Podemos realmente esperar qualquer coisa dos nossos governantes

Resultado de imagem para TEMER E OS CACIQUES DO PMDB

Governo atual é exemplo de formação de quadrilha

Silvia Zanolla

Os últimos dias revelaram uma situação em que a corrupção e o crime organizado de colarinho no país não têm limites. São vários os indicativos de que a guerra está apenas começando. Temer não terá a hombridade de renunciar porque levaria toda a alcateia consigo. Em assim sendo, só lhe resta partir para o tudo ou nada em uma disputa que só perde o povo brasileiro (esgotado, sofrido, perplexo, manipulado e massacrado). A guerra está tão evidente que basta observar o movimento na internet. Desde a gravação de Temer por Joesley, os comentários críticos ao governo nos principais blogs são atacados com um vigor e furor nunca visto antes (nem em épocas pré-impedimento de Dilma).

O site “O Antagonista” fechou sua área de comentários. Não é para menos. O ataque dos militantes cibernéticos ultrapassou o limite do suportável. Concordo com os administradores, não se pode concorrer de igual para igual com a máquina estatal quando o assunto é colocar o rei a nu.

SOFISMAS – Aqui mesmo na TI observo que desde a referida “gravação”, apareceram comentários que se adequam ao perfil aceito (linguagem polida, cuidadosa) e que argumentam insistentemente em ideias que defendem o atual sistema, não sem deixar claro, lógico, que sua crítica, a priori, é que o ideal seria que “Temer não ocupasse o poder, mas, é preciso pensar na economia, na gestão, ruim com ele pior sem ele…”

Respeito todas as opiniões, mas não posso deixar de dizer que notei que esse tipo de comentário se ampliou no conjunto de sites importantes da internet.

O fato é que a entrevista de Joesley à Época deste fim de semana acirra a guerra porque, a julgar pela narrativa, o esquema da organização criminosa funciona muito bem, é consolidado e conta com a certeza da impunidade nos moldes da operação  italiana “Mãos Limpas”.

NO DESESPERO – Pela narrativa de Joesley, sua decisão de delatar resultou de desespero em relação à desigual julgamento entre empresários e políticos no âmbito da Lava Jato. E o tal Foro Privilegiado é o cerne da questão.

Aos empresários está claro que a “mão da justiça” está sobre o lado mais fraco em que a corda arrebenta, ação após ação no judiciário e, medida após medida no Legislativo e no Executivo. Por mais que os próprios políticos, digamos assim, arriscassem matar a galinha dos ovos de ouro, sua ganância, narrada por Joesley, ultrapassa os limites do racional, nos faz pensar o que pretendiam com tanto dinheiro público,  já que uma vida seria muito pouco para gastar tanto” (só o narcisismo em Freud para explicar).

O CORINGA – Politicamente, significa que o grande Coringa, Rodrigo Maia, está executando com maestria seu papel neste jogo pelo poder apodrecido.

Nesta trama sórdida, impensável em qualquer sociedade civilizada, o povo brasileiro continua coadjuvante, joguete nas mãos dos senhores poderosos que se julgam acima da lei e da justiça, da verdade e da mentira, do bem e do mal.

Enquanto isso, o país navega mar afora, em nau sem rumo, sem capitão, sem ter porquê…

20 thoughts on “Podemos realmente esperar qualquer coisa dos nossos governantes

  1. 1) Pensando bem… não há grande diferença entre essas autoridades e outras da História ao longo dos séculos….

    2) Herodes, Nero, Maria Antonieta … sem falar nos tiranos do século XX.

    3) Infelizmente… Poderes e Putrefatos caminham lado a lado…

  2. “Parodiando o grande jornalista Hélio Fernandes,” acredito que a Dona Silvia Zanolla “está à margem do que realmente interessa ao povo brasileiro. Perdeu-se na essência… A imprensa, de um modo geral, quer ressuscitar um “Sassá Mutema” fabricado, de preferência, pela Rede Globo (sempre ela, já notaram?). Seria o Meirelles? Este imbróglio envolvendo o governo do Sr. Michel Temer é de uma “sacanagem ululante”! Como posso dar “ouvidos” a uma adaptação, vagabunda, do “sagaz” Macunaíma, beneficiado, escancaradamente, por uma dupla de idiotas (Janot/Fachin), que deixou muito a desejar? Cadê o Renan e outros? Que “régua” seria essa? Fala sério! Não há tempo para “surrealismos”! Quero uma economia forte; quero o bem-estar e a determinada qualidade de vida que merece qualquer cidadão! Pagamos impostos exorbitantes! Isso é o mínimo que queremos, não é mesmo? Temer, veio pelos braços do PT… Um homem sem a menor significância… Um verdadeiro “zero à esquerda… Agora, é a Geni? O causador de todos os males? Convenhamos: um vice “simbólico”(lembro-me daquela patuscada envolvendo “a carta”) tem o poder de ser o “chefe da gangue”? “Ora, bolas! Querem subestimar quem? Amigos, para acender a fogueira, quero algo plausível (que não deixe dúvidas)! Quero uma denúncia cabal! Quero que a PF, de fato, conclua a legitimidade dos áudios! Quero que o criminoso de verdade seja preso e pague a sua pena… Até agora, só a “Platinada” e alguns blogs sujos “peidam”… Queridos, 2018 é logo ali…Vale a pena sacrificar uma nação (tão combalida) por uma campanha sórdida realizada por quem tem interesses escusos (BNDS, Fundos, TV fechada)? Logo mais tem o “Fantástico” ,com a mesma cantilena…Senhores, moro no RJ (subúrbio) e sinto a real dificuldade na carne (assaltos, saneamento, pavimentação, etc.)Repararam? Picciani, Pezão e outras “merdas” saíram do noticiário… Fica a dica: os verdadeiros criminosos estão impunes, “gozando com a nossa cara”. “Pra mim”, chega! Sim, é um desabafo! Não sou manipulado por ninguém! Aproveitando o ensejo, este site “O Antagonista” é de um oportunismo nojento!Bem, dizem que o “cabeça” mora na Itália…Precisa desenhar? Temer, neste momento, na minha humilde opinião, é um mal necessário. Por quê? Porque estou cansado de ser achincalhado por amigos que conquistei em outros países… Quem , de fato, vai investir nesta “banânia”? Tudo, infelizmente, tornou-se um a brincadeira de muito mau gosto. Ainda tenho vergonha na cara, podem acreditar! Quer outra razão? “Não há nenhum salvador da pátria neste momento”. Trocar 6 por meia – dúzia é de uma imbecilidade sem precedentes….. Estão todos comprometidos até a raiz do …Ah!, o STF? Esqueçam…

  3. É uma raça de víboras, foram desmascarados. E a sua face é a da vergonha, da mentira, do escárnio e da corrupção. São o lixo do mundo. É sua ruína está próxima. Não sou profeta, mas sei que o bem é infinito, e a podridão dos políticos, o mal, é apenas um espaço entre duas virgulas. Faltam poucas letras para a segunda vírgula.

  4. Eu complementaria o título do artigo em tela, muito bem escrito por Sílvia Zanolla, que podemos realmente esperar qualquer coisa de nossos governantes, principalmente corrupção e desonestidade, incompetência e maldades!

    A situação do Brasil e do povo somente se agravam, então não podemos pensar apenas na economia, se com ou sem o presidente ela precisa se manter. Na verdade, o presidente nessas alturas é apenas um figurante e ladrão, e precisamos é considerar como que o cidadão brasileiro se encontra nesse momento, haja vista que, se submerso em problemas pela falta de emprego e dinheiro à sua sobrevivência, custo a crer que a dita economia possa seguir independente da população, como se a pessoa fosse desnecessária à recuperação econômica de qualquer país!

    Desta forma, os conceitos que tenho lido sobre o Brasil melhorar mesmo que timidamente neste aspecto, onde inversamente proporcional a esta recuperação o desemprego segue em alta e batendo recordes, trata-se de notícia ou fabricada ou plantada por este governo que enaltece a cleptocracia, e joga para um povo faminto, sem saúde, educação e segurança, uma esperança falsa, mentirosa, enganadora, como de resto tem sido este o comportamento de nossos governantes há três décadas nesta outrora grande nação, hoje apenas um imenso território ocupado por mais de duzentos milhões de pessoas sem meta alguma, sem norte, sem futuro, sem perspectiva de desenvolvimento, apenas assistindo passiva e irresponsavelmente a destruição da sua pátria e do seu país!

    Reitero que esta é a democracia brasileira, a gosto de uns e outros, porém ditatorial, déspota, totalitária, um teatro constituído por um povo ludibriado por ser obrigado a votar, depositar seus votos em urnas manipuladas, eleger candidatos comprometidos com o sistema que impera absoluto por mais de três décadas, que negligencia a cidadania, e que transformou este país em feudos, em principados, resultando em Estados falidos porque roubados e explorados por príncipes ladrões, conhecidos como governadores, enquanto que o rei rouba de todos os seus subalternos, que o denominamos de presidente da República, acobertados por súditos comprados através do suor e do trabalho escravo de trabalhadores exauridos pela carga tributária insuportável, que recebem seus títulos honoríficos como Poder Legislativo, hoje sinônimo de crime organizado, de antro de bandidos, local de criminosos, quadrilhas elaboradas para roubar, danificar, prejudicar e lesar o país e população.

    Quem atualmente governa o Brasil e seus Estados é secundário, se o povo sofre como jamais padeceu na história desta República, diante da falta de ocupação, de trabalho, de poder se sustentar, de pagar os juros mais caros do planeta, de viver em uma recessão econômica por vários anos, e de ser manipulado e usado despudoradamente por criminosos, ladrões, bandidos, chancelados por um tribunal superior igualmente corrupto e desonesto, que desconsidera a Constituição em benefício da manutenção de um sistema opressivo, torturador, desumano, mas que atende por excelência as exigências e determinações elaboradas com o intuito de proteger e manter as castas e elites nacionais em detrimento de uma população inculta e incauta, destituída de senso crítico e consciência política, justamente o resultado de administrações de governos ao longo de anos a fio sem qualquer fiscalização e controle.

    Em consequência, se podemos esperar qualquer coisa de quem nos comanda, a tradução desta frase deve ser que, qualquer coisa somos nós que assim nos transformamos, então qualquer coisa serve para um povo que não sabe discernir se a coisa é boa, honesta e útil ou, então, ruim, corrupta e degradante!

        • Indubitavelmente, Nelson!

          Minhas limitações mentais precisam de ensinamentos e correções nos rumos que adoto, frutos da falta de estudos.

          Não basta apenas a idade avançada, em consequência a larga experiência. Necessito de subsídios para me basear melhor em meus conceitos e, desta forma, ir me aprimorando e aprendendo com meus amigos e conhecidos ou até mesmo inimigos e desconhecidos, a entender mais e melhor este mundo onde vivo, com suas nuances e peculiaridades muitas vezes tão complexas que pessoas que pertencem à plebe ignara, onde sou um de seus representantes, podem externar pensamentos inacabados ou tortuosos não porque mal intencionados, mas pela ignorância explícita.

          Um forte abraço, meu amigo.
          Saúde e paz.

  5. Do texto, muito bem estruturado da Silvia Zanolla:

    “Enquanto isso, o país navega mar afora, em nau sem rumo, sem capitão, sem ter porquê…”

    Olhem em volta… é a anarquia, ainda carimbada, institucionalizada. Falta muito pouco para liberar geral, se as gandolas e coturnos não colocarem ordem na casa…

  6. Excelentes o artigo da Silvia e o comentário do Bendl.
    A sociedade ignora o novo processo escravocrático que se instala. E o meio sindical está totalmente desmoralizado.
    Perdemos o passo da história, podem crer.
    Além disso, estamos formando massas de despreparados fato que vai ser acelerado com a implantação de educação a distância para indivíduos que não sabem ler. Triste.
    Saudações e respeito à Silvia e ao Bendl, pela manutenção da persistência
    em prol deste infeliz Brasil!
    Vitor

    • Prezado Victor Cast,

      Obrigado pelo apoio e por concordar comigo quanto ao que entendo estar muito errado no Brasil, a ponto de padecermos sob um período na história brasileira que podemos considerá-lo como o pior já registrado!

      A começar pelo ineditismo de o país estar falido ética e moralmente!

      Um grande e forte abraço.
      Saúde e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *