistas. E não apenas pelos vínculos de formação mas, notadamente, para interferir nos inúmeros setores relacionados a escola pública e universidades.
    Assim, a busca por informações e coleta de dados, preferencialmente, partiram destes “núcleos” poderosos: interesse direito, presentes no local, acesso, tempo disponível e sem grandes sacrifícios.
    O ex-ministro não teve a “clarividência” para entender e perceber como deveria ter agido para implementar as mudanças,os afastamentos e substituições das pessoas. Deu com os burros n’água!
    Por fim, o governo mostra a incompetência ou desleixo na maneira como avalia os convidados.
    Mais um tiro no pé. Pode estar perdendo um atrapalhado que poderia ajudar!
    Fallavena

  3. E o data folha não o é?????
    Ou ele também não é um poder e se faz presente e defende sua posição?????

    O data folha tá precisando urgentemente de uma eleição, na falta ela faz pesquisa até de bronha mal batida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *