Piada do Ano! Bolsonaro alega que não tem como saber o que acontece nos ministérios

Bolsonaro ainda não sabe o que significa ser presidente

Luiz Felipe Barbiéri
G1 — Brasília

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (28) que não tem “como saber o que acontece nos ministérios”, ao comentar com apoiadores o caso da compra da vacina Covaxin. As irregularidades na aquisição de doses da vacina indiana Covaxinra pelo governo federal se tornou o principal tema da CPI da Covid nos últimos dias.

Em depoimento à comissão, o servidor Luis Ricardo Miranda, ex-chefe do setor de importação do Ministério da Saúde disse que identificou suspeitas de irregularidades na compra. Ele e o irmão, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), disseram que alertaram o presidente Jair Bolsonaro, em reunião no dia 20 de março, sobre as suspeitas.

CONFIANÇA NOS MINISTROS – Nesta segunda, ao sair do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse a apoiadores que tem “confiança s ministros” e não sabe de tudo o que acontece nas pastas.

“Eu recebo todo mundo. Ele que apresentou, eu nem sabia da questão, de como tava a Covaxin, porque são 22 ministérios. Só o ministério do Rogério Marinho [Desenvolvimento Regional], tem mais de 20 mil obras”, declarou.

“Então, eu não tenho como saber o que acontece nos ministérios, vou na confiança em cima de ministros e nada fizemos de errado”, completou Bolsonaro.

CRIME DE PREVARICAÇÃO – À CPI, o deputado Luis Miranda contou ainda que, quando fez a denúncia de suspeitas sobre o contrato ao presidente, Bolsonaro reagiu dizendo: “Isso é coisa de fulano”, em referência a um parlamentar. Ele diz: ‘isso é coisa do fulano. [Palavrão], mais uma vez’. E dá um tapa na mesa”, relatou o parlamentar.

Miranda resistiu a apresentar o nome do parlamentar citado por Bolsonaro, mas, ao final de seu depoimento, afirmou que o era o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Senadores da CPI decidiram recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para apresentar uma notícia-crime contra o Bolsonaro.

PREVARICAÇÃO – Os parlamentares alegam que Bolsonaro cometeu prevaricação. Nesse caso, a prevaricação se configuraria, segundo os senadores, pela omissão de Bolsonaro ao não comunicar uma suspeita de irregularidade.

Luis Ricardo Miranda, ex-chefe do setor de importação do Ministério da Saúde, disse que se recusou a assinar um documento (espécie de nota fiscal internacional) da compra da Covaxin, porque, segundo ele, havia suspeitas de irregularidades.

Entre os pontos suspeitos apresentados pro Luis Ricardo estão: 1) preço acima do contratado; 2) números de doses menor que o contratado; 3) documento em nome da empresa Madison, com sede em Cingapura. A fabricante da Covaxin, que consta no contrato, é a Barath Biotech.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Se o presidente não tem como saber o que fazem seus ministros, deveria renunciar, porque é pago justamente para fazê-lo. (C.N.)

21 thoughts on “Piada do Ano! Bolsonaro alega que não tem como saber o que acontece nos ministérios

    • Exatamente, caro Antônio Fallavena. Lula e Bolsonaro, dois lados de uma mesma moeda. Tal qual o gado bolsonarista e o gado lulista, Bolsonaro e Lula são a mesma coisa…só que com sinal trocado.

  1. Será se realmente Bolsonaro está querendo-se eximir? Já pensou, está no comando de um governo, distribuir responsabilidades e altas verbas, para serem subgerenciadas por assessores com o quilate ético dos brasileiros?

  2. Bolsonaro segue imitando/copiando Lula descaradamente.

    Sem qualquer pudor, faz o mesmo que o petista alegando, cínica e hipocritamente, que não tem como saber o que se passa nos ministérios!
    Por acaso não foi Bolsonaro que escolheu seus titulares?

    A verdade é que o atual presidente foi flagrado usando do mesmo expediente de Lula:
    roubar!!!
    E, de modo a se livrar de toda e qualquer dúvida tem sido, desde o início, o divulgador de supostos desvios de dinheiro por parte dos governadores, referentes às verbas que tem liberado para cada Estado no combate à pandemia.

    No entanto, a prática de bilhões de reais desviados das aquisições de vacinas tinha a sua origem exatamente no Planalto!
    E, se foi no Ministério da Saúde, onde a corrupção mais uma vez se impôs, curiosamente o ministro que andava a tiracolo com o presidente era o general Pazuello!!!

    A menos que o rotundo ex-ministro igualmente diga que não sabia do que se passava nas diretorias do ministério que era responsável, o Brasil está diante de uma nova modalidade administrativa:
    Não sei de nada!

    Diga-se, a bem da Justiça, que Lula – sempre ele! – inaugurou essa prática de se defender através da ignorância e desconhecimento, os acontecimentos embaixo de seu nariz.
    Mais ou menos, como se Bolsonaro e Lula tivessem a cada momento alguém que lhes passasse a mão no traseiro.
    Sem querer ter o trabalho de se voltar para saber quem era o ousado ou o agressor sexual, simplesmente se justificam desconhecer o autor!!

    Das duas uma:
    ou gostam de ser acariciados em seus traseiros ou fingem desconhecer o responsável por este ato tão íntimo!

    • Bolsonaro interferiu negativamente na compra de todas as vacinas, menos nós ” produtos” do tratamento precose.
      Justamente com essa convaxin superfaturada, não implicou.
      Muito pelo contrário falou com o primeiro ministro da índia para acelerar a entrega.
      Mas ele não sabe de nada até vir esse deputado. Então ele fala: esse Barros de novo!!!
      Na continuação não faz nada para intervir no imbróglio, ou seja…

  3. Ele nem sabe o que a micheque tá fazendo… quando tá fazendo motociata, então também não deve saber o que os ministros fazem… rsrs

    É corno manso mesmo!

    Pede pra sair!!

    #NATAL SEM BOLSONARO.

    JL

  4. Leão,

    Sem maiores implicações, mas deste o tom da piada do mês de junho, e em alto estilo:
    “Adélio livre”!

    Claro, sabemos que é uma brincadeira, mas adequada e pontual ao momento, diante das 515 mil vítimas fatais ocasionadas pela pandemia, onde uma grande parcela dessas pessoas que faleceram, podemos atribuir sem qualquer receio de se exagerar, ao governo de Bolsonaro!

    Sensacional como poder de síntese, a frase que postaste!
    Não é mais necessário comentarmos os erros, a corrupção, omissões, irresponsabilidades do atual presidente, pois basta registrarmos:
    Adélio livre!

    Pronto, maior protesto que este, só outro episódio igual!

    Abraço.
    Saúde e paz, Leão, Rei da Selva, e também o mais inteligente!

    • O seu comentário duas casas acima, foi feito em bases mentirosas. O Bolsonaro não disse nada disso.
      Você fez um comentário criticando uma coisa que o Bolsonaro nunca disse.
      Leao da montanha é um personagem de Hanna Barbera.

      PS: Tentei postar esse comentário 4 vezes. Meu sistema de segurança dizia que o site é:” Bad”.

    • O caro Bendl. Sempre muito atento. Seu raciocínio certeiro. Incopiável arrojo na escrita.

      Exatamente isso que queria expressar. Faltava o colorido que perfeitamente trouxe.
      Falta, quem sabe, ganhar formas, através de algum grande cartunista.
      Tinham que fazer uma charge representando isso.

  5. Não entendeste patavinas do que alertou o teu sistema de “segurança” com relação ao blog, J.Rubens.

    O teu sistema dizia claramente que, “Bad”, seria o teu comentário, e não a TI!

    Textos como este que postaste são irrelevantes, desclassificam este espaço, e não servem para nada.
    Too bad!

    • O que eu quis alertar ao editor; foi que o site estava sobre ataque hacker. De 0:30 as 2:20 da manha de hoje; estava difícil o acesso, com a informação de “um bom sistema de segurança” de “””Bad gateway 502″””.
      A informação foi para o editor; você não precisa nem me responder; pois além de ser ruim de raciocínio, você ainda costuma levar o debate para ofensas e baixarias.

      PS: E o Bolsonaro não disse nada disso que a imprensa divulgou. Você comentou sobre uma mentira dita pela imprensa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *