Pesquisas se repetem: Indecisos, brancos e nulos vencem no primeiro turno

Resultado de imagem para eleitor indeciso charges

Charge do Ivan Cabral (ivancabral.com)

Deu no Poder360

O percentual de eleitores com intenção de votar em branco ou estão indecisos é a mais alta das últimas 5 eleições. Pesquisa CNI-Ibope divulgada nesta 5ª feira (2.ago.2018), mostra que 59% dos brasileiros dizem não saber em quem votar ou vão anular o voto.

O resultado está na pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Eleições 2018 (eis a íntegra), divulgada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). O levantamento foi realizada em parceria com o Ibope.

INSATISFAÇÃO – De acordo com a pesquisa, quando questionados de forma espontânea sobre em quem pretendem votar, 31% dos entrevistados disseram que vão votar nulo ou em branco e 28% não souberam ou não quiseram responder à pergunta.

Já quando foram apresentados a uma lista de candidatos, 59% manifestaram intenção de voto, mas apenas 27% continuaram com a opinião anterior por estarem convictos.

Segundo a CNI, os dados representam a alta insatisfação com a corrupção e o descrédito com a classe política. “O eleitor não encontrou aquele candidato que ele sonha. A decisão vai acontecer muito mais próxima da eleição que nas eleições anteriores. A gente percebe que a maioria dos eleitores não conhece os candidatos e suas propostas. Até entre os que já escolheram candidatos, ainda há alguma indecisão”, afirma o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

VOTOS DE LULA – A pesquisa ouviu 2 mil pessoas entre os dias 21 e 24 de junho, em todo o país, e detalha informações por perfil do eleitor da pesquisa de intenção de votos divulgada em 28 de junho.

Preso e com chances mínimas de poder disputar a eleição, a pesquisa mostra que caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não seja candidato, 55% dos eleitores escolhem 1 outro candidato a presidente, 36% votam branco ou nulo e outros 9% ficam indecisos.

Os pré-candidatos que mais se beneficiam da migração de votos do ex-presidente são Marina Silva (Rede), que fica com 16% dos que votariam em Lula, seguida de Ciro Gomes (PDT), que fica com 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) fica com apenas 5% das intenções de voto à Lula.

HADDAD DECEPCIONA – Fernando Haddad, como candidato do PT alternativo a Lula, fica com apenas 3% dos votos.

Dos eleitores de Lula, o nome de Jair Bolsonaro (PSL) é o mais rejeitado: 41% dos eleitores do ex-presidente afirmam que não votariam no deputado de jeito nenhum.

Lula tem menções expressivas no Nordeste, somando 54% das intenções de voto. Ele sai na frente entre os outros pré-candidatos em municípios com até 50 mil habitantes (40%) e no interior (37%).

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Conforme cansamos de afirmar  aqui na Tribuna da Internet, é uma eleição para ser ganha por um outsider. O ministro aposentado Joaquim Barbosa iria dar uma lavada nos adversários, mas amarelou. No quadro atual, é quase certo que Jair Bolsonaro (PSL) vá para o segundo turno. Resta saber quem será o adversário dele. Pode ser qualquer um, até o “Picolé de Chuchu” que representa o PSDB . (C.N.)

28 thoughts on “Pesquisas se repetem: Indecisos, brancos e nulos vencem no primeiro turno

    • Moro distante dos centros brasileiros de violência. Nesta minha terra de Timbiricica o barulho maior é dos grilos á tarde e o gorgeio dos pássaros nas tardes frescas. Por isso ouvi com estupefação que existe aplicativo da internet para detetar foco de tiroteio diário no Rio. Aplicativo?!…
      Mais estarrecedor do que os crimes hediondos que acontecem noturna e diuturnamente (plagiando a sábia Dilma), é a atitude do povo burro e letárgico que insiste em preferir o ladrão condenado Lula da Silva para presidente. É fato: somos medíocres, fracos, uns bostas verde-amarelos!

  1. Lula, contra o precipício

    Até agora, a maior parcela dos eleitores está com ele (Lula). Votar em um preso, nessa conjuntura, significa um protesto, uma revolta silenciosa, uma forma de derrubar, pela via eleitoral e legal, a malta que saqueia o país e seus cidadãos. Nada a ver com letargia. É uma ideia de futuro que move os eleitores.

    O que ninguém sabe é o que vai acontecer se Lula não estiver na urna em 7 de outubro. Ou se os votos dados a ele forem cassados pela Justiça. As eleições serão consideradas legítimas?

    É certo que um dos objetivos da direita sempre foi afastar o povo da urna. A ideia do voto não obrigatório é uma face desse antigo projeto.

    É possível que a exclusão de Lula da eleição coloque a própria democracia em risco ainda maior. Os golpistas, que jogam o país no precipício, têm poucas semanas para sacramentar sua estratégia. Já os defensores da democracia precisam se unificar em torno da sua: Lula livre! E candidato.

    https://goo.gl/vZYHTW

    • A urna eletrônica tornou impossível votar em não candidatos, como se fazia antes,qdo o Macaco Tião ganhou votos de protesto.
      Querer votar no Lula não é protesto porque ele foi governo por 15 anos. Querer a volta do Lula é querer estagnar o país na corrupção.
      É vergonhoso ver o nome de um corrupto preso sendo avaliado em pesquisas.

    • Caro Alex Cardoso,

      É por demais conhecida a maneira como o PT chegou ao poder em 2002 com Lula na quarta eleição presidencial que disputava. Foi necessário fazer um acordo com as oligarquias e o sistema financeiro. Lembre-se que o vice de Lula na época foi o saudoso José Alencar, do setor empresarial.

      Naquela época vários governos de centro-esquerda estavam em ascensão na América Latina.

      A grande diferença é que os tempos mudaram profundamente.

      Os governos latino-americanos de esquerda foram sendo substituídos, seja por força de golpes militares ou parlamentares.

      No Brasil as oligarquias e o sistema financeiro não quer mais acordo com qualquer tipo de esquerda progressista, por mais moderada que seja como foi até há alguns anos.

      O que eles querem a radicalização do processo atual que deve ter continuidade no próximo governo.

      Essas eleições são apenas para legitimar o governante que será um serviçal do mercado.

      Não se entende mais o que vivemos como democracia, só não está havendo uma ditadura formal.

      E realmente, as elites nacionais e estrangeiras estão pondo o Brasil à beira do precipício.

      A única forma de manter tal situação é através do aumento da repressão, da intimidação e da criminalização de todos os movimentos sociais.

      Está claro que o nome de Lula não estará na urnas em 7 de outubro. Eles não vão se arriscar até esse ponto e devem inviabilizar sua candidatura ainda este mes de agosto logo depois de registrada no TSE.

    • Essa pesquisa que mostra o presidiário em primeiro lugar é paga, e muito bem paga, com o dinheiro roubado e ainda escondido no exterior por esse bandido.

      Pois sabemos que o povo brasileiro não votará jamais em um preguiçoso e desocupado como luiz inácio que está preso porque nunca gostou de estudar e muito menos de trabalhar, por isso deu de roubar até ser pego.

      Deixe de ser otário, e caia na real meu irmão porque senão teu fim será o mesmo desse bandido.

      Passe bem.

  2. O picolé de chuchu representa o PSDB, o DEM , o PP, o Valdemar Costa Neto…até o MDB ele representa. E estou cada vez mais convencido que ele representa o PT também. Ou seja, ele representa o PCLJ (Partido dos Coveiros da Lava Jato).

  3. -Nota da redação perfeita!

    -Ora, se CINQUENTA E NOVE por cento dos brasileiros quisessem votar nos mesmos, nos nomes já conhecidos, não estariam mais indecisos pelo fato deles já conhecerem, de longa data, todos os velhos desses velhas siglas partidárias. Não votarão nem mesmo do deus Lula.

    -Como esses “velhos” conhecidos não são e nem serão novidade, a pesquisa aponta que 59% dos brasileiros não votarão neles.
    -Disso, fica evidente que os indecisos que não anularem o voto, votarão em candidato de fora desse empoeirado SARCÓFAGO POLÍTICO e o único nome novo é o Bolsonaro e seria o Joaquim…

    Abraços.

  4. Após Roda Viva, Bolsonaro tem queda em todos os cenários e aumento de rejeição, diz pesquisa

    Publicado em 3 agosto, 2018 12:52 pm
    Do InfoMoney:

    Bolsonaro oscilou negativamente, dentro da margem de erro, em todos os cenários estimulados de primeiro turno testados.

    Bolsonaro também viu sua rejeição chegar a 57%, o maior patamar já registrado.

    O estudo está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pelo código BR-06820/2018 e tem margem máxima de erro de 3,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo. (…)

    • E o medo? Não vai ser quem deu o golpe em 2016 que vai ganhar esta eleição. Quem deu o golpe na Dilma em 2016, o presidiário Lula da Silva vai continuar preso em Curitiba.

  5. “Fernando Haddad, como candidato do PT alternativo a Lula, fica com apenas 3% dos votos.”. De onde pode-se concluir que Lula ainda tem eleitores. O PT está definhando, dia a dia.
    É uma vitória da parcela correta da sociedade. A próxima será Lula mantido na cadeia e com pena aumentada.
    E, conjuntamente, a responsabilização da diretoria e conselhos da Petrobrás. Ou isto ficará esquecido? Existem, processos em andamento? Se ficar assim será uma porta aberta para outros fugirem das responsabilidades.

    É preciso cobrar um por um e todos!

    Fallavena

  6. João Canabrava Presidente!
    Sem ética o Brasil nao vai pra frente!
    Um bozó incompetente segue na frente!
    Mais 4 anos de atraso pra nossa gente!

    – Vai votar? Em quem??
    – Vou,mito

  7. É fato que essa eleição tende para um outsider, no bom ou no mau sentido. Bolsonaro primeiro, depois Joaquim Barbosa, despontaram com esse caráter. Barbosa desistiu, e Bolsonaro, a medida que vai se expondo e sendo mais conhecido, se despe dessa condição.

    Com 59% de espaço entre o eleitorado, a dois meses da eleição, não é de todo improvável que ainda apareça outro candidato que, num determinado contexto, seja visto como tal. Mas teria de sair entre os que estão no páreo, minimamente viáveis eleitoralmente. E pra mim seria Marina ou Álvaro Dias.

    • A propósito, um dado que ninguém comenta: mesmo com toda a exposição, Ciro aparece sempre atrás da Marina, pelo menos nas pesquisas que eu conheço.

      (E advirto pela cacagesima vez: ainda não tenho candidato).

  8. “Conforme cansamos de afirmar aqui na Tribuna da Internet, é uma eleição para ser ganha por um outsider.” C.N. Não é que seja uma eleição para ser ganha por um outsider, é mais do que isso, me parece uma eleição para a qual a marcha da história do Brasil está pedindo pelo amor de Deus um Outsider, com projeto próprio, novo e alternativo de política e de nação, que aponte o novo caminho para o novo Brasil de verdade. ” Concordo que ” infeliz é o país que precisa de heróis”, porém o fato é que o Brasil jamais, em tempo algum, nunca, precisou tanto de um herói como neste momento histórico, para libertá-l.o das suas velhas amarras impostas pelas velhas heranças malditas, um “Herói”, pois, que passa ao largo das figuras que ai estão sob as luzes da ribalta. O duro é combinar isso com os russo$.

  9. Acho difícil alguém não concordar que o eleitor, em sua maioria, NÃO quer os políticos que estão comandando o país, direta ou indiretamente como aliados. A maioria da população não tem certeza do que quer mas está certíssima do que não quer. Achar que Alckmin ou Ciro ou o poste de lula tem força é coisa de torcedor. No atual quadro só vejo Bolsonaro e Marina como repositórios possíveis deste desejo, ou melhor do não desejo de eleger alguém completamente contaminado com a doença política que causou a metástase social aonde vivemos. Obviamente, a mídia+corruptos os atacam doente e debochadamente ou os ignoram solenemente. Como moscas atrás de estrume eles correram para Ciro, viram que não cabia todo mundo e pousaram no Alckmin, mais palatável. Só não combinaram com os russos.

    • Bolsonaro e Marina, caso tenham um mínimo de juízo, não hesitarão em aderir ao Outsider da ora e ao Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, até para não derreterem igual o picolé de chuchu exposto à luz do sol de verdade com Ela realmente é.

      • Eu tenho de admitir sou mesmo muito burro e ignorante alheio ao mundo, mais agora vou fazer um esforço e me atualizar me responda quem é o novo?
        quem é o alternativo?
        quem é o outsider da ora?
        que eu nunca ouvi falar.
        De que partido?
        vai fazer coligação com quem?
        Já foi em Curitiba pedir bença ao lula?

  10. Boa tarde, Eliane Catanhede acaba de publicar que Marta Suplicy está reunida com Jucá para informar que não será candidata nem a vice na chapa de Meirelles nem ao Senado e que está saindo do MDB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *