Piada do ano! PDT pediu mesmo para anular a eleição, sem apresentar provas

Resultado de imagem para pt e pdt qierem anular a eleição

Charge da Maure (Arquivo Google)

Deu no Estadão

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), do candidato terceiro colocado no primeiro turno das eleições a Presidente da República, Ciro Gomes, apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma ação em que pede a  anulação das eleições sob alegação de abuso de poder econômico e irregularidades na arrecadação e gastos da campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL), o mais votado no primeiro turno.

Os advogados do PDT, citando reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre disseminação de notícias falsas em redes sociais, afirmam que “empresas foram contratadas para disseminar mensagens, via rede social WhatsApp, com o intuito de promover propagada eleitoral denegrindo os oponentes do Sr. Jair Bolsonaro, de modo a favorecê-lo na corrida presidencial”. Segundo o partido, o financiamento da propaganda eleitoral foi constituído de forma ilícita, porque há proibição de doação empresarial, conforme decisão do Supremo. Bolsonaro tem negado as suspeitas.

A ação foi apresentada um dia depois de o Partido dos Trabalhadores ter pedido a cassação da chapa do candidato Jair Bolsonaro, o que também é requerido pelo PDT. Mas o PT não chegou a pedir a anulação da eleição, ao apresentar ação na quinta-feira, 18. Para afirmar que tem legitimidade de propor ação, o PDT diz que seu candidato, Ciro Gomes, foi “eliminado do segundo turno das eleições devido a essa espúria prática de divulgação de fake news”.

RECURSOS DE EMPRESAS – Realçando que é proibido o uso de recursos de empresas, o partido afirma que “contratos firmados entre pessoas jurídicas, a exemplo, da empresa Havan Lojas De Departamentos Ltda – de propriedade de Luciano Hang, é absolutamente ilícito”.

O partido conclui que o abuso de poder econômico macula a essência do voto, tornando prejudicada o resultado das eleições.

“Com alicerce em todas as razões fáticas acima apresentadas, observa-se de maneira cristalina várias condutas ilícitas que visam interferir na vontade do eleitor, desde utilização excessiva de recursos financeiros, coação moral ou uso indevido dos meios de comunicação, através das propagandas irregulares que disseminaram as chamadas fakenews.

PRODUZIR PROVAS – Na ação, o PDT pede que sejam produzidas provas a partir da quebra do sigilo bancário, telefónico e telemático do dono da Havan, Luciano Hang, e das empresas Havan, Yacows Desenvolvimento de Software, CROC Services Soluções de Informática, SMSMARKET Soluções inteligentes; AM4 Brasil Inteligência Digital e Quick Mobile Desenvolvimento e Serviços.

Além disso, pedem que o TSE proíba as empresas de compartilhar mensagens de divulgação relacionadas à eleição. E que todas as empresas e empresários que venham a ser citados no processo sejam obrigadas a disponibilizar relatório contábil, relação de clientes, contratos, notas fiscais e todos os documentos contábeis necessários para demonstração de quais relações jurídicas foram realizadas no período eleitoral.

SEM CONTROLE – O PDT afirma também que, mesmo diante de notícias sobre fake news, os candidatos Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão não teriam feito “qualquer esforço para coibir a prática ou desencorajar estes atos”.

“Muito pelo contrário, no último dia 12, em transmissão em sua página no facebook, o candidato Jair Bolsonaro criticou o Whatsapp pela limitação de encaminhamento de mensagens, sabendo que a restrição era das mensagens irregularmente veiculadas”, diz a ação.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Na democracia, é preciso saber ganhar e saber perder. Mas na cleptocracia à brasileira, tenta-se ganhar a todo custo. Não há nenhuma prova material, consistente. Nenhum candidato tem controle sobre as redes sociais dos outros. O pedido do PDT foi feito para que provas sejam encontradas. Só pode ser Piada do Ano. (C.N.)

20 thoughts on “Piada do ano! PDT pediu mesmo para anular a eleição, sem apresentar provas

  1. A falta de visão do Lupi, e de desconsiderar que a aproximação com o PT seria desastroso, pelo que os petistas hoje representam e são sinônimos, esses fatores têm sido as causas de o PDT diminuir a cada ano, e se transformando em um partido sem expressão nacional.

    Lupi apequenou o partido, tirou-lhe a importância e, o mais grave, aliou-se à organização criminosa chefiada por Lula, ladrão e genocida.

    A candidatura de Ciro em nome do partido teria sido questionável por vários aspectos, em razão da vaidade desse político:
    A sua vontade de ser o representante das esquerdas e de agremiações comunistas, haja vista Brizola jamais ter sido um deles;
    A truculência de Ciro, suas declarações inadequadas e agressivas;
    O abandono pelo PDT da bandeira que sempre identificou Brizola e o antigo PTB, depois PDT, que seria a educação. Ciro jamais comentou sobre a Escola em Tempo Integral de Brizola e Darcy Ribeiro, mas o sucesso seu em Sobral no plano educacional;
    O namoro acintoso de Ciro pelo PT, dando a entender e de forma explícita, que a sigla pedetista seria insuficiente para sua vitória;
    A decisão estapafúrdia de Lupi em ingressar em Juízo tentando cancelar as eleições eliminando Bolsonaro, e querendo repetindo o primeiro turno.

    Erros após erros, restou um PDT perdido, sem identidade própria, um partido que não consegue mais a sua autonomia sem estar aliado à quadrilha chefiada por Lula, ladrão e genocida, e a sigla que foi erguida pelo Brizola sujeitar-se aos caprichos e traições dos petistas.

    Muito antes de Lupi questionar as eleições deveria renunciar, diante dos males que cometeu contra o PDT!

  2. Bendl

    Admiro muito seus comentários. Mas sobre Brizola acho que você comete um equívoco.Foi um péssimo governante para o Rio. (Pai político de Marcelo Alencar, Garotinho, Cesar Maia – coveiros do Rio)

    Lupi foi uma de suas crias favoritas. Sempre esteve atrelado à sua charrete com antolhos especiais.

    No livro de Davi Nasser JOÃO SEM MEDO, tem um capítulo sobre a Fazenda Pangare com a qual Brizola fez uma bela maracutaia (tudo comprovado com fotocópia)

    Com todo respeito, um forte abraço.

    • Prezado Elmir,

      Obrigado por apreciares os meus comentários.

      Por não ser carioca e não residir no Rio de Janeiro, evidentemente que sempre evitei registrar textos com relação ao governo de Brizola.

      No entanto, é indiscutível que a criação do gaúcho e de Darcy Ribeiro ao erguerem os CIEPS, trouxe uma imensa colaboração para o aperfeiçoamento e inovação do Ensino Fundamental, e tratamento adequado e merecido às crianças.

      Pois foi sobre essa iniciativa, Elmir, que citei Brizola, e sei que obtenho a maioria das opiniões favoráveis neste particular.

      Agradeço que tenhas postado as tuas ideias a respeito, pois debates neste sentido enaltecem a TI, e nos aproximam para que ratifiquemos ou retifiquemos nossos pensamentos e conceitos.

      Um forte abraço.

    • O Rio de Janeiro é um caso complicado, se o brizolismo produziu elementos ruins – os exemplos citados acabaram rompendo com Brizola e seguindo para outros partidos – o campo de oposição a Brizola deu ao Rio Moreira Franco e Sérgio Cabral, que dispensam comentários.

    • Os milicos e a rede Globo,jamais encontraram atos em desabono do Dr.Brizola.
      O máximo que poderiam disser,era comunista..
      Esses q.vc citou responde avarios processos.
      Que culpa tinha ou tem o saudoso Dr Brizola.
      Esse “intectuais”,tenha mais respeito a esse GD.vulto da história do Brasil.

  3. O partidinho do canga Ciro está se valendo do Código de Defesa do Consumidor, nele se inverte o ônus da prova, onde cabe ao acusado provar que não errou. Ou cometeu crime eleitoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *