Piada do Ano no estilo de Bolsonaro: “Nada não está tão ruim que não possa piorar”…

Mil dias de governo: Bolsonaro faz aceno à economia e se esquiva da pandemia

Bolsonaro lançou a Piada do Ano na festa dos Mil Dias

Por G1 — Brasília 

“Nada não está tão ruim que não possa piorar”, afirmou nesta segunda-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro em discurso durante solenidade no Palácio do Planalto. Bolsonaro fez a declaração na cerimônia de comemoração dos mil dias do governo, à qual estavam presentes ministros e parlamentares da base do governo. 

“Alguém acha que eu não queria a gasolina a R$ 4? Ou menos? O dólar R$ 4,50 ou menos? Não é maldade da nossa parte. É uma realidade. E tem um ditado que diz: ‘Nada não está tão ruim que não possa piorar’. Nós não queremos isso”, afirmou. 

TUDO EM ALTA – Na última sexta-feira, o preço médio da gasolina era R$ 6,09, e, nesta segunda, o dólar é cotado a R$ 5,37. E o contexto do discurso não permite afirmar se, na declaração, Bolsonaro estava se referindo à economia durante o governo dele ou atribuindo a governos anteriores a alta do combustível e do dólar. 

Durante o discurso, momentos antes de se referir ao preço da gasolina e à cotação do dólar, o presidente faz menções aos governos petistas. 

“Se a facada [que sofreu durante a campanha eleitoral de 2018] fosse decisiva naquele momento, é só imaginar quem estaria no meu lugar. O perfil dessa pessoa, o seu alinhamento com outros países do mundo, em especial, aqui da América do Sul, onde nós estaríamos agora?”, perguntou em um trecho da fala, depois de se referir à Venezuela.

SEM CULPA NA CRISE – Em outro ponto, ele se exime de responsabilidade pela situação econômica do país: “Mil dias de governo com uma pandemia que muitos acham que o que acontece hoje no tocante à economia — inflação, preço de combustíveis, de alimentos, entre outros problemas — está acontecendo porque eu sou presidente. E não, em grande parte, pelo que nós passamos e estamos passando ainda.”

No discurso, Bolsonaro também se refere aos anos de governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (entre janeiro de 2003 e maior de 2016): “Você já sabe qual o filme do futuro, porque você viveu 14 anos passados esse filme. E pode ter certeza, não serão apenas mais 14 anos. Serão no mínimo 50. É isso que queremos para a nossa pátria?”.

O discurso culmina com o comentário sobre a gasolina e o dólar: “Nada não está tão ruim que não possa piorar”, afirmou, antes de fazer menção a uma passagem bíblica e encerrar o pronunciamento.

NADA DE GOLPE – Na mesma cerimônia, Bolsonaro também disse que as Forças Armadas não cumprirão eventual ordem dele ou de outro governante considerada “absurda” e assinou a revogação de 892 decretos com normas consideradas desnecessárias por já terem perdido validade ou eficácia. 

No discurso, o presidente afirmou ter se reunido com o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) para discutir formas, na Petrobras, de “diminuir o preço” de combustíveis “na ponta da linha”.

Horas depois, a diretoria da estatal anunciou que manterá a política de preços e ainda anunciou que os combustíveis podem sofrer novos reajustes. Os papéis da empresa, que estavam em queda na Bolsa, iniciaram uma recuperação a tempo de encerrar o pregão em alta de 0,89%. 

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Olha o Bolsonaro aí, gente, confirmando a informação exclusiva da TI, de que levou um tranco do Alto Comando para não falar mais em golpe militar.
Modestamente, demos essa notícia sozinhos, e somente agora, duas semanas depois, é confirmada pelo próprio presidente da República.
(C.N.)

10 thoughts on “Piada do Ano no estilo de Bolsonaro: “Nada não está tão ruim que não possa piorar”…

  1. O Bozo mostra que pouco se importa com o Brasil e os nossos interesses.

    Para os teleguiados que vivem repetindo que o PT está entregando o Brasil, acrescentem também o nome Bozo-Paulo Guedes e sua gangue.

    Sejam coerentes.

    • Nenhuma dúvida, além de muito ruim, está destruindo tudo, a vida, o meio ambiente, a Saúde, a Educação, a Cultura. A reconstrução do país, pós Bolsonaro/ Guedes, vai ser dramática. Não vai sobrar nada, ficarão apenas os fanáticos por ele, o Mito destruidor da alma brasileira
      Quanto ao preço da gasolina, demitiu o Castelo Branco, um zerinho a esquerda da Petrobrás, por causa dos aumentos da gasolina e do diesel. Nomeou o general Luna, que está aumentando mais ainda. Bolso faz cara de paisagem e ainda afirma bisonhamente, que a coisa ainda pode piorar mais um pouco.
      Terrível.

  2. Horas depois, a diretoria da estatal anunciou que manterá a política de preços e ainda anunciou que os combustíveis podem sofrer novos reajustes.

    No fim do Ano e com Papai Noel e tudo o preço da gasolina vai bater nos 10,00 contos….

  3. A dupla Bozo-Paulo Guedes está entregando tudo o que é nosso para interesses estrangeiros!

    Por que ainda tem gente que acha que o Bozo é patriota?!?!?!?!?!?!

  4. Um presidente falar uma coisa dessas, só prova o quanto erramos em votar num cara que é realmente um despreparado para o cargo. Se tivesse hombridade e brio, renunciaria. Na minha opinião ele deve estar falando é do governo dele, que do jeito que é conduzido, sempre pide piorar, o que vem acontecendo desde que assumiu o cargo.

  5. Concordo com o ‘tosco’; é só ele continuar no governo para o que está ruim, ficar pior; muito pior ainda.
    PS: Continuar no governo de forma democrática ou não.

  6. CN,deixa ser vaidoso,a opinião foi desse provinciano com base nos movimentos da FIESP,FENABRAM,e do Min.Gilmar Mendes.
    Foi aí,nesses movimentos que as FFAA concordou.

    Mas tinha que ter uma saida plausível,entrou em cena o Temer, homem confiável do sistema,a CIA que o diga…
    Tudo isso, aconteceu na noite do dia 06/09

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *