Pesquisas, adeus…

Carlos Chagas

O Ibope favorecia Serra, agora aponta Dilma na frente. O Datafolha marcava empate, depois cravou Serra. A Sensus passou de um para a outra, voltou e parou no meio. o samba do crioulo doido? Nem tanto. A concluso surge clara: as pesquisas so inconfiveis pela simples razo de consultarem no mximo trs mil pessoas num eleitorado de 180 milhes. Por mais sofisticadas que sejam as metodologias, no d para aferir sequer as tendncias, quanto mais o resultado das urnas de outubro. Talvez mais tarde, provavelmente s no dia da eleio.

Melhor fariam os candidatos, como tambm os eleitores, se passassem ao largo das pesquisas, considerando-as mera atividade comercial de empresas interessadas no faturamento ou na publicidade para seus veculos de comunicao. Pautar-se pelos nmeros contraditrios ser, para os candidatos, um exerccio dirio de auto-flagelao.

bobagem mudar discursos, alterar o visual e corrigir agendas em funo do que divulgam os institutos. Os comandos de campanha precisariam, mesmo, definir roteiros e diretrizes sem levar em considerao as pesquisas conflitantes, confiando mais nos programas, nas promessas, no passado e no perfil de cada pretendente ao palcio do Planalto. A lio vale tambm para a mdia, que no pode, sob pena de desmoralizar-se, ficar oscilando, dia sim, dia no abrindo maiores espaos e concedendo mais tempo ora para Dilma, ora para Serra.

Apenas uma iluso?

O Supremo Tribunal Federal concedeu trs liminares para candidatos enquadrados na lei da ficha limpa, autorizando-os a registrar-se mesmo tendo sido condenados no passado. Estariam impedidos mas no esto mais, pelo menos se no exame do mrito das aes, a mais alta corte nacional de justia confirmar a medida inicial.

Trata-se da derrocada da nova lei, j chamada de lei Viva Porcina, aquela que foi sem ter sido. A continuar o processo como vai, logo montes de fichas suja estaro sendo beneficiados. O problema no saber se o Supremo desautoriza o Tribunal Superior Eleitoral, porque na Justia essas coisas acontecem. Mais importante verificar a dbcle das esperanas nacionais a respeito da aplicao da lei moralizadora. Se no vai valer, ou se valer muito pouco para as eleies de outubro, quem garante no estar revogada at o prximo pleito? A bandidagem prepara as comemoraes…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.