Piada do Ano: “Não sou nem serei candidato”, afirma Temer sobre reeleição

Temer chamou as acusações contra ele de “pífias”

Gustavo Uribe
Folha

O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira, dia 23, que não será candidato à reeleição neste ano. “Em política, as circunstâncias é que ditam a conduta. E as atuais mostram que não sou candidato. Eu não serei candidato”, disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Perguntado se disputaria outro cargo, no caso para manter foro privilegiado, ele chamou as acusações contra ele de “pífias”. “Não tenho nenhuma preocupação com essas denúncias pífias”, disse. Nos bastidores, contudo, o presidente avalia a possibilidade de disputar a reeleição. Para ser candidato, no entanto, ele sabe que precisa se viabilizar eleitoralmente até maio, prazo que estabeleceu para definir se tentará continuar no cargo.

“JOGADA DE MESTRE” – Temer também refutou que a medida de decretar intervenção federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro tenha tido cunho eleitoreiro. “A intervenção na segurança do Rio de Janeiro é uma jogada de mestre, mas nada eleitoral. Eu sou candidato a fazer um bom governo”, respondeu.

Depois disso, passou a pontuar as realizações de seu governo, nas áreas da economia e da educação. Por fim, declarou que não vai tolerar “sair da Presidência como um sujeito corrupto”. E argumentou que ficará até o fim de seu mandato trabalhando também para defender sua biografia porque se não “em determinado momento isso pega”.

‘PLANO TEMER” – A meta do chamado “Plano Temer”, estruturado pela equipe de marketing do emedebista, é elevar os índices de aprovação para 15% e reduzir os percentuais de rejeição para 60%. Aliados de Temer têm defendido que ele dispute neste ano. A onda de apoios cresceu desde que Temer decidiu intervir na segurança pública do Rio de Janeiro.

Na quarta-feira, dia 21, o presidente nacional do MDB, o senador Romero Jucá (RR) disse que Temer pode, sim, ser o candidato do partido à Presidência. “O presidente Michel Temer é uma opção do MDB para ser candidato à Presidência da República se ele assim entender”, afirmou Jucá.

Também na quarta-feira, Elsinho Mouco, marqueteiro do Palácio do Planalto, divulgou nota em que defende a candidatura. “Não é de hoje que digo a todos com quem converso que um dia eu ainda o veria assumindo um papel maior do que seus adversários gostariam que tivesse”, disse Mouco.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – É mais uma Piada do Ano. Primeiro,  o personal marqueteiro Elsinho Mouco disse que Temer “Já é candidato”. No dia seguinte, o deputado Beto Mansur, vice-líder do governo, amigo e parceiro de Temer nas curvas da estrada de Santos, afirmou que ele é “candidatíssimo”. E agora aparece Temer a declarar, peremptoriamente, que não será candidato. Em quem vocês acreditam. Parafraseando Tim Maia, pode-se dizer que Temer não fuma, não bebe, não cheira nem é candidato, mas às vezes mente um pouquinho… (C.N.)

6 thoughts on “Piada do Ano: “Não sou nem serei candidato”, afirma Temer sobre reeleição

  1. As pífias do pífio trapicheiro Temer…

    O adjetivo pífio lhe cai muito bem:
    Pífio
    adj.
    Diz-se daquilo que é de qualidade inferior, reles, menosprezável ou insignificante, vil, sórdido ou medíocre, de pouco valor.

    O “Alfredo Traz o Neve” que não interessa…

  2. Sorriam.
    POLÍTICA
    PF espera Câmara enviar informações em processo da Lava Jato há mais de cinco meses

    Polícia pediu documentos da CPI da Petrobras que diz serem ‘indispensáveis’ para investigar um deputado. Maia negou pedido alegando que comissão que analisaria o caso estava incompleta.

  3. Newton, tua paráfrase de Tim Maia é espetacular. Serve para “desopilar o fígados como diziam nossos professores”. Até agora estou com uma sensação de riso na face.

  4. Newton, temos mais um candidato na praça: Henrique Meirelles (grana de montão não vai faltar). Acho que você é o indicado para fazer uma análise de quais as chances do futuro candidato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *