Piada do Ano! Recursos para intervenção dependem da reforma da Previdência

Beto Mansur inventou essa anedota sem graça

Valdo Cruz
G1 Brasília

O Congresso Nacional precisa aprovar a reforma da Previdência Social para resolver a crise fiscal da União e dos Estados e, com isso, garantir recursos para aplicação em programas que restabeleçam efetivamente a segurança pública no país. Caso contrário, intervenções federais no setor, como a feita no Rio, correm o risco de serem medidas paliativas, que podem não assegurar no futuro a tranquilidade da população.

O alerta é do vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), para quem o Legislativo poderia seguir votando a reforma da Previdência, mas sem promulgar a proposta enquanto estiver em vigor a intervenção na segurança do Rio. “A Constituição não pode sofrer emendas durante a intervenção, ou seja, uma emenda constitucional poderia até ser votada, mas não promulgada no período”, disse Beto Mansur.

VOTAÇÃO APÓS DECRETO – O tema será discutido nesta segunda-feira, dia 19, no Palácio do Planalto, em reunião do ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) com líderes governistas. A estratégia é checar se ainda há alguma possibilidade de votar a reforma depois de o presidente Michel Temer decretar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

Reservadamente, a equipe de Temer admite que essa possibilidade é praticamente inexistente. Deputados que já não queriam votar a reforma agora ganharam uma desculpa a mais depois que Temer interveio no Rio. Enquanto a intervenção durar, a Constituição não pode ser emendada.

“Os deputados que estão defendendo a intervenção, e é a maioria da Câmara, estão sendo incoerentes. Para a intervenção ter sucesso no médio e longo prazos, a União e os Estados precisam ter recursos em caixa para bancar programas na área. Hoje, eles não têm. E só terão se a reforma da Previdência for aprovada”, diz Beto Mansur, que é a favor da intervenção federal no Rio.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGEx-prefeito de Santos, amigo e parceiro de Temer, o deputado Beto Mansur é altamente criativo nas piadas, mas desta vez a anedota não teve a menor graça. (C.N.)

8 thoughts on “Piada do Ano! Recursos para intervenção dependem da reforma da Previdência

  1. Tire dinheiro das emendas parlamentares que ninguém sabe para onde vai. Ou, como já sugeriram, tire da verba Partidária. Ou juntes as malas do Geddel, a do Loures e de auxiliares fajutos de deputados e senadores.

  2. ‘Sarta pra lá vaca véia!’

    Moral da História:
    O Governo da Republica Federativa do Brasil, do Presidente aos jumentados (que falam agora mesmo ao microfone na Camara dos Deputados) precisa sofrer URGENTE INTERVENÇÃO!

    IMBECIS, RETARDADOS, BANDIDOS e FACÍNORAS tomaram o Governo.

    INTERVENÇÃO CIVIL E MILITAR JÁ
    Calar esses palhaços e prender TODOS aqueles que cometem delitos contra a sociedade e a Nação Brasileira.
    FACA NA CAVEIRA.

  3. Será que nossos governantes não tem criatividade para reestruturar as receitas da União e acabar com programas eleitoreiros que só servem para cachaceiros tomar cerveja.Não vejo retorno nos programas bolsa família,a não ser criar a dependência e exigir o voto.Um programa que não dá suporte para estimular o emprego e sair da miséria..Tudo sai do bolso do trabalhador e do fundo da sua aposentadoria..Será que há famílias com renda de R$ 85,00 por mês.E o benefício R35,00 por filho até o máximo de cinco.Esta é a solução para extinguir a miséria? Custou aos cofres públicos e principalmente a previdência R$ 30 bilhões de reais em 2017. Por que é o trabalhador que tem de arcar com estes custos assistenciais que deveriam ser obrigação do Estado? Afinal Previdência Social não deveria ser confundida com assistência Social como fizeram crer em reforma promovida pelo PT na primeira mensagem de Lula quando assumiu. tendo ocasionado várias expulsões dentro do partido. Na realidade o bolsa família à meu ver é o mantenedor da miséria e o anzol para pescar votos!

  4. Quem tem boca, fala o que quer e o que não tem nenhuma vergonha na cara, usa o tempo e recursos públicos para isso. Há alguns bons anos atrás se diria que um bom corretivo poderia resolver esta deficiência. Hoje temo que não adiantaria mais. A ausência de senso de ridículo, só faz aumentar o tempo que se levará para diminuir a ausência de credibilidade, como efeito deletério destas cracas no Congresso Nacional.

  5. Reforma, reforma esta é a palavra, Ré. Isto é a Forma de levar o país totalmente para o buraco, ou seja, retroceder. Eu que não sou conhecedor do assunto, mas sei que para onde essa gente pule sempre têm um retrocesso. O Brasil vai pará com Reforma ou sem Reforma da Previdência, devendo 4 trilhões e 600 bilhões, como encontrar dinheiro só na reforma da previdência. Isto é uma mentira cruel para enganar o povo. É bom que o povo faça um trato com os defensores desta reforma que salva tudo e todos, se não trouxer solução como eles dizem, que se confisque todo patrimônio dessa gente, pois chega de porrada no povo. Eles têm que pagar o preço de suas incompetências.

  6. Falei incompetência, mas todos nós já sabemos que de incompetentes eles não têm nada, pois bem sabemos que se dermos uma boa prensa nestes, eles dirão como safar o País do caos que está. Eles sabem jogar com o povo e que o povo comece a jogar com eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *