PF conclui que mensagens atribuídas a Santos Cruz, ofendendo Bolsonaro, eram falsas

General comenta que a falsificação foi  um “banditismo”

Fausto Macedo
Luiz Vassallo
Estadão

A Polícia Federal concluiu que são falsas as mensagens de WhatsApp que levaram à demissão do general Santos Cruz da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro. As mensagens mostravam um diálogo crítico aos filhos de Bolsonaro e a um ‘Fábio’.

À época, o general chegou a afirmar que as mensagens eram falsas e que teriam ocorrido em um horário em que ele estava em voo, e não poderia, portanto, usar o aplicativo WhatsApp. As falsas mensagens eram atribuídas a Santos Cruz e um interlocutor desconhecido, que diz: “Ele é covarde, terceiriza ataque. Idiota”. Ao militar, era atribuída a mensagem: “Sim, é um imbecil, não fala na cara”.

ATAQUES – Alvo de ataques do escritor Olavo de Carvalho e do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Santos Cruz foi primeiro ministro militar a cair, em junho de 2019. No mês anterior à queda, olavistas passaram a se movimentar para derrubar o chefe da Secretaria de Governo.

A partir daí, as redes sociais bolsonaristas postaram a hashtag #ForaSantosCruz, que virou um dos assuntos mais comentados no Twitter. Olavo de Carvalho chegou a escrever: “Controlar a internet, Santos Cruz? Controlar a sua boca, seu m…”

“IR ATRÁS” – Após saber do resultado da investigação sobre as mensagens, Santos Cruz afirmou, em entrevista à GaúchaZH: “Agora é ir atrás de quem fez isso aí”.

###
ENTREVISTA DE SANTOS CRUZ À GAUCHAZH:

O senhor soube que a PF concluiu que as mensagens atribuídas ao senhor, ofendendo o presidente, são falsas?
Ouvi falar, me ligaram para falar. Ainda não recebi o resultado de forma oficial. Bom isso, né? É o que eu sempre disse.

E agora, o que o senhor espera?
Agora é ir atrás de quem fez isso daí, né…Procurar, dentro da lei, identificar esses criminosos. Cabe à PF identificar a autoria e eu verei depois o que vou fazer.

O senhor se sente injustiçado com a demissão do cargo de ministro?
Olha, aconteceram duas coisas distintas. Uma delas é a demissão. Qualquer um pode ser demitido, por questão filosófica, política. É normal que o presidente demita por essas razões. O que aconteceu no caso das mensagens forjadas é banditismo, é um crime. E tem de ser investigado até o fim.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Conforme a TI havia informado, diversas vezes, as mensagens eram uma fraude, porque no horário em que teriam sido enviadas, o general estava a bordo de um avião, na Amazônia, sem poder usar o celular. Ele foi demitido por causa dessas falsas mensagens, mas Bolsonaro não lhe disse o motivo da demissão. Foi uma pena, porque Santos Cruz era um dos grandes quadros do governo. O presidente Bolsonaro deve desculpas a ele. (C.N.). 

9 thoughts on “PF conclui que mensagens atribuídas a Santos Cruz, ofendendo Bolsonaro, eram falsas

  1. Como ficam agora aqueles jumentinhos que relincharam tanto contra o Santos Cruz????

    Olavo emitiu a fatwa e os jumentinhos o atenderam….

    Não ter opinião própria e seguir a manada dá nisso, né quadrúpedes????

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    • Só resta a vocês virar o rosto pro outro lado e passar o largo da matéria, assoviando (ou relinchando) e fazendo de conta que não tem nada a ver com isso….

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

  2. KKK agora para acabar de vez com o governo o boçal precisa se livrar do Moro, o quanto antes possível. E depois do Posto Ipiranga, aí se cerca de puxa sacos e baba ovos, então teremos o governo sonhado pelo boçal. Competência não é coisa bem vinda em mais um governo.

  3. Boa tarde , leitores (as):

    Senhores Fausto Macedo , Luiz Vassallo ( Estadão ) , Carlos Newton e Marcelo Copelli , não esperem pedidos de desculpas por parte do Presidente Jair Messias Bolsonaro ao general Santos Cruz então ” Secretário de Governo ” , pois o mesmo ( Presidente ) revelou-se ser de má-índole e de mal caráter .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *