Pesquisa do IPSO aponta vitória folgada de Macron contra Marine Le Pen

Resultado de imagem para macron

Macron, de centro-esquerda, será o presidente

Pedro do Coutto

Pesquisa do Instituto, IPSO feita na noite de domingo, aponta vitória de Macron contra Marine Le Pen pela larga margem de 64% a 36% no segundo turno. A matéria é focalizada em reportagem de Hugo Bercito, enviado especial da Folha de São Paulo a Paris. O Instituto IPSO acertou em cheio o resultado do primeiro turno, não só quanto à colocação quanto a posição dos quatro primeiros candidatos. A matéria acentua que os socialistas e a posição de centro-direita foram derrotadas.

O Partido Socialista prejudicado pelo desempenho de François Hollande, valendo frisar que já foi vitorioso nas urnas, não só com Hollande como com Mitterrand. Antes de se eleger presidente, Mitterrand perdeu para De Gaulle no segundo turno nas eleições de 1965. Assim, o recuo dos socialistas é bastante acentuado. As eleições na França são disputadas normalmente por escassa maioria de votos, o que não parece que acontecerá agora se o IPSO estiver certo.

OUTRAS ELEIÇÕES – Hugo Bercito comenta, de 1995 até agora as vitórias de Jacques Chirrac, Nicolas Sarcozy e a mais recente de Hollande. Sarcozy concorreu pelo centro-direita. A França possui uma população de 67 milhões de habitantes e tem um produto bruto de 2,7 trilhões de dólares. Cresceu 1,3% em 2016, registra uma inflação de apenas 0,3%, mas apresenta um índice alto de desemprego na escala de 9,7%. Um detalhe importante assinala a derrota do ex-presidente Sarcozy para François Villon na convenção republicana.

De outro lado a impressão que se tem com a alta das bolsas de valores europeias na segunda-feira deixam assinalado que as correntes conservadoras temem a perspectiva de Marine Le Pen chegar a presidência e receberam com satisfação e tranquilidade a colocação de Macron.

SEM CONCORRER – O desgaste de Hollande foi muito grande, tanto assim que desistiu de concorrer à eleição.

Bercito destaca que as urnas de domingo foram as primeiras na história moderna da França em que nenhum candidato dos principais partidos chegou ao segundo turno. Assim, o eleitorado francês abriu espaço para ascensão de outras forças políticas emergentes. Marine Le Pen enquadra-se menos nessa situação do que Macron uma vez que ela já enfrentou o julgamento popular e seu percentual é praticamente o mesmo do que alcançou domingo. A surpresa, portanto, refere-se ao resultado obtido por Emanuel Macron, que, segundo a pesquisa do IPSO deve transferir sua residência a 7 de maio para os Campos Eliseos.

O voto francês assim rejeitou os extremos, o que não impede o Partido Comunista de apoiar o candidato de centro-esquerda, cujo perfil ideológico rejeita os radicalismos.

4 thoughts on “Pesquisa do IPSO aponta vitória folgada de Macron contra Marine Le Pen

  1. Adquiri uma profunda desconfiança dessas figuras messiânicas que aparecem de tempos em tempos na política internacional, prontas a salvar o mundo de “extremismos”, graças a seus discursos cheios de platitudes vazias.Confesso que acreditei em Obama, quando ele se candidatou pela primeira vez, mas no final ele apenas continuou e expandiu o belicismo e intervencionismo dos Bush e Clintons.
    Agora a mídia quer nos deslumbrar com uma imitação barata de Obama/Tony Blair/”Billary” Clinton, que legaram ao mundo guerras, crise econômica e concentração de riqueza, com confeitos de correção política.
    Quem quiser que se iluda com o ‘gauche caviar’ Macron.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *