Piada do Ano! Meirelles ainda acredita na aprovação da reforma da Previdência

“É questão de tempo e de momento”, diz Meirelles

Idiana Tomazelli
Estadão

Apesar de o governo ainda não ter os votos necessários para fazer passar a reforma da Previdência, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que mantém a confiança na aprovação da proposta. “Acredito que a reforma da Previdência será aprovada. É questão de tempo e de momento”, disse, em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, gravada na última quinta-feira, dia 18, e exibida no início da madrugada desta segunda-feira, dia 22.

A votação da reforma está marcada para 19 de fevereiro, mas mesmo entre aliados do governo há ceticismo sobre a capacidade política de se colocar a proposta em apreciação no plenário da Câmara dos Deputados. Meirelles ressaltou que a aprovação da reforma é um dos pontos essenciais para que o Brasil reverta a trajetória negativa de sua nota de crédito, recentemente rebaixada pela S&P Global Ratings.

CUSTO DO FINANCIAMENTO – A decisão da agência de classificação de risco não teve grande efeito sobre os ativos brasileiros, mas pode ter efeito sobre o custo do financiamento do País. Segundo o ministro da Fazenda, o que os analistas da S&P demonstraram é uma preocupação com três aspectos da economia e da política brasileira – justamente os que devem ser abordados para que o País consiga recuperar a nota de crédito.

“A primeira coisa é a aprovação de todas as medidas fiscais, principalmente Previdência”, disse Meirelles. O segundo ponto é a consolidação do crescimento, segundo ele. O ministro demonstrou confiança na resolução dessas duas questões, inclusive na aprovação das medidas fiscais que estão tramitando no Congresso Nacional e das quais depende o equilíbrio do Orçamento de 2018.

O terceiro ponto, lembrou Meirelles, é que o futuro do País dependerá da proposta e das decisões do futuro presidente da República – cargo para o qual, ressaltou o ministro, a S&P não demonstra preferência de candidato. “O próximo presidente é decisão do povo brasileiro e também questão política”, disse o ministro da Fazenda, que é apontado como um dos presidenciáveis.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA manchete do jornal Valor diz que o Plano B já é votar a reforma apenas em novembro. Ou seja, é outra piada. (C.N.)

11 thoughts on “Piada do Ano! Meirelles ainda acredita na aprovação da reforma da Previdência

    • Falam até na aprovação em novembro depois das eleições.
      Enquanto isso o Temeroso segue livre graças à sua PGR.

      Raquel Dodge está prevaricando e essa atuação da PGR de Temer é inaceitável !

      Raquel Dodge é a Prevaricadora Geral da República !!!

      Já era pra PGR ter feito a 3ª denúncia contra Temer no caso da MP do porto de Santos faz meses !!!

      Mas Raquel Dodge, a Prevaricadora Geral da República, foi escolhida por Temer justamente pra isso: continuar engavetando essa denúncia !

  1. TRF-4 recebeu bola quadrada de Moro.
    Sentença de Moro dá margem para absolvição do petista

    Os três desembargadores que julgarão o recurso de Lula terão desafio inédito na Lava Jato, porque analisarão sentença extremamente contestada por boa parte dos juristas e advogados..

    os três desembargadores receberam uma bola quadrada.

    Diferentemente de casos em que delatores assumiram culpas e apresentaram provas, Lula contesta com argumentos jurídicos consistentes a condenação de Moro.

    Do ponderado Kennedy Alencar

    https://goo.gl/RKmSUR

    O desespero toma conta dos conservadores reacionários extremistas antipovo.. pois percebem que a vitória que antes era favas contadas… cada dia parece não ser assim tão certa…

    Se não for 3 x 0 contra Lula, quero só ver os antipovo pulando das suas varandas gourmet…

    • As pessoas comuns, mesmo quando se dizem a favor do Lula, não duvidam de que ele se aproveitou do cargo em proveito próprio. Apenas acham que ele roubou, mas que de alguma forma teria sido vantajoso pra gente comum. No fundo não são diferentes das pessoas que deram sucessivos mandatos ao Maluf.
      Já esses pretendidos intelectuais cheios de altivez e superioridade moral autoproclamada, que querem negar contra todas as evidências os malfeitos do Lula são intragáveis, como é o caso de qualquer pessoa desprovida de bom senso.
      Lula fez um governo corrupto e causou grandes danos ao país. Nem sua eventual absolvição, casos os julgadores do TRF4 queiram desempenhar o tradicional papel ‘virtuoso’ de proteger criminoso de alto coturno e garantir suas futuras vagas nas cortes superiores de Brasília, vai mudar isso.

    • Conversa de bandido, salafrário e assassino e ainda vem com a expressão típica do petista mamador da nação. “quero só ver os antipovo pulando das suas varandas gourmet. Sim, vamos todos pular da varanda gourmet do triplex do Lulla. Mais de 70% dos cidadãos brasileiros querem o Lulla na cadeia e vem um vagabundo como o Alex Cardoso postar as mesmas mentiras como se alguém fosse acreditar naquilo que o bandidinho escreve.

      • Mas o bandido poderia explicar de onde sai o dinheiro para pagar os honorários, que são grandes e muitos, dos advogados do Lulla. Sim, porque a alma honesta não tem dinheiro, o PT está falido e fazendo vaquinha pra pagar a mortadela e os advogados custam caro, principalmente aqueles que defendem os corruptos e assassinos. E, tem mais: de onde sai o dinheiro que custeia as viagens do Lulla em avião particular? E, depois o meliante vem dizer que o Lulla não roubou, não viu nada bem, alguém tinha um amante rico.

    • Se o Kennedy Alencar fosse ponderado já teria se suicidado. Quando um jornalista chega a escrever tamanha barbaridade é porque já perdeu o senso do ridículo e sabe que vai morrer de fome com a prisão do Lulla. Quem perdeu o rumo e a razão e vive da mortadela não é um jornalista ponderado e sim um infeliz que atingiu a idiotice suprema.

  2. A raiva aumenta conforme as evidências se multiplicam que a operação de caçada a jararaca está apenas fortalecendo as esquerdas e deixando a jararaca ainda mais forte.

  3. Colegas comentaristas,

    Se é pessimismo só o tempo haverá de julgar. Mas é bom ter em mente que o último ano de superávit primário foi 2013. De lá prá cá, todos os anos tem sido de déficit primário. Ou seja, não há economia nem para pagamento de juros da dívida pública interna. Hoje foi manchete na mídia brasileira um déficit da Previdência de R$ 268 bilhões de reais e o déficit primário previsto para este ano é de R$ 159 bilhões. Como não se consegue cortar gastos nem aumentar a arrecadação para cobrir estes valores, não lhes parece bastante sombrio o futuro do Brasil?

  4. Não é um raciocínio errado. É mais fácil aprovar a reforma da previdência após as eleições, os políticos não precisarão fazer média com o povo e o presidente eleito deve apoiar, naturalmente com algumas alterações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *