Planalto enfim dirá como Rosemary usava o cartão corporativo

Carlos Newton

A imprensa tem alertado que está longe de punição o esquema de venda de pareceres e outros atos de corrupção desvendados da Operação Porto Seguro há exatos dois anos. Os principais envolvidos continuam trabalhando para o governo e recebendo altos salários, como Paulo Vieira, ex-diretor da Agência Nacional de Águas, que é analista da Secretaria do Tesouro e ganha quase R$ 20 mil mensais, e José Weber Holanda, ex-adjunto da Advocacia-Geral da União, que continua neste órgão recebendo cerca de R$ 21,5 mil mensais.

Rosemary Noronha, companheira de viagens de Lula, foi atingida diretamente, pois perdeu de imediato o cargo de Chefe de Gabinete da Presidência da República em São Paulo, e sua filha mais velha também foi demitida do cargo comissionado. Mas a situação financeira mudou pouco, porque o velho companheiro Lula continua ajudando. Não somente paga advogados e contas através dos caixas do PT e do Instituto Lula, como ainda mete a mão no bolso quando se faz necessário. É compreensível. São mais de 20 anos de intenso relacionamento, não se pode abandonar um grande amor assim em momento de tamanha dificuldade.

O problema é gravíssimo, mas estava mais ou menos sob controle até 13 de novembro, quando o Superior Tribunal de Justiça acolheu o processo da Infoglobo e do jornalista Thiago Herdy Lana para terem acesso aos gastos efetuados com o cartão corporativo do governo federal utilizado por Rosemary Noronha, com as discriminações de tipo, data, valor das transações e CNPJ/razão social.

SEGREDO DE ESTADO

A decisão do STJ foi tomada porque houve resistência na divulgação desses gastos e  o Planalto cercou o assunto de sigilo total e somente aceitou liberar a planilha dos gastos de Rosemary, entre 2003 e 2011, mas sem discriminá-los.

No julgamento, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, relator do caso, disse que a atitude da Secretaria de Comunicação Social configurou uma “violação ilegal do direito líquido e certo da empresa e do jornalista de terem acesso à informação de interesse coletivo”. O relator disse ainda que o pleno acesso aos extratos que detalham os gastos “é assegurado pela Constituição e regulamentado pela Lei de Acesso à Informação”.

“Inexiste justificativa para manter em sigilo as informações solicitadas, pois não se evidencia que a publicidade de tais questões atente contra a segurança do presidente e vice-presidente da República ou de suas famílias”, sentenciou o ministro Maia Filho. “A divulgação dessas informações seguramente contribui para evitar episódios lesivos e prejudicantes”.

FIM DO SEGREDO

Agora, além do valor de cada transação, logo se saberá em que Rosemary gastou os recursos públicos de que dispunha através do cartão corporativo. Vai ser um novo escândalo da melhor qualidade. Em compensação, o ministro Maia Filho perde qualquer possibilidade de ser nomeado para o Supremo. Mas ele é um jurista sério, não liga para isso, porque sabe que hoje em dia é um desprestígio ser nomeado para o Supremo pelos governantes do PT.

###
NÃO DEIXE DE LER AMANHÃ: E LULA, O QUE DIZ DISSO TUDO?

11 thoughts on “Planalto enfim dirá como Rosemary usava o cartão corporativo

  1. Newton, você bem informado dá uma notícia sobre a “queridinha do Lula” e seus gastos com o cartão corporativo, que agora serão revelados. Todos esses crimes, ou quase todos são do conhecimento da maioria do povo brasileiro, assim acredito. Não estaria na hora de vocês, profissionais da imprensa se anteciparem sobre o que pode vir de pior para o povo? Vejamos o caso do deputado Eduardo Cunha, um pilantra de marca maior é candidato a presidente da Câmara de Deputados e vocês da impremsa, de maneira tácita emudecem. Digo tácita porque só pode ser tácita. Não se justifica um indivíduo que esteve enrolado em bandalheiras na Refinaria de Manguinhos ou coisa parecida, e na CEHAB aqui do RJ, tendo até um argentino como comparsa nas bandidagens que fez passar incólume. Analogicamente poderiamos comparar como “legitima defesa putativa do povo brasileiro”.

  2. Sera que desta vez vai? Ou sera como das vezes anteriores, o governo enrola e a justiça aceita.
    Deveriam era quebrar o sigilo de todos os cartões corporativos, afinal é dinheiro do contribuinte.
    O engraçado nisto tudo, é que o cidadão, é obrigado a abrir todos os seu segredos ao governo, via
    imposto de renda. Ja o poder, que gasta o dinheiro público, pode ficar sem prestar contas. É uma
    tremenda incoerência, para dizer coisa pior.

  3. Bom, vamos de novo na linguagem chula como diz Sr. Mário…..
    Todos usam esse tal de cartão corporativo.
    Inclusive alguns deles pertecem ao Partidão da Ética e dos Bons Costumes, onde o Grão-Mestre do Partido “deu” os cartões para vários filiados ao partido para se deliciarem gastando todo nosso dinheiro suado quando “dormitava” no Palácio da Ilha da Fantasia.
    Um deles chegou a “gastar fortunas com o cartão passeando com sua linda esposa nas belas cidades da Europa, seu codinome no cartão “seria” arthur virgilio.
    Outra festa com os cartões foi quando o pseudo-plantonista governador de São Paulo, o famoso Vampiro Brasileiro, vulgo zéserra, abriu a torneira dos cartões corporativos, com uma despesa que ultrapassa a pequena quantia de 100 milhões.
    Alguns jornalecos chapa-branca nem deram a noticia, outros, davam aquelas notinhas em rodapés de páginas só enxergando com uma Lupa de laboratório……..
    E continuamos com a saga Dois pesos e Uma medida…

  4. Ratoeira, o sistema e a roubalheira

    A potência do motor está para o desempenho do carro assim como a imprensa “livre” está para a condução da democracia capitalista. Ou seja, a democracia capitalista sem a imprensa “livre”, tornar-se-ia inviável sem o potente mecanismo da grande imprensa “livre” objetivando fazer a cabeça do povão, nessa ou naquela direção, bem longe da percepção, de acordo com as vontades das corruptas elites.

    A imprensa “livre” não tem por preocupação e princípios tentar apresentar a verdade dos fatos de maneira a mais imparcial possível, nem mesmo, sugerir soluções honestas e viáveis. Menos ainda, apresentar competentes análises sobre temas políticos e econômicos de grande relevância, para a nação e para o povo. O que a imprensa “livre” gosta, mesmo, é de sensacionalismo e de baixaria, sempre que possível, fazendo a cabeça das massas para cá ou para lá, ao gosto das elites.

    Aqui no Brasil, nesses últimos tempos, como nunca antes vistos, a grande imprensa “livre” se apegou com todas as forças e vontades ao tema da velha manjada corrupção. Como se antes nunca tivesse existido, pelo menos, em tamanha dimensão. Puro sensacionalismo objetivando abertura de nova temporada de privatizações, a preços de bananas, claro. Sem dúvida alguma.

    O ecologista norte-americano, prêmio Nobel da Paz, Al Gore, recentemente esteve em São Paulo por conta da Climate Reality. Em uma de suas entrevistas, andou se queixando do sistema democrático que permite a inconveniente pressão de poderosos lobistas especializados em dirigir os projetos políticos bem ao gosto e vontade do grande capital, sem considerar os reais interesses dos EUA e de seu povo. Ou seja, lá nos EUA, também a maldita grana corre solta convencendo os políticos a fazerem o jogo das elites. Isso é corrupção, sem retoque algum. A antiga destruidora corrupção tem incontáveis modos e formas. Terrível.

    Tanto aqui como no primeiro mundo, lamentavelmente, a velha, muito conhecida corrupção vai continuar, de um modo ou de outro. Toda a roubalheira até agora mostrada pela grande mídia “livre” não é nada diante do que realmente existe. Bem possível que 40% do PIB toma rumo da roubalheira. Se resolvem autorizar a Polícia Federal a dar uma batida geral, sem exceção alguma, quem sabe, chegariam a essa monta. Assim opera a bela democracia capitalista incapaz de extinguir a maldita roubalheira. Graças a corrupção, as elites em todo o mundo estão ficando a cada dia, mais ricas. Nessas últimas décadas, o crescimento do número de bilionários em todo o mundo, é escandaloso.

    Por outro lado, já existem suficientes meios de informática, de leis e de gestão, capazes de drástica redução da roubalheira. Um deles, implantação da transparência bancária, financeira e patrimoniais, de todas as pessoas, física e jurídica, sem exceção alguma. O grande problema seria a quem entregar este potente instrumento. No governo de Dilma/PT, não temos mais essa preocupação. Bastaria convocar a confiável e competente Polícia Federal – PF para assumir a gestão dessa eficaz ratoeira. Só falta vontade política.

  5. Sugiro para acessarem o portal da transparencia do Gov Fed e ver os nomes e onde gastam….
    Até um “acessor” em S Andre, gasta uma barbaridade só no item combustivel p carro….vejam no site……
    Um verdadeiro absurdo..
    Até quando?

    Toda informação hj sigiloso tem que ser aberta.
    Vamos mudar logo estas Leis.
    Vergonha de ser brasileiro….
    Quero um dia voltar a ter orgulho de ser brasileiro.

  6. Não sabe nada, inocente!

    Planalto vai mostrar as contas pagas por Rosemary com cartão corporativo depois que estas foram transferidas pela Cielo (BB) para o cartão corporativo, secreto, do Lula.

    Só tolinho acredita na honestidade da turma do PT.

    BB administrado por Petista.

    Cielo Administrado por Petista.

    Caixa Administrada por Petista.

    BNDES Administrado por Petista.

    VALE depois que passou a ser administrada por Petista entrou no mesmo ciclo decadente da Petrobras.

  7. Mandou muito bem nesse enredo, Moderador!

    Igualmente, a seu modo e estilo, os leitores “Zé Ignorante” e Guilherme Almeida tentam botar água no chope do Moderador, no fantástico roteiro de uma novela emblemática de alto teor de suspense, tanto quanto de explosiva, para aqueles que, como eu, amanhã, faça chuva, faça sol, se estiver vivo, estarei aqui, na Tribuna da Internet, olho no capítulo “E Lula o que diz disso tudo?”.
    Emocionante…e vai dar audiência, pode crer.

  8. A podridão política no Brasil vem de muito longe. Porém a era Lula-Dilma extrapolou tudo o que se possa imaginar de corrupção e ineficiência para desgovernar o nosso país. É verdade que o povo tem o governo que merece ao eleger os canalhas petistas, peemedebistas e outros de siglas menores que destruíram as maiores empresas brasileiras tais como Petrobrás e Eletrobrás. Se a justiça apoiada pela PM for examinar a fundo encontrará a vergonhosa conivência das grandes corruptoras e os corruptos das estatais que dirigem o produto da roubalheira, para os partidos citados e para os próprios bolsos,as fabulosas verbas que um governo honesto aplicaria nas degradadas educação, saúde, segurança e infraestrutura do país que se transformou mundialmente em campeão do deboche e da ignomínia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *