Por determinação do Supremo, Pastor Feliciano é investigado por crime contra a religião

Carlos Newton 

A conduta do deputado-pastor Marco Feliciano (PSC-SP) será investigada em inquérito federal, baseado em denúncia de ter cometido crime de preconceito de religião, ao falar que profetizava “o sepultamento dos pais de santo”  e o “fechamento de terreiros de macumba”.

A denúncia surgiu após  ser publicado na internet um vídeo, gravado durante um culto de Feliciano a seu fiéis. E a abertura do inquérito foi requerida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que assistiu ao vídeo do deputado, postado no YouTube.

Como o pastor Feliciano tem mandato de deputado federal, é beneficiado pelo foro privilegiado e só pode ser investigado em inquérito conduzido pela Procuradoria Geral da República e autorizado pelo Supremo. Na sexta-feira passada, no Supremo, o ministro Gilmar Mendes determinou que Feliciano seja ouvido pela Polícia Federal em até 30 dias.

5 thoughts on “Por determinação do Supremo, Pastor Feliciano é investigado por crime contra a religião

  1. Infantilidade e má fé do Procurador, haja vista que Edir Macedo e Waldemiro fazem pior!
    Basta ler o jornal da IUD, que encontrarão um celeiro para acusações que querem apregoar ao tonto do Marco Feliciano.
    A tática é combater os evangélicos de qualquer modo, diante da possibilidade de a candidatura de Magno Malta se concretizar e trazer preocupações com a unificação das igrejas neopentecostais em torno do seu nome.
    Edir, RR Soares, Waldemiro, já deveriam ter sido processados há milênios, no mínimo pela exploração da crendice popular, no entanto, com essas igrejas, o furo é mais embaixo, certamente.

  2. Na qualidade de estudioso e pesquisador da “fenomenologia religiosa”, atenho-me tb aos aspectos político-partidários. Se o PR não tiver a coragem de lançar o valoroso Magno Malta, o PSC já lançou a pré-candidatura de seu presidente, o Pastor Everaldo, das Assembléias de Deus. O homem tem lastro, foi ele que, com Lula ainda candidato ao primeiro governo, reuniu 300 pastores em uma churrascaria na Baixada Fluminense. Idem, na Zona Sul, qdo Garotinho foi candidato a governador pela primeira vez e ganhou, eu estava lá! Foi Chefe da Casa Civil do governo Garotinho e Chefe de Gabinete no Governo Rosinha, a conhecida revista petista Carta Capital (10/03/2014) já falou da pré-candidatura do Pastor Everaldo e afirma que ele pode levar a eleição para o segundo turno, citando cientista político da FGV – Fundação Getúlio Vargas. Everaldo, adolescente, era camelô na Feira de Acari, RJ, depois, por concurso público se tornou funcionário do IRB – Instituto de Resseguros do Brasil. Evangélicos e simpatizantes andam contando os dias para votar em Everaldo Dias.

  3. A Umbanda, o Candomblé e os Centros Kardecistas, vulgarmente chamados
    de macumba, não cobram dízimo, vivem de ajuda espontânea de seus seguidores.
    Alguém conhece algum centro espírita ou algum pai de santo rico? diferentemente
    de certas seitas evangélicas, possuidores de templos, que são uma verdadeira
    ostentação. Imaginem, se um sujeito desse chegasse a Presidência da República,
    as outras religiões sofreriam uma perseguição implacável.

  4. Qualquer deslize de algum, que não seja do PT vale por mil crimes de um deste partido corrupto e totalitário. Lula taí solto, fez o que fez, tá rico e não vai prá cadeia nem que a vaca tussa.

    Essa gente não perde a chance de assassinar reputações. Uma das técnicas é pegar uma frase qualquer fora do contexto do discurso e colocá-la noutro, dando lhe outro significado, que comprometa moralmente ou criminalmente o inimigo.

  5. Não entendo como aqui no Brasil cuja Constituição diz que o Estado é laico ainda possa admitir qualquer tipo de Preconceito e perseguição religiosa, principalmente cometidos por Políticos de igrejas “eletrônicas” Neopentecostais.
    Há muito tempo esses neonazistas perseguem as religiões Afro-indígenas ( Umbanda, Cadomblé…). Muitos chegam ao Poder Legislativo e se aproveitam da Imunidade parlamentar para promover o “holocausto religioso”, ou seja, exterminar ou dizimar toda Religião Afro-indígena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *