Polícia Federal entrega à defesa de Lula mensagens hackeadas da Lava Jato com diálogos de procuradores

Advogados retiraram dados com cerca de sete terabytes de informação

Gabriela Oliva
O Globo

A Polícia Federal (PF) entregou à defesa do ex-presidente Lula (PT), nesta segunda-feira, dia 11, mensagens hackeadas de procuradores da Operação Lava-Jato que constavam em material apreendido pela Operação Spoofing, em 2019. Os advogados de Lula retiraram os dados, com aproximadamente sete terabytes de informação, na Superintendência da PF do Distrito Federal.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o procedimento, a pedido da defesa do petista. Em informe enviado a Lewandoski, os advogados do ex-presidente disseram que a entrega dos dados ocorreu sem a checagem dos HDs na Superintendência da PF para confirmar se todas as informações foram de fato gravadas.

PERÍCIA – A defesa ainda disse que já começou a periciar o conteúdo e que irá informar ao magistrado se a decisão foi “atendida em sua plenitude” ou se haverá “necessidade de informações adicionais”. As mensagens são consideradas relevantes pela defesa de Lula porque envolvem diálogos dos procuradores sobre processos que tramitavam no âmbito da Lava-Jato.

Lula foi preso em abril de 2018 após ser condenado em uma ação penal originada pela operação: o caso do tríplex no Guarujá (SP). O portal “The Intercept Brasil” divulgou parte das conversas numa série de reportagens. Os advogados de Lula esperam que o STF considere o teor delas ao julgar um pedido de habeas corpus que tornaria Moro suspeito para julgar os processos sobre o petista, facilitando anulações favoráveis ao político.

No dia 28 de dezembro do ano passado, Lewandowski determinou esse compartilhamento dos dados hackeados. No entanto, a decisão foi descumprida por Waldemar Cláudio de Carvalho, que era o responsável pelo plantão da 10ª Vara Federal Criminal do DF. Somente no dia 4 de janeiro, a Vara anunciou que cumpriria a decisão do ministro, sob direção do juiz plantoinista Gabriel Zago Capanema Vianna de Paiva.

OPERAÇÃO SPOOFING – A operação foi deflagrada pela Polícia Federal em 23 de julho de 2019, com o objetivo de investigar as invasões às contas de Telegram de autoridades brasileiras e de pessoas relacionadas à operação Lava Jato.

Foram alvos dos hackers, entre outras autoridades, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, o ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba Deltan Dallagnol, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), o presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ).

10 thoughts on “Polícia Federal entrega à defesa de Lula mensagens hackeadas da Lava Jato com diálogos de procuradores

  1. CN deve estar furibundo. Dias atrás ele escreveu elogiando e afirmando que a atitude do juiz era lega. Eu contestei que a não permissão do acesso era ilegal. E agora?
    A farsa da Lava Jato está mais do que provada. COM provas.

  2. Um magistrado italiano que integrou a operação Mãos Limpas disse, em entrevis, que não poderia afirmar que o Juiz Moro agiu errado, por desconhecimento das leis processuais penais no Brasil, mas que SE fosse na Itália, seria contrário às leis italianas – Entenderam bem né???

  3. A defesa do ladrão e maior corrupto da História da Humanidade é incansável, regiamente paga, garantindo recursos para umas 3 gerações de descendentes.

  4. Bom dia , leitores (as):

    Senhora (es) Gabriela Oliva ” O Globo ” , Carlos Newton , Marcelo Copelli e J. Béja o ministro/juíz do STF Ricardo Lewandowski liberou p/os advogados do pres.Lula acesso aos documentos obtidos de forma ” ILEGAL E CRIMINOSO ” ,com o propósito de extinguir os processos e condenações de Lula e usá-los contra os membros da equipe que o investigaram .

  5. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Ronaldo , então todos os membros das equipes ” MULTIDISCIPLINARES ” do Estado Nacional envolvidas no processo contra Lula , foram parciais ao validarem ás decisões do então Sérgio Moro , e se deixaram enganar e manipular , incluindo todas esferas hierárquicas do poder judiciário , pelo então juíz?
    Poxa , se assim ocorreu , o então juíz é um gênio pois tão somente usou a lei e deu mil e uma oportunidade para LULA se defender, pois o ex-presidente Lula está usando o produto de seus crimes para pagar e lavar dinheiro , com rios de recursos p/bancas advocatícias , ministros/juízes do STJ , STF ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *