PF descobriu que ex-ministro e pastor do MEC tinham celulares secretos para se comunicarem

Ministro Milton Ribeiro e o pastor Arilton Moura

Ex-ministro e o pastor se falavam em celulares desconhecidos

Igor Gadelha
Metrópoles

A Polícia Federal descobriu, em escuta telefônica,  que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e o pastor Arilton Moura possuíam telefones secretos para se comunicarem. A descoberta ocorreu durante uma primeira interceptação telefônica autorizada pela Justiça no âmbito da investigação sobre um suposto esquema de corrupção no MEC. E outro dirigente do MEC também tinha celular não-declarado.

 “Foi descoberto que os alvos Milton, Arilton e Luciano (Musse, ex-gerente de projetos da Secretaria Executiva do MEC) possuem números de telefones celulares que até então eram desconhecidos e que devem constar de eventual nova decisão de interceptação”, escreveu a PF em relatório enviado ao Ministério Público Federal, ao qual a coluna teve acesso.

PROVA FUNDAMENTAL – A descoberta levou a PF a pedir a prorrogação da interceptação telefônica dos investigados e o deferimento de interceptação de novos terminais celulares móveis.

No arrastão do MEC, além do ex-ministro e dos pastores apadrinhados pelo presidente Jair Bolsonaro, a Polícia Federal prendeu também Helder Bartolomeu, genro de pastor lobista Arilton Santos, casado com Victoria Camacy Correia Bartolomeu, uma das filhas do pastor que acabou arrastada para o caso.

Como revelou a coluna, Victoria foi a filha de Arilton que oficialmente comprou um carro da esposa do ex-ministro, Myriam Pinheiro Ribeiro. Documentos obtidos pela coluna mostram que o veículo foi vendido pela família Ribeiro a Victoria Bartolomeu por R$ 60 mil, para esquentar dinheiro e  para encobrir propinas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
E Bolsonaro ainda teve coragem de defender o ex-ministro, dizendo que ele vai provar que é inocente. Aliás, nem precisa provar. Se Lula hoje é considerado “inocente”, porque Milton Ribeiro também não pode ser? Aliás, em comparação a Lula, o ex-ministro Ribeiro é um aprendiz em matéria de corrupção enriquecimento ilícito e lavagem de dinheiro. Aliás, Bolsonaro também mostra boa experiência no ramo, com a especialização familiar em rachadinhas e negócios imobiliários em dinheiro vivo. (C.N)

15 thoughts on “PF descobriu que ex-ministro e pastor do MEC tinham celulares secretos para se comunicarem

  1. Tudo invenção da midia comunista. O telefonema do Bolsonaro pro ministro pastor ladrão lá dos EUA , ao lado do ministro da justiça , dizendo que tinha um “pressentimento” que haveria busca e apreensão é coisa plantada pelos comunistas. Vou parar de ver Globo , CNN , ler Folha , Estadão , Globo , etc. Vou ouvir a Jovem Pan e ler a Gazeta do Povo. Aí sim tá o Brasil real , puro , sem corrupção , sem inflação , Deus ,Pátria e Familia. Aleluia , irmãos!!!

  2. Prezado CN,

    Nao entendo a sua fixacão em Lula, em todos os sentidos.

    Para clarificar: Lula foi vítima de uma perseguição política liderada por Sergio Moro, o que levou à anulação dos seus processos na “lava jato” e, quando os mesmos fatos foram reapreciados pela Justiça, todas as acusações foram rejeitadas.

    Existem três momentos relevantes para compreender o histórico dessa perseguição:
    1. Primeiro, Lula foi condenado ilegalmente por Moro nos processos do triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia;
    2. Na sequência, Moro foi condenado pelo STF por ter violado a lei e agido por motivação política nos processos contra Lula;

    Logo, não há espaço para elucubrações maliciosas ou devaneios infaustos. É preciso que se diga com todas as letras que Lula é inocente.

    Não“apenas” presumidamente inocente, como assegura nossa Constituição a todos que não sofreram condenação transitada em julgado, mas reconhecida e declaradamente inocente pela Justiça brasileira e pela ONU (Organização dasNações Unidas).

    O reconhecimento judicial e definitivo pelo STF desse conjunto das práticas abusivas e violações legais cometidas por Moro e seus asseclas são imprestáveis em razão das ilegalidades cometidas por Moro.

    Em outras palavras, o STF entendeu que a condução coercitiva, as interceptações telefônicas e quebras de sigilo decretadas por Moro foram ilegais e, por consequência, todas as provas decorrentes dessas medidas arbitrárias são nulas e devem ser descartadas, conforme o que a teoria jurídica chama de teoria dos frutos da árvore envenenada. Nesse cenário, se a atuação de Moro é a árvore corrompida, todas os seus frutos são juridicamente imprestáveis.

    Seja como for, o que mais chama atenção é que, mesmo atuando arbitrariamente, Moro e seus comandados jamais conseguiram encontrar sequer uma prova, lícita ou ilícita, contra Lula. A verdade é que não existe maior declaração de inocência senão o reconhecimento de que o réu foi vítima de um conluio entre juiz e acusadores,que mesmo atuando à margem da legislação não foram capazes de produzir uma só prova contra o acusado!

    Vale ressaltar que o Comitê de Direitos Humanos da ONU foi além, tendo considerado que a decisão do STF foi correta mas insuficiente para evitar ou repara ras agressões contra Lula, dado que a atuação de Moro violou seu direito a ser julgado por um tribunal imparcial, seu direito à privacidade e seus direitos políticos.

    Assim, além de respaldar o conteúdo da decisão proferida pelo STF, o órgão instou o Brasil a assegurar que quaisquer outros procedimentos criminais contra Lula cumpram com as garantias do devido processo legal e a prevenir violações da mesma natureza no futuro. Ou seja, reconheceu que Lula é inocente e deve ser tratado como tal, reparando-se as arbitrariedades da “lava jato” e tomando-se medidas concretas para evitar que atos da mesma natureza voltem a se repetir.

    ENTENDAM !

    • Prezado Sr. Cleber,
      Até as múmias do Egito sabem que o ladrão é ladrão.

      Só não dou uma gargalhada monumental por respeito ao Sr.

      Que narrativa é essa?

      Nem o elegante, Sr. Alex Cardoso assinaria tal bobagem que o Sr. teve a coragem de escrever.

      O ladrão não é inocente porque ele é honesto, ele é inocente porque os juízes querem!

      É isso!

      Cordialmente,
      José Luis

    • Entendeu CN? Nao sou apenas eu a já ficar incomodado com essa tua fixação com #LULAPRESIDENTE2022. Tem mais pessoas de bom senso. Ainda é hora de honrar tua máquina olivetti e fazer jornalismo de verdade.

  3. Freud explica. CN, teu odio, tua ira, tua sanha louca nessa altura da vida não te faz um araujto do jornalismo nem da moralidade.

    Esse governo que aí está fora também cria de tua sanha, talvez gerada por razões pessoais, (só pode!) contra contra Lula e o PT.

    Bolsonaro e sua curriola é o rebendo de vocẽs da imprensa imparcial e justiceira. Para de vincular o #LULAPRESIDENTE2022 a toda matéria se posta aqui neste panfleto marrom.

    Defendo até a morte o teu direito de expressar opinião ou seja lá o que for, mas quer falar mal do Lula, faz uma matéria sobre o mesmo.

    Com argumentos válidos, verdadeiros, deixa de vincular toda patifaria dos que tu ajudou a eleger com o nome do Lula. Será que teus anos de experiencia não te reclamam uma reflexão profunda e contundente do que estou a escrever.

    Isso não é jornalismo.

    Isso já se tornou pessoal.

    Sorte tua que a audiência disso aqui não é lá essas coisas e só vem gagás sem qi ler estas baboseiras e concordar com as mesmas. Senão tu só passava vergonha.

    Pouco se acha a qui contestando. Eu mesmo deixei de ler isso. Vez por outro venho para ver o que mudou, mas a causa está perdida.

    Aonde foi parar teu espirito e experiência nestes anos todos de jornalismo? Aonde…

    Ante a tudo isso só me resta parafrasear um par teu, jornalista com jota maiúsculo, Neno Cavalcante (in memórian) era o nome do mesmo e perguntar:

    -CN, porque você é desse jeito?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.