Petistas minimizam acusação de Pinheiro e alegam que não há provas contra Lula

Resultado de imagem para carlos zarattini

Zarattini, o líder, teme que Palocci faça delação

Sérgio Roxo
O Globo

Caciques petistas minimizaram os efeitos e a credibilidade da acusação do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O discurso adotado é que o empreiteiro não tem como comprovar a declaração de que o líder petista lhe pediu para destruir provas relacionadas a pagamento de caixa 2 ao partido e a fala ficaria no “dito pelo não dito”.

REUNIÃO EM CURITIBA – A possível delação do ex-ministro Antonio Palocci ainda é vista com mais preocupação no PT e classificada até com um “problema monumental” caso venha a se concretizar. Ao mesmo tempo, a legenda pretende manter a tática do enfrentamento e chegou até a marcar uma reunião de sua Executiva em Curitiba, no dia 3 de maio, dia do depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro no processo sobre o tríplex do Guarujá.

Um outro argumento dos petistas é que Lula, por ser alvo de denúncias há mais de dois anos, teria encontrado um discurso para responder às acusações e já teria sofrido quase todo o desgaste em decorrência da Lava-Jato.

PALAVRA DELE – “Todo delator tem que seduzir o juiz e o Ministério Público, então fala o que querem ouvir. Por isso, ele (Léo Pinheiro) fala em destruir prova porque é crime obstruir a Justiça. Agora, é só a palavra dele” – afirma o líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP). Para o parlamentar, a fala de Léo Pinheiro deve ser vista com ressalva. “Qual a prova do crime? Como ele vai provar essa acusação?” – questiona o líder petista.

Já com relação ao depoimento de Palocci não há consenso dentro do partido. Zarattini acredita que o depoimento desta sexta-feira evidenciou que o ex-ministro quer fazer uma delação. “Pela fala dele, eu acho que é (claro)”.

Já o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), um dos vice-presidentes da legenda, avalia que Palocci não indicou que pretende firmar um acordo de colaboração. “A compreensão de que ele está fraquejando é equivocada. Ele se mostrou altivo. Deixou claro que está disposto a discutir o funcionamento do sistema político”.

PROBLEMA MONUMENTAL – Na avaliação de um outro cacique, porém, a delação do ex-ministro seria um problema monumental para Lula e o PT e também para o sistema financeiro. “Ele quer negociar uma delação, então fala aquelas coisas para agradar: o senhor está fazendo um grande trabalho pelo país etc.”, comentou.

Passados nove dias da divulgação dos vídeos dos depoimentos de delação premiada dos executivos da Odebrehct, a avaliação entre os petistas é que o episódio foi mais danoso para os líderes do PSDB, como os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e José Serra (SP) e o governador Geraldo Alckmin, e para o governo do presidente Michel Temer do que para Lula.

“Antes da lista do Fachin, o PT já tinha pagado 80% do que tinha para pagar. O PSDB e o governo Temer saíram quase do zero. A divulgação complicou demais a vida dos outros e talvez piorou um pouco a do Lula” – avalia um cacique petista.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Na visão do PT, não há provas materiais contra Lula, apenas testemunhais. Ou seja, já não alegam inocência de Lula ou perseguição política, a defesa se resume à existência de provas materiais, que existem no caso do tríplex, que não foi comprado por Lula, mas era dele; no caso do sítio, que não era dele, mas lá não existem quartos nem pertences dos supostos donos, que serão condenados como cúmplices de lavagem de dinheiro, se não fizerem delação; e no caso da cobertura que Lula supostamente alugou, mas nunca houve pagamento ao locador, primo de seu amigo Bumlai. (C.N.)

10 thoughts on “Petistas minimizam acusação de Pinheiro e alegam que não há provas contra Lula

  1. “Ligue o Wi-Fi, Adriana (O Antagonista)

    Brasil 21.04.17 11:17

    Maria Thereza de Assis Moura, do STJ, negou liminar que pedia a suspensão do processo que envolve Adriana Ancelmo. É a mesma ministra que concedeu à ré o direito à prisão domiciliar.
    Adriana, pode ligar o Wi-Fi para ver esta notícia.”

  2. ‘ “SOMENTE OS INCOMPETENTES” advogam em causa própria, devendo o advogado SEMPRE confiar a defesa de seus interesses a um colega.’

    O ex-presidente confia sua defesa a um compadre também envolvido, auxiliado pelo genro, casado com a filha.

    José Dirceu já não se deu bem confiando sem efetivamente confiar totalmente em seus advogados, por se julgar bacharel, talvez.

    Parece que ficam cegados pelo mito do advogado Fidel Castro fazendo sua auto- defesa frente a um tribunal fora do estado democrático de direito.

    A pequena diferença é que aos trancos e barrancos conseguimos alcançar um Estado Democrático de Direito, onde o princípio basilar mínimo, mesmo que limitado, determina que todos devem ser tratados com os mesmos direitos, mas também com os mesmos deveres.

    Daí a incompetência da auto-defesa quando se se é dominado pela emoção ou pelo medo perdendo-se a dignidade, o direito e a decência.

  3. Os Petistas estão minimizando as acusações de Pinheiro para salvar Fernando Pimentel. Sabem que o destino de Lula já está selado.

  4. É o velho chavão dos corruptos: não há provas.
    É evidente, que o criminoso, quando comete uma corrupção tem o cuidado de não deixar provas, mas como todo crime não é perfeito, sempre haverá uma prova ou uma testemunha ocular.

  5. No PT o entendimento é que justiça tem que ser como no jogo do bicho, só vale o que esta escrito.
    Prova testemunhal, só vale se for para a defesa, para a acusação, não tem valor nenhum.
    As 87 testemunhas arroladas, não trarão nenhum documento inocentando o lula, mas para o petismo, vale como prova.
    Acham eles, os petistas, que tem que aparecer algum recibo passado pelo lula, atestando que foi corrompido.
    Pelo grau de conhecimento dele em assuntos ilegais, isso nunca ira aparecer, tanto que o Léo Pinheiro já disse o que foi aconselhado fazer com alguma coisa que tenha sido registrada.
    Eles , os petistas, querem é melar a lava jato, porque se o lula sucumbir, o partido desaparecerá por falta de uma “divindade”.

  6. Hoje em dia aquele que ainda defende a seita lulopetista é:

    – Muito ingênuo; portador de transtornos psicológicos e/ou psiquiátricos diversos; beneficiário (direto ou indireto) dos mais diversos “esquemas” ilegais (ou imorais) distribuídos pela tal seita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *