PF analisa mensagens do advogado de Adlio, mas j constatou que no houve mandante

Deciso sobre quebra de sigilo de advogados de Adelio ser do STF

Zanone recorre OAB para suspender a quebra do sigilo

Patrik Camporez e Andr de Souza
O Globo

A Polcia Federal comeou a analisar o material apreendido no escritrio dos advogados que defendem Adlio Bispo, preso h trs anos por desferir uma facada contra o ento candidato Presidncia da Repblica Jair Bolsonaro, durante a campanha de 2018. Os policiais se debruaram sobre trocas de mensagens, ligaes telefnicas e eventuais e-mails encaminhados ou recebidos a partir do celular do advogado criminalista Zanone Manuel de Oliveira, responsvel pela defesa de Adlio.

A PF tambm esquadrinha as imagens do circuito de segurana do escritrio do criminalista, alm de seus dados bancrios. A princpio, recebemos o inqurito e estamos olhando o material que foi apreendido com o advogado. O que estava suspenso era a anlise do telefone dele. A, pode ter tudo l dentro, informou o delegado Rodrigo Morais, que conduz a investigao.

O INQURITO – Segundo Morais, no h prazo para a finalizao da anlise do material, que est em posse da PF desde o fim de 2018, mas teve sua verificao suspensa por uma deciso liminar do desembargador Nviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1 Regio (TRF-1).

Aberto para investigar o atentado contra o presidente Jair Bolsonaro, at hoje o inqurito no identificou qualquer elemento para sustentar a tese de que Adlio Bispo de Oliveira, autor do crime, tenha agido com a ajuda ou por ordem de outras pessoas, como costuma especular Bolsonaro.

Os policiais j analisaram milhares de imagens e mensagens, assim como dados telefnicos e bancrios dos suspeitos. A concluso da Polcia Federal, de acordo com o que foi apurado at agora, a de que Adlio atuou sozinho. Diversas provas embasam tal concluso.

TRF-1 LIBEROU – No comeo do ms, uma deciso do TRF-1 liberou a continuidade das investigaes. Antes disso, a PF j tinha concludo duas vezes que Adlio agiu por conta prpria em setembro de 2018, quando atacou o ento candidato a presidente durante um evento de campanha em Juiz de Fora (MG).

Faltava apenas quebrar o sigilo bancrio do advogado Zanone, o que foi possvel aps a determinao do TRF-1. A polcia quer saber se ele foi contratado por um terceiro ou se resolveu assumir o caso atrado pela exposio miditica que teria.

A PF destacou na investigao que “de imediato surgiram vrias postagens nas redes sociais apontando outros manifestantes como coautores do crime”, mas ressaltou que “referidas hipteses no se confirmaram”. De acordo com a Polcia, algumas dessas pessoas, alvo de acusaes infundadas na internet, foram espontaneamente prestar esclarecimentos e registrar ocorrncia, uma vez que passaram a ser insultadas, ofendidas e ameaadas nas redes.

OAB VAI RECORRER – Ao Globo, o advogado Zanone Manuel de Oliveira disse que a OAB vai recorrer da deciso que liberou acesso ao contedo do seu celular.

Quem est pagando, e o que o cliente conversa com advogado, so coisas a que o Estado no deve ter acesso. Essa clusula de confidencialidade deve ser preservada. um precedente perigoso no s contra um advogado em si, mas contra a democracia destacou.

J o advogado Fernando Magalhes, convidado por Zanone para compor a defesa, disse ao GLOBO que “no tem conhecimento” de quem, na origem, financia o seu trabalho nesse caso.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
As acusaes contra os advogados so ridculas. O escritrio conhecido em Minas Gerais por se oferecer para defender gratuitamente rus que tenham espao na mdia, visando a conquistar novos clientes. Quanto ao fato de no receberem pagamento, isso e comum na advocacia, chama-se de casos pro bono. sempre bom lembrar que h lendrios advogados, como Sobral Pinto e Jorge Bja, que jamais cobraram honorrios a seus clientes. (C.N.)

6 thoughts on “PF analisa mensagens do advogado de Adlio, mas j constatou que no houve mandante

  1. Curioso que quando verificado que no escritrio de fachada que servia ao abrigo do Queiroz, no houve essa ao de busca, apreenso e vasculha do celular do advogado Wassef, muito mal se deu no local onde a localizao daquele que se furtava para no ser encontrado, com auxlio total daquele advogado que, depois disse que no era nem advogado mais do Bolsonaro e seus familiares lhoa, mas recentemente sempre continuou aparecendo representando ns procedimentos criminais.

  2. O prprio advogado disse que teve alguem que pagou a defesa de Adlio, a vem o Globo diz que no tem. Lembro que o tal advogado disse que quem pagou suas despesas foi uma rede de televiso. Teria sido a …?

Deixe um comentário para vicente limongi netto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.