Piada do Ano! Tema da corrupção deve ficar em segundo plano na campanha eleitoral de Lula

Charge do Junião (Arquivo Google)

Fábio Zanini
Folha

O PT prefere deixar em segundo plano a discussão sobre corrupção na eleição presidencial de 2022, em que provavelmente terá Luiz Inácio Lula da Silva como candidato. O partido se sente mais confiante em tratar do tema após a série de vitórias sobre a Lava Jato, mas sabe que ele é sensível e deve ser muito explorado por adversários.

Na campanha, a tendência é confinar a corrupção ao papel de coadjuvante no arsenal de Lula contra o presidente Jair Bolsonaro, bem atrás das discussões sobre pandemia, economia e ataques às instituições.

MENSALÃO E PETROLÃO – Atingido nos últimos anos por escândalos como mensalão e petrolão, o PT deve ter atitude mais reativa, respondendo se provocado.

“Esse tema certamente será usado pelos nossos adversários. Queremos fazer um debate sobre a verdade. Já vencemos na Justiça e estamos vencendo na política”, diz a presidente do partido, Gleisi Hoffmann.

Além da anulação da condenação de Lula no caso do tríplex de Guarujá e da parcialidade do ex-juiz Sergio Moro, o partido conta a seu favor a absolvição no chamado “quadrilhão do PT”.

COMO SAIR DA CRISE? – “Nossa proposição maior é discutir a vida do povo, como tirar o país dessa crise, melhorar a renda, retomar a soberania nacional. Não nos furtaremos a fazer o debate da corrupção, mas queremos mostrar como esse tema foi utilizado numa estratégia de perseguição política”, afirma Gleisi.

Segundo dirigentes do partido, acusações contra Bolsonaro, como as “rachadinhas” e suspeitas sobre compra de vacinas, devem ser abordadas de forma cautelosa durante a campanha.

Petistas dizem também que é urgente uma autocrítica sobre corrupção – não a cobrada por adversários, reconhecendo envolvimento com desvios, mas um mea culpa do partido por ter explorado muito agressivamente o tema no passado.

AUTOCRÍTICA – “Essa é uma autocrítica que o PT poderia fazer, de ter utilizado a corrupção como arma para desqualificar o oponente. Temos de desqualificar no confronto de ideias, não em práticas udenistas, lacerdistas, porque isso leva a golpe de Estado”, diz o ex-deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), um dos formuladores do partido sobre o tema, fazendo referência aos ataques de Carlos Lacerda (UDN) contra Getúlio Vargas, nos anos 1950.

Há diversos exemplos desse moralismo exacerbado na história do PT. Em 2001, o então publicitário do partido, Duda Mendonça, produziu um famoso comercial denunciando a corrupção no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em que ratos roíam a bandeira do Brasil.

Outra peça da mesma época tinha líderes do partido repetindo em sequência a frase “lutar contra a corrupção e melhorar a vida do povo”.

DEGRADA O DEBATE – Para o ex-ministro da Justiça Tarso Genro, o partido não deveria polarizar demais sobre corrupção em 2022, pois isso “degrada o debate político”.

“Corrupção é um tema importante, mas não o principal. Pandemia, milícias e deterioração das políticas sociais são mais relevantes hoje”, afirma.

Segundo Tarso, o debate interno no partido sobre corrupção mudou muito. “Mudou por uma questão estrutural no centro da discussão democrática. Há uma campanha da direita no mundo de que os políticos são essencialmente corruptos, de que o Estado é corrupto”.

ESTRATÉGIA DEFINIDA – Apesar das vitórias na Justiça, o PT ainda tem flancos abertos que deverão ser explorados por adversários. Não desapareceram, por exemplo, a delação do ex-ministro Antônio Palocci (Fazenda), a relação promíscua com empreiteiras e o dinheiro desviado da Petrobras para o exterior.

Contra isso, já há uma espécie de discurso montado para rebater os ataques que devem vir de adversários. O roteiro inclui, além das críticas à Lava Jato, o argumento de que os governos Lula e Dilma Rousseff deram independência e condições materiais para a Polícia Federal e o Ministério Público trabalharem sem pressões.

O PT também deve lembrar de medidas como a criação da CGU (Controladoria Geral da União), a aprovação da Lei de Acesso à Informação e o fortalecimento da legislação contra a corrupção.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – O PT quer fazer do limão uma limonada, mas é claro que não há estratégia capaz de justificar o maior esquema de corrupção do mundo, em duas versões (mensalão e petrolão), as mordomias garantidas à amante do presidente da República, e o enriquecimento ilícito dos filhos e de dona Marisa, que ao morrer deixou 12 milhões aplicados. (C.N.)

13 thoughts on “Piada do Ano! Tema da corrupção deve ficar em segundo plano na campanha eleitoral de Lula

  1. O tema corrupção está superado. Foram 10 anos de investigação dos líderes e familiares do PT.
    Nada foi provado, para o Mensalão foi inventada a “Teoria do Domínio do Fato” , sem apresentarem o FATO.
    Para o Petrolão, inventaram a Lava Jato, que arrolou a si o Lula, sem relação com a Petrobras. Para condenar já que não encontraram nenhuma prova inventaram um Triplex sem Escritura, sem IPTU, e sem condomínio!
    Acredito que antes de 2022, Moro e Dalagnol sentarão no banco dos réus para uma boa explicação de como foram convencidos para condenar sem prova!

    • Lá vem o Grêmio Recreativo Escola de Ladrões Acadêmicos do PT com seu enredo: “Roubamos Sim. E daí” ?

      No abre alas enfeitado com os 11 caminhões roubados do Planalto vem os que pagaram o aluguel para que ninguém soubesse onde estavam até ser descobertos pela PF.

      O mestre sala da Odebrecht se apresenta elegantemente com a porta bandeira e demonstram alegria pelo valor devolvido ao povo brasileiro.

      Mais adiante vem a bateria vestida com o dinheiro roubado do BNDES e tocam desordenadamente pois só receberam um sanduíche de mortadela e se mostram cansados de bancar os basbacas para a elite esquerdista dançar embriagada pelo poder.

      Depois aparecem várias alas debochando dos desfalques dados na Petrobrás, Eletrobrás, Correios e muitas outras Bras.

      O pinguço luiz Inacio, cambaleante, deixa momentaneamente o desfile para tomar mais uma, e dá uma entrevista e aproveita cobra uma propina do entrevistador.

      As outras alas inspirada pelo enredo assaltam o público e entrega parte ao cachaceiro caracterizando rachadinha em pleno desfile.

      No final do desfile aparece a polícia e prende todos os integrantes mas são obrigados a solta-los porque já desfilaram com os HC nos bolsos e o STF já estava avisado.

      Contudo perdem as eleições e não poderão mais roubar porque o anjo bom Simone Tebet foi a vencedora e a mandou para o inferno o PT e seus anjos maus.

  2. Estratégia de mestre! Por mais que a Justiça já tenha inocentado Lula, em grande parte, porém, devido ao linchamento que a mídia promoveu desmedida e até irresponsavelmente sobre o tema, vai ser difícil os petistas demoverem a mácula de partido corrupto.
    Logo, trazer à baila essa questão como discurso preferencial, pode significar, abastecer os oponentes daquilo que eles mais querem: o recozimento de uma história não muito clara, até hoje!

  3. Manifestantes protestam contra o governo em Cuba
    Pandemia do novo coronavírus mergulhou Cuba em sua pior crise econômica em 30 anos. Manifestantes gritaram “Liberdade”, “Pátria e vida”, “Abaixo a ditadura” e “Não temos medo”. Há corte de eletricidade, longas filas para conseguir alimentos e escassez de medicamentos. Presidente de Cuba diz que manifestantes são de setores ligados aos EUA.
    Por G1

    11/07/2021 20h13 Atualizado há 17 minutos

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/07/11/manifestantes-protestam-contra-o-governo-em-cuba.ghtml

  4. Mas como?
    Os petistas não se cansam de dizer que não houve corrupção?

    Inclusive o nine foi inocentado.

    A Marisa ganhou grana honestamente trabalhando na Avon.

    A rosimeire JAMAIS foi investigada.
    Ela era uma santa!!

    O lulinha, o grande ronaldinho dos negócios

    Realmente estamos cercados de loucos.

    Ou somos nós os loucos que assistimos a toda esta merda sem nos mexer?

    JL

  5. Hahahaha…
    Autocrítica do PT, o errôneo foi ter roubado, foi um dia fingir ser anticorrupção.
    E tem gente que quer que levemos esse lixo a sério.

  6. Boa noite , leitores (as):

    Senhores Carlos Newton e Marcelo Copelli deve ser o maior ” BARATO E ENGRAÇADO ” assistir um debate entre os candidatos Lula e Bolsonaro sobre corrupção no Brasil , tendo como mediadores os líderes e donos de igrejas evangélicas Brasileiras , especializados e doutores em corrupção , tanto é que a exportam para vários países .

  7. Por mais que tentem apagar os crimes dos governos petistas com “chicanas” juridicas, não conseguiram refutar as provas existentes. E essa farsa é destruída pelos milhões devolvidos aos cofres públicos pelos envolvidos. Fizeram isso sendo inocentes? Lula esteve na cadeia sendo inocente? Acreditar que tudo isso é invenção, é o mesmo que receber uma nota de 3 reais e jurar que não é falsa. Mesmo que usem de artifícios para anular as decisões, desconsiderando as provas e confissões, não esqueceremos do estado que deixaram nosso país, quebrado e endividado. Não esquecermos em quem, decorrente dessa sujeira toda, fomos obrigados votar. A doença causada foi grave, e o remédio, é esse que está aí, muito amargo, senão pior que a doença.

    • Muito bem postado e impostado, Daniela!
      Por isso mesmo acredito que, quando Lula partir para a campanha, ficar de cara com quem ele deve muitas explicações, o ELEITORADO – esses algarismos que lhe tem sido favorecido pela autofagia de Bolsonaro – podem nunca se converter em números concretos!

      • Perfeito, Srta. Daniela e Sr.Paulo.
        Quero ver a chuva de ovos podres voando direto na cara dos petralhas.
        Já comprei o ingresso mais caro, o Camorote para ver bem de perto….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *