Polêmicas sobre o AI-5 traumatizaram Paulo Guedes, que anda fugindo da imprensa

Paulo Guedes

Agora, então, com a volta da CPMF, Guedes vai desaparecer do mapa

Bela Megale
O Globo

Desde que mencionou o AI-5, o ministro Paulo Guedes tem evitado falar com jornalistas na porta de eventos. O chefe da pasta da Economia também parou de dar declarações quando entra ou sai do ministério. Guedes continua falando com a imprensa, mas agora dá preferência a entrevistas e conversas em ambientes controlados e com horário marcado.

Para driblar os jornalistas, ele tem apelado a caminhos pouco conhecidos até mesmo dentro do prédio do ministério.

SOBRE O AI-5 – O ministro não escondeu sua chateação com o episódio sobre o AI-5. Em entrevista ao jornal O Globo, ele afirmou que sua fala foi mal interpretada. No mês passado, Guedes disse em uma viagem a Washington que não se surpreenderia se “alguém pedir o AI-5″ caso ocorressem manifestações violentas nas ruas brasileiras.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGOutro exagero de Guedes foi dizer que os brasileiros precisam ir se acostumando com o dólar alto, porque este é um dos objetivos do governo.  As elites, que estão sempre de passagem marcada para o exterior, não gostaram nada, até porque esse tipo de estratégia só agrada aos exportadores. Quanto ao fato de o ministro estar fugindo dos jornalistas, agora mesmo é que ele vai tentar sumir do mapa, por causa da declaração de Bolsonaro sobre a volta daquela venha senhora que todos já conhecem – a CPMF, que pode até trocar de nome, mas as digitais são as mesmas. (C.N.)

13 thoughts on “Polêmicas sobre o AI-5 traumatizaram Paulo Guedes, que anda fugindo da imprensa

    • General de banana? Tá falando sério?
      Se fosse o Toffoli, a quem aprendemos a odiar, ainda vai, mas o general Villas-Boas?
      Suponha que o general impusesse uma ditadura tupiniquim. Sabe o que aconteceria? Você teria que engulir o Eduardo, o Carlos, o Flávio e as grossuras do Bolsonaro e ainda ter que ficar quietinho.
      Vá devagar, meu caro – a verdade não é exclusividade de ninguém. E o respeito é sempre apreciado.

      • Se o “general” de banana impusesse uma ditadura tupiniquim os primeiros a cair seriam o Eduardo, o Carlos, o Flávio e as grossuras do Bolsonaro.

        Continuo com o meu questionamento:

        “Cade o Villas-Boas para passar um corretivo no Paulo Guedes e no Eduardo Bocalnaro?”

        Será que ele só se manifesta quando as porcarias não são das porcarias dele?

  1. Só a impren$a pode falar o que quiser do AI-5 sem qualquer consequência. Já se for um dos Bolsonaros, militares ou ministros, são tachados de pró ditadura. Viva a liberdade de expressão! Eita democracia vagabunda essa que temos!

  2. A imprensa brasileira vai cada vez mais se desmoralizando com jornalistas que repetem assuntos banais, e tentam, com ares professorais, dar sentido relevante a essas banalidades.
    Veja o caso dessa.matéria, puramente ideológica, que não traz nenhum tipo informação.
    A imprensa parou no tempo e jornalistas querem dar conotações de que são de esquerda, quando, todos sabemos, que essa posição saiu de.moda com a morte.do PT e seus coligados comunistas.
    Acordem jornalistas brasileiros porque os tempos são outros e as necessidades dos leitores também, mas vocês pararam no tempo que chamam de ditadura, mas.a pior ditadura foram de luiz Inácio e de dilma, mas ainfa bem que parecem mais com ditadores gays.

    • O problema e que esta tudo mundo junto nessa: esquerda e direita. Adireita se alimenta com artigos como esse e a esquerda com artigos dos representantes da tal direita. Um acaba se alimentando do outro. E quem paga o pato e a populacao brasileira que nem ideologia tem. Uma das coisas boas que o brasileiro possui e nao ter ideologia. Mas como o brasileiro se americanizou ou se cubanizou, a tendencia e cairmos nessa guerra ideologica que enche o saco em outros paises perturbando aqui tambem.

  3. Guedes está certíssimo! É preciso evitar os abutres!

    “As elites, que estão sempre de passagem marcada para o exterior, não gostaram nada, até porque esse tipo de estratégia só agrada aos exportadores. ”

    -O dólar alto não interessa apenas aos exportadores. Como somos dependente do dólar, precisamos mandar para fora alimentos para que o dólar entre. Depois, pegamos esse dólar e também o mandamos para fora…

  4. AI-5
    Falar disso provoca recidivas na esquerda.
    Falar em AI-5 não quer dizer que vai aplicado nesse governo.
    Falar no Rapto das Sabinas agora não quer dizer que vamos raptar belas donzelas, mas essa reação é sequela dos que foram faxinados das tetas e isso provoca pruridos morais e anais.
    Se alguém berrar de um lado da rua, Lula Livre, e do outro lado alguém berrar AI-5, pronto as legiões do Cavaleiro da Esperança se lançam como os Cavaleiros de Granada que em altas madrugadas saiam em loucas disparadas brandindo bacamartes e espadas… para nada.(apud Carlos Chagas)

  5. Não que eu seja a favor do AI-5, mas o Lula falou que ia botar fogo no país e essa imprensa não falou nada. Dirceu falou em tomar o poder mesmo sem recorrer às eleições. Isso pode. Que democracia de m.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *