Petrobras produz na Abreu e Lima e exporta o melhor óleo combustível do mundo

Foto: Heudes Regis/Acervo JC Imagem

Petrobras vai vender a melhor refinaria do mundo

Carlos Newton

Quando critico aqui a política do petróleo adotada por sucessivos governos desde Fernando Henrique Cardoso, sei perfeitamente o que estou falando, não apenas por ter trabalhado no Setor de Abastecimento, que controla as refinarias, mas também pelo apoio de informações dos profissionais do ramo, que estão entre os mais respeitados do mundo.

Sei que tenho razão em expor as contradições do país exportar tanto óleo bruto, tendo falta dos produtos secundários básicos, sobretudo: diesel, gás liquefeito do petróleo e nafta.

EXCELENTE RELATÓRIO – Existe (ou existiu) um relatório do Ministério de Minas e Energia, produzido mensalmente desde 2008, que parou de ser publicado no site desde outubro de 2020 (???) que era um ótimo resumo destes movimentos de importação e exportação do setor petrolífero

(https://www.gov.br/mme/pt-br/assuntos/secretarias/petroleo-gas-natural-e-biocombustiveis/publicacoes-1/relatorio-mensal-do-mercado-de-derivados-de-petroleo/2020 ).

Nele podemos ver o grande volume importado destes fluidos  processados (inclui-se aqui também a importação de gasolina!), enquanto a exportação de óleo bruto cresce bastante, desde a verdadeira autossuficiência de petróleo, alcançada em 2015.

O MELHOR DO MUNDO – Importante adendo, também verificável no que restou do relatório do Ministério de Minas e Energia: o Brasil tem o melhor óleo-combustível (bunker) do mundo, com baixo enxofre, e têm ganho um dinheiro enorme na exportação deste produto de primeira qualidade, que abastece a frota naval do mundo.

As novas legislações ambientais ao redor do mundo impedem o uso de bunker de alto teor de enxofre, o que aumentou o valor do combustível brasileiro (mais limpo), e a produção se adaptou rapidamente para ampliar os volumes e exportar mais.

Na mira da Petrobrás para ser vendida para grupos estrangeiros, a Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, acaba de bater um novo recorde de produção deste incomparável óleo combustível. Ao todo, a unidade registrou um volume de 211.139 m³ do produto em abril, 16,8% a mais que o mês anterior.

PRODUTO DE QUALIDADE – “O óleo combustível produzido na RNEST é utilizado em grandes motores por setores da indústria, termoelétricas e navios. Além disso, o produto serve como matéria prima na formulação do Bunker 2020 – combustível marítimo com baixo teor de enxofre. O produto é exportado principalmente para Cingapura”, detalhou a Petrobrás, em comunicado.

É impressionante que essa criminosa política privatista esteja sendo cometido por um governo paramilitar, com um almirante à frente do Ministério de Minas e Energia e um general no comando da Petrobras.

 A Abreu e Lima é a única refinaria brasileira instalada para processar o petróleo pesado extraído no país, que precisa ser misturado a óleo leve (mais caro), importado pela Petrobras ser refinado em outras unidades para. A “entrega” dos ativos é um crime de lesa-pátria, cometido por militares, vejam a que ponto chegamos.

18 thoughts on “Petrobras produz na Abreu e Lima e exporta o melhor óleo combustível do mundo

      • O Brasil precisa ter em foco as tecnologias do futuro. As secretárias de antanho adoravam as máquinas de datilografia; os computadores usavam cartões para dados e programação; o telefone ficava na esquina; o teletipo era o quente para transmissão instantânea de dados. Pois é, desapareceram. A Kodak dos filmes de foto teve que se reinventar com o sugimento da técnica digital.
        É preciso atentar para a energia limpa e privatizar a petrobras enquanto haja quem a queira comprar.

  1. Caro CN,
    insisto: o petróleo exportado é leve, com baixo teor de enxofre e, às vezes, mais caro que o preço do petróleo internacional.
    Com o advento do pré-sal , o país não necessita importar petróleo leve para processamento em suas refinarias e nem importar diesel e gasolina. As matérias nas mídias continuam equivocadas. Veja só relatório do IBP.

    https://www.ibp.org.br/observatorio-do-setor/producao-importacao-e-exportacao-de-petroleo/

    Veja o relatório da ANP e os verdadeiros motivos da importação de gasolina e diesel, o valor da construção de uma refinaria, a capacidade ociosa das refinarias.

    http://www.anp.gov.br/images/Palestras/DecioOddone_19-04-2018-FGV.pdf

    Uma matéria desatualizada da UOL e no final da matéria uma NT da Petrobras.

    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2021/04/17/por-que-o-brasil-importa-combustiveis-se-e-autossuficiente-em-petroleo.htm

    Por fim, uma notícia da Aepet. Será que vai haver uma investigação séria do porquê da importação de derivados?

    http://aepet.org.br/w3/index.php/conteudo-geral/item/5933-refino-e-importacao-de-combustiveis-sob-investigacao

    abs

  2. Brasil não tem partido de direita, de esquerda, de nada, tem um bando de salafrários que se reúnem pra roubar juntos.
    Diego Mainardi

    • Diego Mainardi?

      Aquele humorista?

      O que este rapaz diz não se escreve. Ele é uma piada de mau gosto produzida pelo que temos de pior no Caldeirão de Costumes e Cultura Nacional.

  3. Nesse relatório citado no texto, vê-se que a utilização da capacidade de produção das refinarias está em média 80%.
    Enquanto isso, importamos gasolina e diesel em nome de uma tal paridade de preço internacional, o que permite a importação dos derivados por empresas privadas, penalizando, desta maneira, nós, o povo brasileiro.

    Uma minoria está ganhando muito dinheiro, enquanto nós, a maioria, como sempre, pagamos a conta.

Deixe um comentário para Armando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *