Pois é agora que tudo começa

Percival Puggina

Eram 20 horas do dia 26 quando os números da eleição presidencial me caíram diante dos olhos, saídos do éter e cercados das mesmas inconfiabilidades que caracterizam as pesquisas de intenção de voto. Mas desta vez eram números para valer. Dilma e o PT ganharam mais quatro anos para destruir o Brasil e o caráter da população brasileira.

Vieram-me à mente as seguintes palavras, de Mateus 11, 21-22.  “Ai de ti, Corazim e ai de ti, Betsaida! Porque, se os milagres que fiz nas vossas ruas tivessem sido praticados em Tiro e Sidom, há muito que o seu povo se teria arrependido com vergonha e humildade. Verdadeiramente, Tiro e Sidom estarão melhor do que vocês no dia do juízo!”

Elas são bem adequadas ao momento. Qualquer outro povo que tivesse, desde 2005, quando estourou o primeiro escândalo do governo Lula, conhecido o que o Brasil conheceu, sabido do que o Brasil ficou sabendo, contemplado o futuro que o Brasil contempla, sido fatiado em alas e conflitos como o Brasil foi, andado nas companhias com que o Brasil andou, feito os negócios que no Brasil se fizeram, perdido tudo que no Brasil se jogou fora, teria enxotado seu governo a votos na primeira oportunidade. O Brasil já perdeu a terceira. Se o que acontece nas nossas ruas ocorresse em país sério, seu povo se teria arrependido com vergonha e humildade. Ainda não chegou para nós o dia em que o Brasil tomará juízo.

METADE DA NAÇÃO

Felizmente, metade da nação já despertou. A disputa começou muito mais desigual. Ao longo dos últimos meses, porém, o petismo, sem meias nem peias, que se julga dono do Brasil, foi produzindo o mais incômodo de seus resultados: o antipetismo consciente, crescente e comunicante, que se irá organizar porque exatamente aqui, onde o PT julga que tudo termina, é onde tudo começa. O que era disperso ganhará coesão.

Já que o PT preferiu dividir, dividido está. E o que foi dividido saberá unir-se. Em dois anos haverá novas eleições e, desta vez, os antipetistas sabemos quem esteve e quem está com quem. Isso o PT e o Congresso Nacional ficaram sabendo: metade do Brasil é antipetista. E todo parlamentar que não for assumidamente antipetista vá cantar na sua freguesia porque terá metade da nação contra si.

7 thoughts on “Pois é agora que tudo começa

  1. O PT estava com as eleições prontas, na eventualidade de Aécio se aproximar em demasia de Dilma.
    Detalhes, pormenores, arranjos, nada escaparia dos petistas para que vencessem as eleições, então as apurações secretas, gente escolhida a dedo para ficar encerrada em uma sala do TSE durante o escrutínio das urnas durante três horas, sem que o povo soubesse de qualquer informação, menos o PT, que comemorou antes da hora a vitória de Dilma, comprovando que as eleições precisam ser investigadas.
    Independente, no entanto, do caráter que se reveste uma eleição, de lisura, correção, respeito ao eleitor e ao País – o PT certamente adulteraria os resultados dos votos à presidência da República conforme seu passado e comportamento absolutamente condenáveis e de escândalos que jamais o Brasil havia assistido -, desta vez o partido contrário ao País e povo sabe que não tem mais o domínio sobre a população brasileira.
    Há uma outra metade que se revela literalmente antipetista, e não apenas adversária política, e que pode se alastrar a partir do momento que o governo reeleito se mostrar incompetente e incapaz de resolver os problemas econômicos gerados pela sua administração anterior, e permanecerem sem soluções nossas carências de sempre:
    Educação, Saúde e Segurança.
    Em dois anos teremos eleições municipais, que servirão como termômetro do governo do PT na sua quarta gestão.
    Pelo andar da carruagem, diante de mais este espetáculo dantesco de desonestidade petista com relação a possíveis alterações dos números finais nesta última eleição, e com a possibilidade desses brasileiros se tornarem em maior número como declaradamente inimigos do PT, na mesma dimensão que este comprova ser o mesmo pra esta Nação, a chance de o PT eleger prefeitos diminuirá muito, como também de vereadores, justamente a base de qualquer política, diante da aproximação com os eleitores.
    Desta forma, enquanto os descontentes com os petistas poderão aumentar a cada dia, dependendo do governo que a presidente Dilma estará disposta a praticar, o PT lutará para manter os eleitores que já possui e que lhe são fiéis, mas poderá constatar que os trinta milhões de brasileiros que não votaram nele e no Aécio formam um contingente de votos extraordinário, que deverá ir às urnas porque a maioria deixou de votar por dois turnos, e sabe que precisa comparecer agora, sob pena de perder o título ou multa ou porque não estavam em seus domicílios eleitorais à época.
    Pois são esses milhões de eleitores vagando que se tornam hoje o perigo para o PT, diante de não terem optado nem pelos petistas tampouco para os tucanos, que decidirão os próximos pleitos brasileiros, que poderão pender para os candidatos petistas ou contrários a este partido.
    Agora, na razão direta que o PSDB ou PT negligenciarem seus eleitores atualmente em busca desses votos alheios a um e outro, poderão perder os que haviam se definido anteriormente, constituindo-se esses próximos quatro anos como decisivos à manutenção do PT no poder indefinidamente ou, então, encerrar o ciclo desse partido por muito tempo, mesmo que venha com Lula, Pimentel, Haddad ou com quem quiser mais em 2018.
    Se a vitória petista foi saborosa em 2014, nesse prato tem uma especialidade que se não for devidamente degustada poderá trazer problemas aos glutões: jiló!

  2. Percival, tudo que você escreveu é verdade incontestável. Votei no Lula
    em seu primeiro mandato, após a sua posse, sem projeto de governo,
    criou um projeto de poder, não houve um projeto de nação. Nunca mais votei em candidatos do PT e logo depois saiu em defesa dos corruptos condenados no caso do mensalão, só isso seria suficiente para quem tem
    um pouco de caráter não mais votar no PT. O José Dirceu, é o verdadeiro
    herói do Lula e dos petistas, pelo fato de ter assumido o título de chefe do
    mensalão, caso contrário esse título poderia ser do Lula e aí, adeus PT.

  3. “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. Assim, também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.” Mt 23:27-28

  4. Desculpem, os mais jovens mais trabalhei na época que era papelzinho que eram fechados e recontados ,que logo depois eram levados para um um outro local para recontagem,eu ficava até meia noite esperando as urnas irem para a cidade para o fechamento gera, mesmo com fiscais ferrenhos ,agressivos olhando e vasculhando voto por voto,a maioria dizia que havia fraude.Infelizmente tudo que tem a mão do homem é colocado em dúvida a sua lisura.

Deixe uma resposta para Eliana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *